Caged: entenda o que é e a importância deste sistema

5 de setembro de 2017
Kenoby

Uma empresa precisa contratar e demitir funcionários, correto? O número de pessoas empregadas e desempregadas é um importante indicador da economia do país. Esse dois fatores juntos levaram à criação de um sistema de controle, o Caged. Mas, afinal, o que é exatamente esse sistema?

Em linhas gerais, o Caged é um método de controle de admissão e demissão de funcionários das empresas estabelecidas no Brasil.

Para ajudar você a entendê-lo melhor, preparamos um miniguia com as informações essenciais sobre o assunto. Confira!

O que é o Caged?

O Caged é o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados e foi estabelecido em 1965, pela Lei n° 4.923. Esse sistema é um registro permanente dos funcionários que estão sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho, a famosa CLT.

Isso significa que estagiários, cooperados e trabalhadores autônomos e temporários não precisam ser registrados no Caged, ok?

Qual a importância desse sistema?

De acordo com o Ministério do Trabalho, o Caged também é utilizado como base para elaboração de estudos, pesquisas, projetos e programas relacionados ao mercado de trabalho. Além disso, o sistema fornece informações que embasam decisões governamentais sobre a área. Interessante, não é mesmo?

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados tem como objetivo fiscalizar os processos de contratação e demissão de colaboradores, garantir o pagamento do seguro-desemprego, além de estabelecer medidas contra o desemprego e prestar assistência às pessoas desempregadas.

Desse modo, é possível perceber que o Caged tem um papel importante na mensuração do desenvolvimento da economia do nosso país. Afinal, se o Brasil estiver gerando mais emprego em regime CLT, significa que mais empresas estão crescendo e a economia está girando.

Quais empresas devem declarar ao Caged?

Todas as empresas que têm mais de 20 colaboradores devem enviar, mensalmente, até o dia 7, uma declaração ao Caged, informando a movimentação do quadro de funcionários do mês anterior. Essa transmissão de informações é obrigatória!

Caso a empresa deixe de declarar os dados ou os envie atrasados, ela será multada. O valor da multa é contabilizado por funcionário e você pode conferir neste link.

Como funciona o sistema?

O primeiro e importante passo para declarar o Caged é ter um Certificado Digital para garantir a segurança da transação. No caso de empresas, esse certificado é o e-CNPJ, que você pode encontrar em empresas como a Serasa Experian.

O segundo passo é fazer o download do Aplicativo do Caged Informatizado, que está disponível no próprio site do Ministério do Trabalho. Nesse aplicativo, você poderá gerar o arquivo para fazer a transmissão.

Ao gerar o arquivo no Aplicativo, você deve realizar a transmissão por meio do Portal do Caged. Você pode acessá-lo clicando aqui e selecionando um dos links da opção “Transmitir Arquivo”.

Quando a transmissão for finalizada, você poderá fazer o download do comprovante e garantir que a empresa está em dia com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados.

Esperamos que este post tenha esclarecido sobre o Caged para você e também sua importância para a economia do país, além do desenvolvimento de melhorias!

Para ficar por dentro das nossas novidades e receber conteúdos como este em primeira mão, acompanhe-nos nas redes sociais! Aqui estão o nosso Facebook e nosso LinkedIn. Esperamos você por lá!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Férias coletivas: entenda como funciona e a sua regulamentação!

Férias coletivas podem gerar dúvidas nos profissionais de RH, principalmente em relação ao cumprimento das regras previstas na CLT. Além disso, nem sempre, todos os trabalhadores preenchem os requisitos necessários para os  continue lendo »

Você sabe o que é dissídio? Entenda como funciona e como é calculado

Dissídio é uma palavra bastante comum no ambiente empresarial, mas esse termo pode ser motivo de grande dor de cabeça para os gestores de recursos humanos, caso eles não tenham  continue lendo »

Adicional noturno: entenda as principais regras e como calcular

Você sabe quais as principais regras sobre o adicional noturno? Esse pagamento levanta diversas dúvidas no setor de recursos humanos. Afinal, o conhecimento da legislação é fundamental para entender seu  continue lendo »

Aviso prévio: o que você precisa saber sobre o assunto?

As regras de aviso prévio são frequentemente aplicadas no cotidiano do setor de Recursos Humanos. Isso porque, querendo ou não, a demissão de funcionários faz parte da rotina do departamento.  continue lendo »

Pedido de demissão: entenda como funciona o processo

O pedido de demissão é um tema que gera muita confusão, tanto para empregadores quanto para funcionários. Profissionais de RH devem estar atentos a todas as etapas do processo, desde a carta de  continue lendo »

Pró-labore: saiba qual a diferença entre ele e o salário

Pró-labore e salário são termos muitas vezes confundidos, mas que têm significados diferentes no contexto de uma empresa. Um está direcionado aos sócios-administradores do negócio, enquanto o outro está relacionado  continue lendo »