Analista de Recrutamento e Seleção: o que faz, quanto ganha e mais!

1 de fevereiro de 2018
Kenoby

Em todos os nossos textos nós vimos falando sobre a mudança do mercado em geral, mas principalmente sobre a transformação que as área de de Recursos Humanos vêm sofrendo, como um todo. Porém, se há um setor que vem sendo muito impactado, é o de Recrutamento e Seleção. Nele, o trabalho operacional não tem mais vez, pois passa a ser totalmente estratégico e ligado ao resultado.

Esse setor é fundamental para qualquer companhia que deseja ter sucesso, pois tem a grande responsabilidade de colocar os melhores profissionais para dentro da empresa. Levando em conta, não só a entrega desse colaborador, mas também o fit que ele apresenta junto à organização e, mais importante, junto à área que vai atuar.

• Para ler mais sobre isso, acesse: Fit cultural: Descubra um dos maiores erros dos recrutadores

O profissional que mais representa essa transição é o Analista de Recrutamento e Seleção. Ele é uma peça importante em todas as empresas, pois é o responsável pela contratação de novos funcionários. Ele convoca candidatos, realiza entrevistas e acompanha o processo da contratação.

Neste post você vai aprender:

• Por que contratar um Analista de Recrutamento e Seleção?

• O que faz um Analista de R&S?

• Qual a qualificação necessária para esse profissional?

• Quais as habilidades que um analista deve ter?

• Quanto ganha um Analista de Recrutamento e Seleção?

• Template para descrição de vaga

Por que contratar um Analista de Recrutamento e Seleção?

Esse profissional é essencial para garantir um recrutamento acertado nas organizações, já que escolher o funcionário errado gera vários prejuízos para a empresa: queda de produtividade, turnover alto e gastos com novos processos seletivos.

O Analista de Recrutamento e Seleção é vital para o equilíbrio financeiro e alcance de metas da empresa, ajudando a selecionar os melhores talentos disponíveis no mercado e contribuindo para manter bons índices de qualidade do produto ou serviço oferecido.

O que faz um Analista de R&S?

Esse profissional cuida de todo o processo de escolha de um novo funcionário, em todos os níveis. O trabalho engloba todo o procedimento de recrutamento por seleção interna e/ou externa. Ele vai garantir que os contratados atendam as especificações desejadas, tanto em competências e habilidades profissionais quanto no alinhamento de traços de personalidade com a cultura organizacional.

Para entender melhor algumas das principais atividades desse profissional, preparamos a lista abaixo:

1. Faz o alinhamento do perfil junto ao gestor da vaga

A pós o recebimento da vaga, tarefa que é muito facilitada por um software de Recrutamento e Seleção, como o Kenoby, o Analista de R&S deve entender o que ele está buscando e qual a sua missão junto aquele gestor, ou seja, qual a necessidade daquela área e qual o melhor perfil de profissional deve ser contratado para solucionar aquele problema.

Tendo isso, cabe a esse profissional, agendar uma reunião, call, etc. junto ao solicitante e alinhar aspectos comportamentais e técnicos, pré-requisitos para candidatura, nível de senioridade, entre outras coisas.

Feito isso, temos a nossa próxima tarefa.

2. Elabora a Job Description e realiza a divulgação das vagas

Como falado no começo do texto, o papel do Analista de Recrutamento e Seleção agora é muito mais consultivo. Após realizar o alinhamento de perfil do candidato ideal junto ao gestor da vaga, o Analista de R&S deve auxiliar o líder da posição a elaborar uma job description objetiva, clara e atraente.

• Para ler mais sobre Job Description, acesse: O passo a passo para criar a descrição de uma vaga

Depois disso, devemos pensar nos canais que os candidatos ideais frequentam.

A integração entre áreas da empresa é um bom artifício nesse momento, pois uma ajuda da área de marketing, por exemplo, faria bastante sentido, uma vez que esse tipo de profissional conhece os caminhos de como gerar valor para algo e bom entendimento sobre o comportamento do consumidor, nesse caso, do candidato.

3. Faz a qualificação e triagem dos candidatos

A partir do momento em que as vagas são divulgadas, os candidatos já estão aptos a se inscrever para o processo seletivo. Em um setor de recrutamento Inteligente, os recrutadores não têm tempo de olhar todos os currículos. Por isso, qualificam seus candidatos através de testes de primeira instância, o de fit cultural, por exemplo.

Com isso, conseguem ter uma visão muito mais estratégica do negócio, eliminando os candidatos que não apresentaram bom desempenho, analisando assim, somente os melhores.

• Para ler mais sobre Testes Online, clique a seguir e Entenda a sua importância para o R&S estratégico

4. Realiza entrevistas

Por mais que a tecnologia esteja cada vez mais presente no cenário de Recrutamento e Seleção, ela nunca poderá substituir o ser humano em algumas atividades. A humanização é fundamental para qualquer seleção, uma vez que estamos tratando de pessoas.

É papel do analista de recrutamento e seleção realizar entrevistas com os candidatos já avançados no processo seletivo a fim de fazer, na maioria das vezes, a análise final e validação dos melhores profissionais.

• Para conseguir uma análise mais rica e eficiente, elabore um Roteiro de entrevista, Confira aqui o passo a passo para montar um de sucesso

O processo de entrevista é muito particular e pode variar muito dependendo da cultura de cada empresa. Algumas preferem realizar a primeira análise a apresentar somente os melhores para os gestores entrevistarem, outros já gostam de realizar todas as entrevistas junto com os gestores. Existem casos, ainda, que o gestor faz todo o processo de triagem e primeira entrevista e quem realiza a validação final é o RH.

5. Dá feedback negativo aos reprovados

Algo que vem sendo cada vez mais evidenciado e ressaltado pelos profissionais de RH nessa transição que a área vem sofrendo é a Experiência do Candidato. E essa preocupação deve se estender também aos profissionais que não foram aprovados no processo seletivo.

É papel do analista de R&S dar essa devolutiva aos seus candidatos. O envio da resposta negativa para o resultado de um processo seletivo é tão importante quanto a resposta positiva. Porém, a frustração do candidato reprovado é inevitável.

Uma opção para minimizar isso e fazer com que o candidato ainda esteja engajado com a sua empresa para uma outra oportunidade, por exemplo, é enviar algum material, ou conteúdo junto ao feedback, de modo que esse profissional sinta a sua preocupação com o seu desenvolvimento, deixando o sentimento de “ser mais um” de lado.

Caso você se identifique com essa função de enviar feedbacks, preparamos um material para te ajudar. Faça o download gratuito do Templates para e-mails de feedback.

Qual a qualificação necessária para esse profissional?

Para exercer a função de maneira satisfatória, são necessários:

O profissional formado no curso de Administração tem total condições de se desenvolver e desempenhar muito bem na posição de Analista de Recrutamento e Seleção. É muito importante ressaltar, porém, que a graduação em Psicologia é essencial em determinadas condições, já que essa profissional é o único que, legalmente, está apto a aplicar e analisar testes comportamentais.

A Certificação em Recrutamento e Seleção é uma capacitação online que a Kenoby oferece gratuitamente e pode ser obtida online. O conteúdo é o mesmo usado no treinamento dos nossos especialistas.

Quais as habilidades que um analista deve ter?

Para exercer bem esse trabalho e contratar os melhores profissionais para a empresa, o analista de recrutamento deve ter:

  • conhecimentos abrangentes em seleção de profissionais;
  • conceitos sobre aplicação e avaliação de testes psicológicos;
  • uma visão ampla do departamento de Recursos Humanos;
  • desenvoltura e saber se comunicar bem para conduzir boas entrevistas, que consigam extrair o melhor de cada candidato;
  • saber analisar qual perfil profissional se adapta melhor à vaga.

Quanto ganha um Analista de Recrutamento e Seleção?

De acordo com o SINE – Site Nacional de Empregos, a remuneração do analista varia de acordo com o nível profissional e porte da empresa em que trabalha.

Um profissional Júnior em uma empresa pequena tem, em média, o salário de R$1837,34, enquanto pode receber R$3105,10 na mesma função e nível em uma grande organização. Um profissional de nível master pode chegar ao salário de R$6064,64 em uma empresa de grande porte.

Também é possível atuar ainda como trainee, recebendo de R$1469,87 em uma empresa pequena a R$2484,08 em uma organização grande.


Template para descrição de vaga

Estamos procurando por um Diretor de RH que será responsável pela estruturação e gestão de todos os colabores do setor de RH, criação e execução da estratégia da companhia.

 

RESPONSABILIDADES

  • elaboração dos anúncios de vaga;
  • triagem de currículos;
  • aplicação de entrevistas individuais e coletivas;
  • realização de dinâmicas e testes;
  • alinhamento dos objetivos e características da vaga com o gestor;
  • controle das vagas abertas, fechadas e em andamento;
  • análise da remuneração adequada para cada empregado;
  • dar o feedback aos candidatos que não foram aprovados.

REQUISITOS

  • graduação em Psicologia ou Administração de empresas;
  • certificação em Recrutamento e Seleção;
  • conhecimentos abrangentes em seleção de profissionais;
  • desenvoltura e boa comunicação para conduzir boas entrevistas, que consigam extrair o melhor de cada candidato.
Rating: 5.0/5. From 4 votes.
Please wait...

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Digitalização do RH: entenda o que é e qual a importância

Visando conquistar resultados cada vez melhores com cada vez menos processos, a evolução tecnológica atinge todos os setores das empresas. Com a área de recursos humanos não é diferente. A  continue lendo »

Descrição de cargos: 10 boas práticas para utilizar na sua empresa

A descrição de cargos é o processo de detalhamento de cada posição dentro da companhia. Com ela, é possível verificar e formalizar as atividades e responsabilidades de todos os postos da  continue lendo »

eSocial: entenda o que é, as vantagens e como implantar na empresa

Em janeiro de 2018 inicia o cronograma de implantação, por parte das empresas, do Sistema Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, conhecido como eSocial. Por meio dele, o  continue lendo »

Décimo terceiro salário: tudo o que você precisa saber!

Todo trabalhador brasileiro devidamente registrado por meio da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) tem o direito de receber a Gratificação Natalina, popularmente conhecida como décimo terceiro salário. Para alguns,  continue lendo »

Você sabe o que é dissídio? Entenda como funciona e como é calculado

Dissídio é uma palavra bastante comum no ambiente empresarial, mas esse termo pode ser motivo de grande dor de cabeça para os gestores de recursos humanos, caso eles não tenham  continue lendo »

Artigo 473 da CLT: o que você precisa saber sobre as faltas justificadas

No contexto trabalhista, um dos assuntos que gera muita dúvida é o caso das faltas justificadas — regulamentadas pelo Artigo 473 da CLT. Isso acontece porque nem sempre os gestores  continue lendo »