Áreas do RH: você sabe como todas funcionam?

28 de abril de 2017
Kenoby

Há muito tempo, a função do RH em uma empresa deixou de tratar apenas de questões como frequência, pontualidade e pagamento dos colaboradores.

Nas últimas décadas, a maioria das organizações tem aprofundado seu entendimento sobre o valor de seus integrantes para o negócio. A partir dessa consciência, surgiram diversas áreas do RH, abrangendo sua forma de atuação.

Neste artigo, vamos nos aprofundar no universo do RH e entender como ele surgiu, que tipos de profissionais e áreas compõem esse setor e, por fim, veremos como a tecnologia tem aprimorado as suas demandas. Vamos lá!

Como surgiu o RH?

O RH — Recursos Humanos — começou a aparecer no cenário mundial no fim do século XIX, um pouco depois da Revolução Industrial. O objetivo principal de sua criação foi resolver possíveis conflitos entre os interesses da empresa e dos funcionários.

A princípio, o RH atuava como um intermediador que ajustava as necessidades dos profissionais com o ritmo da produção corporativa, visando o aumento da produtividade da empresa.

Contudo, foi apenas na década de 30, com o desenvolvimento da teoria das relações humanas, que o setor de Recursos Humanos que conhecemos hoje foi sendo desenhado.

A partir desse momento, entendeu-se que o eixo principal de uma organização não é a produtividade, mas o seu capital humano. Com esse embasamento, nos anos posteriores, novas teorias administrativas foram dando forma ao moderno RH.

Após conhecer um pouco de sua história, analisaremos agora o tipo de profissionais que trabalham nesse departamento.

Que tipo de profissional trabalha nesse setor?

Como diz o seu próprio nome, o setor de Recursos Humanos lida diretamente com os colaboradores da empresa.

Para gerenciar pessoas, é necessário que os profissionais dessa área entendam de psicologia organizacional para saber lidar com a equipe da instituição.

Fica mais fácil adaptar-se ao setor quando o profissional do RH tem qualidades como:

  • Senso crítico;
  • Boa comunicação;
  • Visão ampla do negócio;
  • Gostar de se atualizar;
  • Bom controle emocional;
  • Boa interação com as outras pessoas.

Além disso, é preciso ter conhecimentos administrativos, pois as demandas do RH envolvem muitos processos burocráticos, como:

  • Admissão;
  • Demissão;
  • Folha de pagamento;
  • Benefícios, etc.

Geralmente, no ambiente interno desse departamento, encontramos:

  • Psicólogos;
  • Administradores;
  • Assistentes sociais;
  • Pedagogos;
  • Advogados;
  • Engenheiros;
  • Técnicos em segurança do trabalho.

Como pode perceber, o campo de trabalho no RH é bem amplo e democrático. Mas quais são as áreas que compõem esse setor?

CTA

Como funcionam as áreas do RH?

Existem muitas dúvidas sobre as áreas de RH em uma empresa e a função de cada uma delas. Mesmo para os profissionais do setor, é comum se confundir sobre as responsabilidades de cada divisão.

Para esclarecer, vamos explicar as principais áreas do RH e suas atribuições.

Cargos e Salários

Responsável pela definição de salários e cargos de uma empresa. Trata-se da área do RH encarregada de pesquisar as médias salariais e a adequação delas ao mercado. Além disso, desenvolve planos de carreira e dialoga com os colaboradores sobre seus objetivos e o crescimento dentro da organização.

Desenvolvimento Humano

Realiza o desenvolvimento profissional dos colaboradores na empresa. Logo, é responsável por identificar as potencialidades e aprimorá-las. Para isso, são utilizados recursos como treinamentos, visando o crescimento intelectual e técnico dos funcionários.

Dessa forma, a empresa consegue reconhecer, valorizar e garantir a qualificação de seus colaboradores.

Recrutamento e Seleção

Executa uma das mais importantes funções do RH: a contratação de colaboradores. Essa área é responsável por todo o processo de recrutamento e seleção, incluindo escolher os métodos para anunciar as vagas, gerir o processo seletivo e integrar os novos funcionários à empresa.

Benefícios

Administra a aplicação de benefícios aos colaboradores. É responsável tanto por direitos como vale-transporte, assistência médica e férias quanto por garantir o pagamento dos salários.

É uma área fundamental para a relação entre empresa e colaborador, influenciando diretamente na satisfação e na qualidade de vida dos funcionários.

Departamento pessoal

Trata-se da área que realiza e assegura o cumprimento de todos os procedimentos relacionados aos colaboradores. Isso inclui garantir a conformidade da empresa em relação às regras e às normas trabalhistas e os deveres e direitos dos funcionários e do empreendimento.

Esse departamento é fundamental para que a empresa não deixe de cumprir nenhuma regulamentação ligada aos trabalhadores. Dessa maneira, evita-se conflitos entre uma organização e seus integrantes e até mesmo complicações legais e ações trabalhistas.

Saúde e segurança

É papel da empresa garantir a segurança de seus colaboradores no ambiente de trabalho. A área de saúde e segurança se dedica a evitar acidentes e doenças ocupacionais, além de conscientizar sobre o uso de equipamentos e os procedimentos de segurança adotados pela empresa.

Essa função do RH é imprescindível para o bem-estar e a saúde dos integrantes da organização. Além disso, evita taxas altas de absenteísmo e falta de conformidade com as leis de segurança aplicadas.

Em resumo, o RH de uma empresa deve atender as necessidades dos colaboradores e os interesses da diretoria. Por meio de ações estratégicas alinhadas aos valores e objetivos da organização, as diferentes áreas do RH estimulam e garantem a satisfação dos colaboradores e realizam as práticas relacionadas aos funcionários.

Vejamos, agora, como a tecnologia tem revolucionado o setor de Recursos Humanos.

CTA

Como a tecnologia está transformando o RH?

Não foram apenas as teorias administrativas que transformaram o RH moderno. De uns anos para cá, a tecnologia tem causado um impacto muito importante nesse setor.

Dentre as várias ferramentas que o mundo virtual oferece ao setor de Recursos Humanos, podemos destacar o software de recrutamento e seleção.

O processo seletivo é algo importante e muito desafiador para uma empresa, mas a tecnologia implantada em um software permite automatizá-lo. Com ele, o recrutador consegue divulgar as vagas disponíveis na instituição nos lugares certos.

Após isso, o sistema faz uma triagem dos candidatos mais aderentes aos requisitos estabelecidos para ocupar a função. Depois de o gestor definir quais profissionais serão entrevistados, o software envia um convite para eles.

E, por fim, quando o candidato que exercerá o cargo é selecionado, o sistema envia uma proposta para ele. Desse modo, tudo fica mais simples e prático para o RH.

Além disso, todas as informações dos processos seletivos ficam armazenadas no software, criando um banco de dados valioso para direcionar as estratégias do setor.

Como vimos neste artigo, o RH é uma área fundamental dentro de uma instituição e, por isso, continuará a influenciar cada vez mais os rumos internos das organizações.

O que achou de nosso post? Ele esclareceu suas dúvidas sobre as diferentes áreas do RH? Entre em contato conosco para conhecer melhor as soluções tecnológicas para esse setor!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Artigo 473 da CLT: o que você precisa saber sobre as faltas justificadas

No contexto trabalhista, um dos assuntos que gera muita dúvida é o caso das faltas justificadas — regulamentadas pelo Artigo 473 da CLT. Isso acontece porque nem sempre os gestores  continue lendo »

Licença maternidade: tire todas as suas dúvidas aqui!

A licença maternidade é um direito legal que toda mulher possui, correspondente a um período de 120 a 180 dias remunerados. A licença garante a suspensão de seu contrato de  continue lendo »

Licença paternidade: conheça os direitos dos colaboradores da empresa

Conceder a licença paternidade, em tese, não deveria apresentar grandes dificuldades para o RH. Afinal, basta o conhecimento do prazo legal e do momento exato de seu início para que  continue lendo »

Adicional de periculosidade: você sabe o que é? Confira!

Você sabe quem tem direito a receber o adicional de periculosidade e como este valor deve ser calculado? No Brasil, há toda uma legislação regulamentando essa compensação devida aos trabalhadores  continue lendo »

Licença nojo: entenda o que é e quem tem direito a ela

A legislação trabalhista permite que o colaborador se ausente por alguns dias sem que o período seja descontado de seu salário. É o que acontece, por exemplo, em casos de  continue lendo »

Jornada de trabalho CLT: tire as suas dúvidas sobre o assunto

Um dos principais ativos de uma empresa é o seu corpo de profissionais. Da mesma forma que existem regras que regulamentam os processos comerciais e até de produção, também existem  continue lendo »