Carreira no RH: como se desenvolver profissionalmente na área

15 de agosto de 2018
Kenoby

Na medida em que foi ganhando um papel cada vez mais estratégico nas empresas, a área de Recursos Humanos passou a demandar profissionais com habilidades mais variadas, que a permitam conduzir os esforços dos colaboradores em busca dos objetivos da organização.

Assim, a carreira no RH valorizou-se consideravelmente, tornando-se uma posição bastante cobiçada. Porém, ela exige dos profissionais competências que precisam ser constantemente atualizadas e aprimoradas.

Quer saber quais são as exigências às quais os candidatos devem atender para integrar o RH atualmente e como aprimorar seus conhecimentos para ingressar nesse universo? Continue a leitura!

Como se caracteriza o profissional de RH hoje?

Já faz tempo que a carreira no RH se transformou, passando de uma atividade meramente técnica para uma função estratégica. Se antes bastava ser competente na seleção e na contratação, bem como nas rotinas típicas do departamento de pessoal, o rol de funções exigidas do profissional é mais amplo agora.

Além da admissão de novos talentos, cabe ao RH manter o engajamento e a motivação da força de trabalho, garantindo que todos atuem de forma constante na busca dos objetivos estratégicos da organização.

As novas funções exigem também que o profissional desenvolva competências na área. Para atuar no RH atualmente, é preciso ter visão sistêmica, habilidade na gestão de pessoas e capacidade de pensar o negócio de forma estratégica.

Ou seja: mesmo que não trabalhe diretamente na atividade-fim da empresa, o colaborador que integra o RH tornou-se essencial para o alcance das metas e dos objetivos traçados para os demais setores. Por isso, ele vem sendo disputado e valorizado no mercado.

Por que a carreira está em alta?

Algumas características e demandas do mercado de trabalho atual fazem com que a carreira no RH esteja especialmente valorizada. A maioria delas vincula-se à urgência das companhias em aprimorar o capital humano como diferencial competitivo.

A necessidade de manter a produtividade e a competitividade mesmo em um cenário de retração econômica, em que os recursos são escassos, é um dos fatores que valoriza o papel do RH.

Estabelecer as condições ideais para que os colaboradores mantenham um desempenho superior sem se deixarem atingir por eventuais contingenciamentos de recursos é outra habilidade bastante apreciada no RH moderno. A disputa pelos melhores talentos disponíveis no mercado e a manutenção deles na empresa estão entre os grandes desafios do setor atualmente.

Como não há margem para constantes contratações e trocas de equipe, atrair e manter os melhores profissionais é um importante diferencial. Também é possível incluir a gestão de equipes cada vez mais homogêneas, que reúnam funcionários experientes e novos talentos com visões distantes sobre carreira e processos de trabalho, entre os desafios do RH.

Provavelmente, nunca houve tamanho distanciamento entre objetivos e perspectivas das diferentes gerações que formam a mesma força de trabalho quanto agora. Uma gestão eficiente pode tornar essa diferença um capital importante — o oposto, porém, é capaz de comprometer o desempenho da equipe.

Para se aprofundar mais na área, faça agora nossa certificação em Recrutamento e Seleção.

O que se espera desse profissional?

Já não basta contar com a habilidade de garimpar talentos para ter sucesso no RH. Além de saber identificar as competências e potencialidades dos candidatos no momento de contratá-los, é necessário ter a capacidade de manter os colaboradores sempre motivados e engajados na busca das metas traçadas pela organização.

Também é preciso identificar oportunidades e necessidades de desenvolvimento para a equipe, propiciando seu crescimento. Todas essas funções exigem uma série de habilidades por parte do profissional de RH, que deve buscar constantemente o aprimoramento da própria carreira.

Qual é a importância de se aprimorar?

Faz tempo que o mercado de RH se desvencilhou de alguns dogmas no que se refere ao perfil do profissional da área. Se antes se acreditava que Recursos Humanos era um campo de conhecimento destinado quase exclusivamente às pessoas que cursaram Psicologia, hoje se sabe que as habilidades exigidas admitem um perfil bem mais abrangente.

Na realidade, não há uma formação específica demandada pelo setor. Além de psicólogos e administradores, que sempre tiveram supremacia, agora há profissionais com base em diferentes formações, que vão da Comunicação à Engenharia.

O essencial é a habilidade de gerir pessoas e torná-las mais produtivas, de acordo com o desempenho que o mercado exige. Assim, aos que desejam se estabelecer e crescer no ramo de RH, cabe a indagação sobre qual caminho seguir para garimpar seu espaço nesse mercado tão promissor quanto desafiador.

O primeiro passo pode ser o diagnóstico pessoal. É fundamental identificar quais são seus pontos fortes e as lacunas nas quais ainda é necessário aprimorar-se.

Você pode ser um excelente profissional quando o assunto é gestão de pessoas, mas ter dificuldade ao alinhar tal conhecimento às necessidades dos negócios e do ambiente corporativo, por exemplo (ou mesmo o oposto). Mas, se conseguir reconhecer sua carência, poderá buscar seu próprio desenvolvimento e aprimoramento de forma focada e eficaz.

Como lidar com o crescimento constante do setor?

Hoje, a carreira no RH oferece diferentes caminhos. São diversas funções e especializações a serem seguidas pelas pessoas que desejam marcar seu espaço no mercado.

Há demandas para desde um profissional mais generalista, capaz de coordenar e implantar as iniciativas de RH em organizações menores, até funções mais específicas, mas também valorizadas, como a gestão de benefícios.

O importante é ter em mente que o RH é um mercado dinâmico, no qual é necessário investir constantemente na própria carreira. Isso envolve a participação em eventos do setor, seminários e workshops, para troca de experiências, e projetos maiores de qualificação, como a realização de MBAs ou programas de pós-graduação.

Portanto, fique atento às mudanças e identifique as oportunidades de evolução. Tente sempre se adiantar às novas exigências do mercado e torne-se um profissional atualizado.

Esses são alguns aspectos fundamentais que se deve ter em mente ao planejar uma carreira no RH. Justamente por ser uma área tão estratégica para as empresas, o nível de exigência quanto à qualificação dos profissionais  de RH também é elevado. Portanto, manter-se sempre atualizado é essencial para aproveitar as oportunidades ao máximo.

Nosso artigo foi útil para você? Que tal conhecer um pouco melhor os processos de gestão inteligente de recrutamento e seleção? Entre em contato conosco e confira nossas soluções na área!

Rating: 4.8/5. From 5 votes.
Please wait...

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Remuneração variável: o que é e como funciona? Descubra!

A remuneração tradicional é um fator estratégico para atrair e reter talentos. Mas é necessário ter prudência: elevá-la pode prejudicar a rentabilidade da empresa. Por essa razão, vários empresários e  continue lendo »

Como fortalecer a cultura organizacional da minha empresa?

Saber como fortalecer a cultura organizacional é essencial a todo gestor que deseja estabelecer valores em sua empresa. Quando existe uma cultura sólida, todos entendem o que deve ser priorizado  continue lendo »

Como implementar um RH estratégico na minha empresa?

Nos últimos anos, muitos artigos propuseram-se a falar do RH estratégico, mas poucos explicaram como ele realmente funciona e como pode ser aplicado na empresa. Por causa disso, decidimos esclarecer  continue lendo »

O que é um organograma linear? Conheça suas vantagens!

Amplamente utilizado para representar a hierarquia e as atribuições dos diferentes cargos de uma empresa, o organograma pode ter diferentes apresentações, dependendo do tipo de informação que se deseja detalhar.  continue lendo »

O que é um organograma vertical? Conheça suas vantagens!

De todos os modelos de representação para a organização administrativa de uma empresa, pode-se dizer que o organograma vertical é o mais popular. Por mostrar de forma mais clara a  continue lendo »

Business Partner: o que faz, quanto ganha e mais!

Você sabe o que faz o Business Partner (BP)? A função, que se populariza cada vez mais entre os profissionais de Recursos Humanos no país, ainda gera dúvidas quanto às  continue lendo »