Ambiente de trabalho: 4 passos para melhorar o clima organizacional

5 de setembro de 2017
Kenoby

Você já deve ter ouvido falar que proporcionar um bom ambiente de trabalho para seus funcionários é importante porque interfere diretamente na produtividade e, consequentemente, nos resultados do seu negócio, certo? Tudo isso é verdade!

Para tal fim, recursos como promover um bom convívio e trazer ferramentas que proporcionem a boa relação entre colegas e gestores são algumas ideias para que a produtividade seja o resultado de um bom ambiente organizacional. Além de refletir dentro da empresa, isso também impacta no âmbito externo.

Para saber mais, faça o download gratuito do manual para desenvolver a Marca Empregadora.

No entanto, criar esse clima pode não ser tão simples quanto parece, afinal, envolve algumas mudanças no modo de gerenciar pessoas. Neste post vamos ensinar a você 6 passos para que isso aconteça de forma natural. Boa leitura!

A importância de melhorar o clima organizacional

No início do artigo, foram citados benefícios como produtividade e resultados para negócio, mas existem muitos outros. O primeiro está ligado à assiduidade dos talentos, que têm mais prazer em estar na empresa e, por isso, faltam muito menos.

A maior assiduidade, mesmo que não pareça, é algo importantíssimo. Quando os profissionais faltam demais ou se atrasam para o trabalho, acabam por sobrecarregar seus colegas de trabalho e geram um número maior de erros e até acidentes.

Outra importante vantagem está na sinergia com a qual o trabalho é feito. O clima denso faz com que os talentos se distanciem, gerando conflitos e fofocas ao longo do expediente. Isso é realmente prejudicial para o espírito de equipe e para a sinergia de todos.

Por outro lado, quando os talentos estão devidamente alinhados e reconhecem a dependência mútua para a execução de processos com excelência, resultados impressionantes podem ser atingidos. Qualquer objetivo por se tornar tátil na firma!

Finalmente, um bom clima desperta a criatividade interna. Problemas antigos podem ser olhados por um novo prisma, e soluções antes impensadas podem beneficiar até mesmo os clientes do negócio. Assim, também gera inovação e progresso.

No atual contexto mercadológico, em que empresas que não inovam estão deixando de existir, essa vantagem relacionada à melhoria do clima é essencial. Pequenas inovações na empresa podem fazer toda a diferença e garantir o crescimento do negócio.

Isso, além de refletir dentro da empresa, também impacta no âmbito externo. Para saber mais, faça o download gratuito do Manual para desenvolver a Marca Empregadora.

 

Os 6 passos para melhorar o clima no ambiente de trabalho

1. Aplique anualmente a pesquisa de clima organizacional

Você não consegue medir a satisfação dos seus funcionários sem perguntar! Dessa maneira, aplicar a pesquisa de clima organizacional anualmente com seus funcionários é ideal para que você possa elaborar boas estratégias, visando a integração e a produtividade da sua equipe.

Para isso, é necessário elaborar um questionário com perguntas objetivas, para que você possa compreender todos os aspectos que precisam ser analisados (relacionamentos, novas ideias, reclamações, sugestões, benefícios, chefia, motivação etc.).

Assim, após a tabulação da pesquisa, se você estiver aberto a novas ideias terá outros modos de ver as coisas, podendo criar ações para que seus funcionários possam produzir cada vez mais e se sentir satisfeitos no local em que estão.

Também é possível avaliar o clima organizacional com os candidatos que passaram por processos seletivos recentes. Para tanto, use o Net Promoter Score (NPS), uma espécie de métrica de satisfação e lealdade que explicamos com clareza neste artigo.

2. Certifique-se de que o funcionário tem o que precisa para o trabalho

Para que o clima organizacional seja agradável, é preciso cumprir com obrigações mínimas, como garantir que os funcionários tenham os equipamentos que precisam para o trabalho. Caso contrário, você poderá transmitir uma mensagem negativa aos talentos da empresa.

Nesse sentido, proporcione um bom ambiente de trabalho, certificando-se de que seu funcionário tenha todos os EPIs (Equipamento de Proteção Individual) e também todas as ferramentas necessárias para desempenhar um bom trabalho. Assim também será possível reduzir o número de acidentes e erros ao longo do expediente.

O ideal é conversar com seus funcionários para identificar se algo pode ser melhorado para o seu conforto e desempenho, como a iluminação no setor, as cadeiras e mesas, a temperatura etc. Depois disso, é preciso promover melhorias pontuais.

3. Promova a valorização dos funcionários no ambiente de trabalho

Os funcionários precisam ter uma boa relação com seus colegas (de todos os setores) e com seus gestores, pois esse clima influencia nos hábitos desses profissionais. Promover boas relações entre várias equipes da empresa é uma estratégia que pode ser feita por meio de:

  • bate-papo com os funcionários;
  • café da manhã;
  • workshop;
  • palestras motivacionais;
  • caixa de sugestões;
  • murais interativos;
  • software de gestão corporativa.

Tire alguns minutos do seu dia para que, junto a outros líderes, você possa definir uma estratégia de valorização da equipe. Tenha em mente que pequenas coisas podem ter um grande efeito, fazendo dos funcionários verdadeiros embaixadores da marca.

Quando os funcionários se sentem valorizados pela empresa e por seu líder imediato, tornam-se muito mais comprometidos no que fazem. Desse modo, passam a obedecer processos, horários e normas da empresa, gerando vantagens que vão além da melhoria do clima organizacional e que impactam diretamente na produtividade do negócio.

4. Crie um clima organizacional que proporcione motivação

Você já sabe que para trabalhar e conquistar bons resultados, os funcionários precisam estar motivados. Isso acontecerá se eles tiverem razões para continuar prosperando na empresa. É possível conseguir isso por meio de ações como:

  • elogiar sempre;
  • jamais chamar a atenção na frente de outras pessoas;
  • proporcionar um espírito de equipe, e nunca de concorrência;
  • não tolerar fofocas;
  • ser transparente em todas as situações;
  • fazer com que os gestores sejam o melhor exemplo.

Aqui, é preciso destacar a importância dos gestores para a motivação. Eles são os principais responsáveis pela gestão de suas equipes, então devem ter uma postura de equilíbrio e respeito no dia a dia. O gestor, líder da sua equipe, deve ser um exemplo.

Nos dias que correm, no entanto, é possível verificar um grande problema no falar/fazer. Gestores que dizem uma coisa mas fazem outra são um exemplo prejudicial para os talentos e para o clima de trabalho.

5. Invista em um melhor diálogo com todos da empresa

É muito provável que você já tenha lido algo sobre a importância da comunicação interna em uma empresa. Ela garante que os profissionais atuem com alinhamento, que erros sejam reduzidos e que o clima de trabalho seja muito melhor, ameno e estimulante aos talentos da empresa.

Para investir em um melhor diálogo, em primeiro lugar é preciso identificar os “gargalos” que interferem na comunicação — comumente chamados de ruídos. Eles podem ser físicos, semânticos, psicológicos ou fisiológicos, então é preciso estar atento.

Outra tarefa importantíssima é implementar canais que facilitem a transição das mensagens, gerando fluidez no que está sendo dito. Como exemplo de canais, é possível destacar os aplicativos mobile, os murais de recados, as redes sociais corporativas, entre outros.

A escolha do melhor canal vai depender de alguns fatores, especialmente do perfil da equipe, da cultura da organização e do orçamento disponível. Ao levar esses fatores em consideração, será possível decidir com eficácia que tipo de canal implementar na empresa.

6. Ofereça feedbacks em relação ao trabalho que está sendo feito

O feedback é um retorno de informação, isto é, falar para o funcionário sobre seu desempenho na empresa, seus principais pontos fortes e fracos. Apesar de muitos gestores ainda terem receio do assunto, o feedback é essencial para a melhoria do clima.

Ao gerar feedback de modo equilibrado, você consegue provar para os funcionários que está de olho no que está sendo feito — e mais: consegue promover o progresso individual dos talentos e coletivo das equipes, visto que “pontos cegos” podem ser eliminados.

Há, no entanto, muitas dúvidas acerca de como gerar bons feedbacks. O primeiro passo é ser equilibrado, revezando as críticas e os elogios. Assim, você conseguirá mostrar que também observa o que o colaborador faz de bom pela empresa, encorajando-o.

Outro ponto muito importante é ter uma comunicação clara, coesa e objetiva. O profissional precisa entender com clareza do que a conversa se trata e observar as características pessoais que devem ser promovidas ou eliminadas — só assim o feedback será útil.

A importância da contratação certa para o clima

Não é difícil verificar o surgimento de conflitos quando um novo talento passa a integrar a empresa, pois isso afeta significativamente o clima na organização. Por isso, é imprescindível ter total atenção à seleção e integração de novos profissionais.

Para eliminar esse “gargalo”, crie um processo de recrutamento e seleção bem-sucedido. Isso implica na criação de uma marca atraente aos talentos, na seleção com base no fit cultural e na integração de tecnologias de seleção que tornem o processo mais eficaz.

A integração também deve ser trabalhada, então garanta que o recém-contratado se sinta parte do time e seja bem-recebido pelos outros profissionais. Logo, o clima continuará sendo bom e problemas por falta de sinergia não surgirão — o que é um grande benefício para a gestão de pessoas e a empresa.

Para finalizar, é preciso destacar que a preocupação com a melhoria do clima organizacional deve ser contínua. Todos da empresa, do topo à base, deve entender que um bom clima é uma prioridade, então busque isso com dedicação e energia.

Agora que você sabe como criar um ambiente de trabalho que gere produtividade, aproveite para continuar aprendendo. Confira este artigo e saiba como alinhar as competências técnicas e comportamentais.

Rating: 5.0/5. From 1 vote.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

Kit - Entrevista de Candidatos

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Treinamento e desenvolvimento: Tire suas dúvidas sobre esse tema

O treinamento e desenvolvimento é uma das atividades mais importantes nos processos de recrutamento de profissionais nas empresas. Essa etapa é considerada fundamental para garantir o aprimoramento dos colaboradores, bem como a  continue lendo »

Confira os 11 melhores cursos de RH para você fazer

Manter-se atualizado profissionalmente é importante em todos os setores. Com a internet e a facilidade para acessarmos conteúdos que temos nos dias de hoje, a importância de sempre buscar cursos  continue lendo »

Gestão de conflitos: 5 dicas para ter sucesso nesse controle

Por melhor que seja o ambiente de trabalho, ainda é provável que conflitos interpessoais venham a surgir. Contudo, é preciso combatê-los o mais rápido possível, evitando que prejudiquem o clima organizacional e  continue lendo »

Teste palográfico: entenda o que é e por que utilizá-lo

Na hora de contratar um novo profissional, é importante ir além das competências técnicas. Isso significa que é essencial contar também com ferramentas validadas e eficientes para avaliar traços individuais  continue lendo »

Gestão por competências: entenda a sua importância e como aplicar

A gestão por competências está cada vez mais presente nas organizações atuais. Os conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA) dos colaboradores são fundamentais para tirar as estratégias do papel e, assim,  continue lendo »

Universidade corporativa: O que é e como funciona?

É cada vez maior a preocupação em manter as equipes de trabalho treinadas para realizarem com eficácia as tarefas diárias, baterem metas e atenderem bem os clientes da empresa. Para  continue lendo »