Absenteísmo: como solucionar este grande problema?

14 de setembro de 2017
Kenoby

Absenteísmo é o nome dado à prática de se abster do trabalho, ou melhor, estar afastado das atividades diárias. São diversas as causas para isso, como as faltas por doenças ou atrasos rotineiros. De qualquer forma, isso prejudica gravemente uma empresa.

A elevada ausência pode influenciar na construção de uma cultura desordenada, prejudicar o clima de trabalho e dar início a diversos conflitos interpessoais. No final, alguns colaboradores estarão sobrecarregados, erros operacionais surgirão, bem como perdas financeiras.

Pensando em tudo isso, criamos um guia especialmente para você. Hoje, vamos ensiná-lo a remover o absenteísmo nas empresas, explicar melhor seu conceito e suas principais causas. Continue lendo nosso conteúdo e fique por dentro do assunto. Boa leitura!

Conceito de absenteísmo e presenteísmo

Há muito tempo se fala sobre o absenteísmo nas organizações, por isso, é importante entendê-lo com maior clareza. Esse nome vem do latim absens e significa “estar ausente, afastado ou fora de algo”.

Nas empresas, o absenteísmo refere-se à ausência dos profissionais do expediente — seja por atrasos, faltas ou mesmo acidentes. O problema é que isso gera uma série de custos para a organização, como a reposição de mão de obra ausente, perda de produtividade e aumento do número de erros ao longo do expediente.

O cálculo do absenteísmo pode ser feito por meio de indicadores específicos (que serão apresentados adiante), ou por meio do controle do ponto e jornada de trabalho.

Contudo, existe um fator mais difícil de acompanhar: o presenteísmo. Nesse caso, o profissional até está fisicamente no ambiente de trabalho, entretanto, sua mente está “vagante” e não produz como deveria. Ou seja, apenas o seu corpo está presente.

Há muito presenteísmo nas empresas. De acordo com pesquisa, apenas 39% do expedienteé realmente produtivo. Os motivos podem ser diversos, como problemas familiares, emocionais ou financeiros.

Dicas para eliminar o absenteísmo

Ofereça feedbacks contínuos

Um dos elementos mais básicos da comunicação interna é o feedback. Na verdade, essa prática consiste em saber falar sobre os pontos fortes e fracos dos subordinados, bem como ouvir sugestões para melhoria contínua. Assim, é possível construir um clima de transparência.

Mas é importante que cada líder saiba como oferecer esse retorno. Nesse processo, a palavra-chave é o equilíbrio. Deve-se manter a harmonia entre as críticas construtivas e elogios, evidenciando não apenas as falhas do trabalhador.

Invista na qualidade de vida no trabalho

Um ambiente de trabalho impróprio pode acarretar diversos prejuízos à empresa e seus colaboradores. Como exemplo, é possível destacar o aumento do estresse, acidentes de trabalho e a desmotivação nas tarefas diárias — grandes vilãs do absenteísmo.

Para otimizar a qualidade de vida no trabalho é possível utilizar diversas estratégias: melhorar o espaço de trabalho, garantindo que a iluminação, acústica e temperatura estejam adequadas. Também vale incentivar a prática de atividades físicas, alimentação mais saudável e equilíbrio da vida pessoal/profissional.

Monitore e compartilhe o nível de absenteísmo

O absenteísmo pode (e deve) ser mensurado. Ao fazer isso, é possível realizar uma análise eficaz do que está acontecendo, além de criar e compartilhar metas para sua mitigação. O cálculo é muito simples, leva apenas duas variáveis em consideração. Veja agora:

absenteísmo (em %) = horas não trabalhadas / horas efetivamente trabalhadas x 100

Após identificar o percentual, compartilhe-o com o time e crie metas inteligentes e desafiadoras, bem como recompensas para premiar aqueles que menos faltam na empresa. Os resultados começarão a aparecer!

Para te ajudar a controlar esse número, entre muitos outros índices. Faça o download gratuito do modelo de apresentação mensal de indicadores de R&S.

Contrate pessoas com aderência à cultura organizacional

A cultura é um dos elementos mais importantes da empresa, representa o conjunto de valores e hábitos que são “abraçados” internamente. Ao contratar pessoas que tenham aderência à cultura, ou melhor, valores próximos, é possível reduzir o absenteísmo exponencialmente.

Para tanto, deve-se otimizar o processo de seleção da empresa. Aqui, é indispensável utilizar a tecnologia a seu favor. Contrate um software que contribua para automatizar as diversas etapas e gerar uma visão mais holística de cada candidato, assim fica fácil encontrar pessoas que tenham os valores desejados, além de inteligência e experiência.

Principais causas do absenteísmo

Ambiente de trabalho hostil

Sem dúvida, a falta de qualidade do clima organizacional contribui para o aumento de faltas e atrasos na firma. Quando o ambiente é hostil, com relações precárias entre os funcionários e, especialmente, com os líderes, é comum que o absenteísmo aconteça.

Esse fator pode levar a problemas ainda maiores no futuro, como a evasão dos talentos do quadro de funcionários. Por essa razão, é importante investir na construção de um senso de equipe, mostrando que todos laboram para chegar a um objetivo comum.

Doenças ou acidentes de trabalho

Como é de se esperar, a ocorrência de acidentes ou doenças também influencia na ausência dos profissionais por determinado período. Por isso, é importante que a liderança esteja atenta aos padrões de saúde e segurança no trabalho.

Metas desproporcionais e mal elaboradas

As metas são aliadas da gestão empresarial, garantindo que toda equipe siga na mesma direção. Todavia, quando mal formuladas, podem sobrecarregar a equipe e até desmotivá-la, fazendo com que o número de faltas e atrasos cresça.

Uma meta desproporcional é aquela que foge da realidade, que demanda demais dos funcionários e, ainda assim, é quase impossível de alcançar. As metas precisam ser realistas, com prazo claro e que engajem os profissionais em seu alcance.

Falta de reconhecimento

Valorizar o funcionário é uma premissa básica da gestão de pessoas. Segundo pesquisa da Towers Watson, profissionais reconhecidos por seus superiores imediatos são 52% mais engajados. Por outro lado, com a falta de valorização, é comum que a equipe sinta-se desanimada, comprometa-se menos e comece a se abster do trabalho.

Assédio moral no trabalho

Por fim, é preciso considerar a hipótese de assédio moral aos trabalhadores. Consiste em colocá-los em situação humilhante ou constrangedora ao longo do expediente, desequilibrando sua relação com o ambiente de trabalho e/ou outros colaboradores. Esse ataque, geralmente, é feito pelo superior imediato. Além de culminar na falta do profissional, pode levar à sua saída, além de processos trabalhistas no futuro.

Veja, agora você está por dentro do assunto. Entende o que é absenteísmo, suas principais causas e dicas para solucionar esse grande problema. Em seguida, será possível construir um negócio mais competitivo, sólido e atraente.

Agora que já sabe como reduzir o absenteísmo, aproveite para compartilhar nosso conteúdo em suas redes sociais. Assim, seus amigos também ficarão por dentro do assunto. Vamos lá!

Rating: 5.0/5. From 1 vote.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

Kit - Entrevista de Candidatos

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Treinamento e desenvolvimento: Tire suas dúvidas sobre esse tema

O treinamento e desenvolvimento é uma das atividades mais importantes nos processos de recrutamento de profissionais nas empresas. Essa etapa é considerada fundamental para garantir o aprimoramento dos colaboradores, bem como a  continue lendo »

Confira os 11 melhores cursos de RH para você fazer

Manter-se atualizado profissionalmente é importante em todos os setores. Com a internet e a facilidade para acessarmos conteúdos que temos nos dias de hoje, a importância de sempre buscar cursos  continue lendo »

Gestão de conflitos: 5 dicas para ter sucesso nesse controle

Por melhor que seja o ambiente de trabalho, ainda é provável que conflitos interpessoais venham a surgir. Contudo, é preciso combatê-los o mais rápido possível, evitando que prejudiquem o clima organizacional e  continue lendo »

Teste palográfico: entenda o que é e por que utilizá-lo

Na hora de contratar um novo profissional, é importante ir além das competências técnicas. Isso significa que é essencial contar também com ferramentas validadas e eficientes para avaliar traços individuais  continue lendo »

Gestão por competências: entenda a sua importância e como aplicar

A gestão por competências está cada vez mais presente nas organizações atuais. Os conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA) dos colaboradores são fundamentais para tirar as estratégias do papel e, assim,  continue lendo »

Universidade corporativa: O que é e como funciona?

É cada vez maior a preocupação em manter as equipes de trabalho treinadas para realizarem com eficácia as tarefas diárias, baterem metas e atenderem bem os clientes da empresa. Para  continue lendo »