Descubra como calcular o absenteísmo na sua empresa

29 de julho de 2019
Kenoby

Quer saber como calcular o absenteísmo? A fórmula utilizada para calcular a taxa de absenteísmo na empresa leva em consideração a média de empregados, número de dias de ausência e o total de dias úteis na fórmula: Média do número de funcionários X Dias úteis perdidos) / (Média número de funcionários X Total de dias úteis.

O absenteísmo nas empresas é responsável por grandes perdas de produtividade, o que impacta diretamente os resultados financeiros das organizações.

Logo, acompanhar as taxas de absenteísmo, assim como as de turnover, e criar políticas e estratégias para reduzir essas taxas deve ser uma preocupação de todo profissional de Recursos Humanos.

Mas você pode estar se perguntando: como calcular e acompanhar o absenteísmo? Para te ajudar nesta tarefa, baixe a nossa apresentação mensal de indicadores de RH!

O que é absenteísmo?

O absenteísmo é caracterizado pela ausência do colaborador em seu posto de trabalho. Essa ausência pode ocorrer devido a atrasos ou saídas antecipadas, faltas devido a doenças e outros tipos de situações, a exemplo dos problemas pessoais e familiares.

Por seus impactos diretos na produtividade da empresa, o absenteísmo precisa ser monitorado e analisado pelo setor de RH, a fim de se criar estratégias para minimizá-los ou mesmo eliminá-los.

Quais são os principais tipos de absenteísmo?

Há várias motivação que levam ao absenteísmo nas empresas. Podemos destacar os mais corriqueiros nos tópicos abaixo.

Problemas de saúde

Esses estão entre os principais tipos de absenteísmo. As empresas precisam ficar atentas para identificar algum ponto em comum que esteja afetando a saúde dos funcionários. Dessa forma, é possível criar ações preventivas a fim de evitar essas questões.

Depressão

A depressão é uma doença psicológica considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a mais comum nas empresas, sendo responsável por aumentar o índice de absenteísmo.

A empresa deve fornecer ajuda aos colaboradores, independentemente da causa da depressão. Esse trabalho envolve desde aconselhamento à orientação por um tratamento especializado.

A falta de assistência pode contribuir para a evolução da doença, minando cada vez mais o profissional.

Problemas pessoais e imprevistos

Esses também estão na lista dos casos de absenteísmo mais recorrentes nas empresas. É preciso ficar atento, pois essas questões podem evoluir e acarretar uma desmotivação no cumprimento da rotina de trabalho, criando faltas injustificadas que podem afetar ainda mais o andamento das atividades na organização.

Ambiente inadequado

É preciso ter atenção quanto à estrutura da empresa, pois o local pode não ter sido planejado para receber certos tipos de tarefas.

Isso limita o trabalho dos colaboradores e, com o tempo, acarreta problemas físicos — como lesões por esforço repetitivo, por exemplo —, além de refletir no aspecto motivacional.

Baixa expectativa de crescimento

A falta de perspectiva de crescimento profissional na empresa pode levar à desmotivação, que leva ao absenteísmo.

Isso porque o colaborador passa a se dedicar à procura de oportunidades fora da empresa, e começa a dar justificativas para se ausentar do trabalho.

Fatores emocionais

Conflitos internos, pressão, má gestão e problemas pessoais podem contribuir para o agravamento de um desequilíbrio emocional, momentâneo ou não.

O estresse é um dos fatores que causam o absenteísmo e ele está relacionado a múltiplas causas. Estas podem fazer com que o funcionário tenha que se ausentar das suas atividades no trabalho.

Diante desse cenário, é importante verificar de forma regular as condições do ambiente de trabalho.

Criar políticas de respostas para essas situações também é responsabilidade do RH, já que certas circunstâncias podem levar a doenças mais graves como a Síndrome do Burnout.

Bullying

O bullying também está presente nas organizações e todo profissional de RH deve ficar atento a ele.

Os assédios, em todas as suas formas, trazem implicações físicas e psicológicas que podem comprometer a saúde do trabalhador, causando a sua ausência no posto de trabalho.

Além disso, o bullying ainda pode implicar em danos morais e também traz impactos negativos à reputação da empresa, como marca empregadora, e aos resultados da organização.

Como calcular o absenteísmo na empresa?

A fórmula utilizada para calcular a taxa de absenteísmo na empresa leva em consideração a média de empregados, número de dias de ausência e o total de dias úteis. Veja a fórmula:

Média do número de funcionários X Dias úteis perdidos) / (Média número de funcionários X Total de dias úteis.

Veja o exemplo: no início mês de novembro sua empresa tinha 10 funcionários e ao final do mês foram admitidos mais 6, num total de 16 funcionários. Foram 23 dias úteis trabalhados em novembro.

A média do número de funcionários nesse caso é 16/2 = 8

Após fazer esse primeiro levantamento é necessário calcular o total de dias úteis perdidos no mês. Considere que sua companhia tem uma jornada de trabalho de 8h.

Suponhamos que 5 empregados faltaram ou tiveram atrasos. Desses, 3 faltaram e 2 permaneceram em suas atividades por 4 horas.

Recapitulando: no total foram 4 dias de absenteísmo por falta, 3 dias (3 funcionários) e mais meio expediente por mais 2 empregados.

Calculando: (8 X 4) dividido por (8 X 23)

32 dividido por 184

Taxa de absenteísmo = 0,17

Para saber a porcentagem multiplique por esse valor por 100 e terá um total de 17% de taxa de absenteísmo na empresa.

Como combater o absenteísmo nas empresas?

Não basta apenas saber como calcular a taxa de absenteísmo, é preciso ter um plano para conter os prejuízos causados pela ausência dos funcionários.

Nesse sentido, para reduzir a taxa de absenteísmo é possível adotar algumas estratégias para combater as faltas e ausências. Veja:

Fique atento ao clima organizacional

O clima organizacional é um dos fatores que mais impactam na taxa de absenteísmo. Um ambiente positivo e favorável para o crescimento das pessoas é muito mais produtivo e também colabora para que os funcionários se sintam mais motivados a estarem na empresa, fazendo suas melhores entregas.

Do contrário, a organização pode amargar prejuízos. Portanto, fique atento ao clima organizacional da empresa e estabeleça ações a fim de manter o ambiente sempre positivo.

Organize seu controle de ponto

Sem um controle de ponto você não tem como calcular o absenteísmo e também não pode mensurar as entradas e saídas dos colaboradores, e isso faz com que a taxa de ausências seja elevada.

Logo, caso a sua empresa ainda não tenha um registro de ponto, considere contratar hoje mesmo!

Como vimos ao longo deste post, calcular o absenteísmo na empresa não é uma tarefa tão complexa como se imagina. A partir desses dados você pode criar ações a fim de reduzir as taxas de ausência e elevar a produtividade da empresa.

O Kenoby é um software de Recrutamento e Seleção que está revolucionando a forma como as empresas contratam novos colaboradores. Para saber mais, agende uma avaliação gratuita do seu R&S!

Rating: 5.0/5. From 1 vote.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Kit - Entrevista de Candidatos

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

O que é e quais são os tipos de diversidade nas empresas?
O que é e quais são os tipos de diversidade nas empresas?

Os tipos de diversidade nas empresas é um tema que todo profissional de RH deve estar atento. Afinal, esse tema leva para as companhias importantes diferenciais competitivos, principalmente quando o  continue lendo »

Jornada de trabalho CLT: tire as suas dúvidas sobre o assunto
Jornada de trabalho CLT: tire as suas dúvidas sobre o assunto

Um dos principais ativos de uma empresa é o seu corpo de profissionais. Da mesma forma que existem regras que regulamentam os processos comerciais e até de produção, também existem  continue lendo »

Entenda o que é o onboarding e saiba como implementá-lo na sua empresa
Entenda o que é o onboarding e saiba como implementá-lo na sua empresa

O processo seletivo não termina com a assinatura do contrato. É importante acompanhar o novo funcionário durante os primeiros dias, solucionando dúvidas, apresentando a empresa e instruindo-o em relação às  continue lendo »

Descubra o que é avaliação por competências e entenda o seu funcionamento
Descubra o que é avaliação por competências e entenda o seu funcionamento

Muitos profissionais de RH buscam integrar a avaliação por competências às práticas dos departamentos em que atuam. Afinal, em diversas situações, a simples análise dos resultados não traduz a contribuição  continue lendo »

Coaching: entenda como ele atua na psicologia organizacional
Coaching: entenda como ele atua na psicologia organizacional

O coaching passou a atuar mais recentemente nas empresas como um importante suporte para a psicologia organizacional. A prática apoia o setor de Recursos Humanos principalmente na parte de treinamento ou  continue lendo »

Gestão de recursos humanos no capital humano: saiba como aplicar corretamente
Gestão de recursos humanos no capital humano: saiba como aplicar corretamente

A correta gestão de recursos humanos garante que o capital humano da empresa seja bem aproveitado, contribuindo para o sucesso dos negócios. Não por acaso, organizações com boas práticas de  continue lendo »