4 bons motivos para dar feedbacks aos candidatos no processo seletivo

16 de janeiro de 2017
Kenoby

Todo processo de seleção tem dois agentes de busca: a empresa que procura o melhor candidato e o profissional que quer uma vaga que atenda a suas expectativas.

Considerando que os dois estão empenhados naquilo que desejam, é fácil entender a real e tamanha expectativa de retorno que eles têm durante o processo. Ao final, essa questão se torna um problema, porque muitas empresas ignoram a necessidade de comunicação com o candidato desclassificado.

Há diversas razões pelas quais uma corporação não responde a um candidato, mas, sem dúvidas, a mais recorrente é afirmar que “são tantas tarefas e prioridades que essa ficou para segundo plano”. Além de muitos outros motivos que já estamos cansados de conhecer, sendo recrutadores.

De fato, as equipe estão cada vez mais enxutas e as demandas cada vez maiores, mas a prática de dar feedback para os candidatos tem muito mais valor do que possa parecer em um primeiro momento. É o que vamos explorar.

No post de hoje, o Blog Kenoby faz um convite à reflexão e à análise sobre essa espera e de como ela pode ter consequências negativas, tanto para os profissionais, que aguardam indefinidamente por uma resposta, quanto para as empresas que receberam suas candidaturas.

Como candidatos, já participamos de processos seletivos e alguns de nós conhecem de perto a sensação de nunca ter tido uma resposta ou mesmo um “muito obrigado pelo seu tempo e interesse”.

Segundo o Global Talent Rends Report, do LinkedIn, os maiores fatores de frustração para candidatos são:

  • nunca receber um feedback para saber em que melhorar. Além de gerar um sentimento de frustração, a falta de retorno faz que a pessoa tenha um sentimento de incapacidade, pois não sabe qual é o caminho do desenvolvimento; e
  • processos de recrutamento envoltos em mistérios, divulgação de vagas de empresas confidenciais, entrevistas com assistentes em vez do superior direto e job descriptions pouco objetivos.

Ora, para quem procura um emprego, esse tipo de espera não é nada agradável e pode gerar consequências para a imagem da empresa. Pense: trata-se de uma comunicação, de um diálogo que nunca foi finalizado. O candidato fez uma pergunta, ainda que nas entrelinhas, mas você, como representante de uma corporação, nunca a respondeu. Como será que esse candidato se sentiu e o que ele passou a falar dessa empresa depois dessa experiência? Se os conceitos que ele tinha a respeito da organização eram muito altos, possivelmente maior foi a sua decepção. Maior foi o impacto na imagem organizacional.

É sempre importante superar as expectativas dos candidatos, afinal eles também estão selecionando a empresa em que vão trabalhar. As organizações que contratam os melhores talentos sabem bem disso e estão atentas a como surpreendê-los e encantá-los desde o primeiro contato do processo de seleção. Oferecer um feedback da entrevista é uma maneira simples de deixar uma impressão positiva e mostrar que a empresa contratante se importa com os profissionais que se interessam por ela, independente se, no final, se tornaram ou não um de seus colaboradores.

Outro fator incontestável é que o mercado tem valorizado organizações que demonstram ser sustentáveis, que promovem a sinergia entre parceiros e o desenvolvimento da comunidade local e que sejam agentes de transformação na sociedade. Por isso, nada mais pertinente do que uma empresa transparente, que demonstra respeito e diálogo com todos os seus públicos, incluindo os profissionais não selecionados para a sua equipe.

Agora, manter esse diálogo e transparência com os candidatos é uma responsabilidade nobre. A empresa se materializará na forma de agir do recrutador. Portanto, toda boa impressão que a equipe de seleção transmitir para os profissionais externos gerará ganhos para o conceito que eles fazem da empresa. Contudo, o inverso também tem o mesmo peso, só que negativo.

Vejamos alguns impactos que podem ser gerados no negócio pela falta de feedback em processos seletivos.

4 motivos para dar feedback

1. Seus candidatos querem um retorno, sim

Candidatos são pessoas que dedicaram tempo nas diversas etapas de seu processo seletivo e buscam um retorno sobre o investimento que realizaram. Muitos acreditam que, enquanto empresa modelo, você tem a responsabilidade ética de lhes fornecer informações práticas e realistas em consideração a esse investimento e dedicação.

2. Seus candidatos podem ser seus clientes/parceiros

As pessoas se movimentam entre departamentos e empresas e seu candidato de hoje pode ser seu cliente ou parceiro de amanhã. Nesse caso, deixar de atender às suas expectativas de retorno pode prejudicar diretamente as vendas de seus produtos ou serviços.

3. Prejudicar a imagem da marca da empresa

Lembre-se que a internet e as redes sociais deram mais poder de voz aos candidatos. Hoje em dia, eles podem rapidamente obter informações de como é participar de um processo seletivo e como é trabalhar em sua empresa. Além do mais, uma má experiência no recrutamento pode, sim, impactar em como sua empresa será percebida, colocando seu employer branding em risco.

Clique aqui e veja como um candidato decidiu postar toda a sua frustração por não receber um feedback de seu processo seletivo.

4. Fortes candidatos podem desconsiderar sua empresa

Há muitos candidatos bons que poderiam ser aproveitados em outras vagas, mas passam a desconsiderar sua empresa pela falta de feedback. Segundo pesquisa realizada pelo Linkedin, candidatos que recebem algum retorno de seu processo seletivo são quatro vezes mais propensos a se recandidatarem à corporação que os forneceu.

Fica a dica!

Sempre pense fora da caixa. Verifique diferentes maneiras para fazer que seus candidatos passem por experiências valiosas e processos seletivos enriquecedores em sua organização. Lembre-se de que os profissionais não selecionados também são clientes ou clientes em potencial de sua empresa e influenciam em sua reputação e marca.

Sem falar que a sua imagem como profissional também está em questão. Muitas pessoas te conhecerão em processos conduzidos por você na empresa atual e, amanhã, poderão ter interesse de te abrir portas para novas oportunidades em reconhecimento ao bom profissional que você é. Essa é a dinâmica do mercado de trabalho. Estamos todos no mesmo jogo.

Qual é o seu ponto de vista? Compartilhe esse texto e traga mais gente para conversar sobre essa ideia!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Como responder um e-mail de recebimento de currículo

Com o avanço da tecnologia, grande parte das pessoas adotou o e-mail como a principal forma de envio de currículos. E você, como vem tratando seus candidatos? Já parou para pensar  continue lendo »

6 passos para fornecer feedbacks de qualidade

A falta de retorno por parte das empresas pode ser extremamente frustrante e desencorajadora para um candidato. Todos já passamos por isso e já vimos no post 4 bons motivos  continue lendo »

feedback a candidatos
Feedback de Recrutamento e Cultura Empresarial

Já falamos aqui, no Blog Kenoby, sobre a importância do feedback e demos dicas de como fazê-lo, mas você sabia que a cultura de feedback vai muito além disso? Por  continue lendo »