Entenda como diminuir o turnover e ter mais resultados na empresa

26 de julho de 2019
Kenoby

O turnover é um dos principais indicadores de gestão de pessoas. Em resumo, aponta o percentual de profissionais que deixaram a empresa, de forma voluntária ou não, dentro de determinado período, por exemplo, doze meses. A questão é: como diminuir o turnover?

Antes de responder essa questão, é preciso que o gestor tenha uma visão holística acerca do tema. “Até que ponto o turnover é algo negativo?”, “Quais são os tipos de turnover?”, “O que ele diz sobre a empresa?” são algumas perguntas que o gestor de pessoas precisa entender.

Como toda métrica, o turnover precisa ser acompanhado e comparado, assim como diversos outros indicadores. Para te ajudar com isso, faça o download gratuito do Modelo de Apresentação de Indicadores de RH.

Nos próximos tópicos, dedicamo-nos a explicar o que é e como diminuir o turnover por meio de ótimas políticas de gestão. Continue a leitura e confira!

Afinal de contas, o que é turnover?

O termo tem origem nos esportes. No basquete e futebol americano, por exemplo, o turnover diz respeito ao número de bolas que foram perdidas para jogadores adversários. Portanto, altos níveis prejudicam a estratégia de jogo e podem levar à derrota do time.

Na gestão, ao invés de bolas e jogadores, falamos de talentos que foram perdidos para a concorrência ou simplesmente optaram por sair da empresa. O índice de turnover indica o percentual de profissionais que deixaram o quadro de trabalho em determinado período.

Imagine que do início ao fim do último ano sua empresa contou com 20 empregados fixos. Desses, porém, 5 optaram por sair e buscar novas colocações no mercado. Logo, teve uma evasão de 1/4 do quadro de trabalho e, em termos percentuais, 25% dos talentos.

A menos que as demissões sejam justificadas ou planejadas pela empresa, esse é um alto nível de turnover. Alguns estudos indicam que a rotatividade deve ficar em torno de 5% ao longo do ano, mas o padrão ideal pode variar de acordo com a política de cada empresa.

Na verdade, até certo ponto, a rotatividade pode ser uma grande ajuda. Ela permite que os profissionais mais acomodados saiam, que “sangue novo” entre na empresa e gera um certo grau de competitividade. No entanto, em níveis elevados, os resultados são desastrosos.

Quais são os tipos de turnover nas empresas?

Há diferentes formas de interpretar a evasão dos profissionais. Alguns talentos podem sair da empresa porque vão mudar de cidade e outros, por insatisfação com o líder imediato. Outros, ainda, vão sair porque foram demitidos. Não é estratégico classificá-los da mesma forma, afinal a natureza do desligamento foi diferente. Veja, agora, os tipos de turnover!

Turnover natural

O primeiro tipo de turnover acontece por motivos mais elevados e que não estão sob o controle da empresa. Ainda que haja uma ótima política de gestão de pessoas, os talentos podem precisar sair do quadro de trabalho. Nesse caso, é possível incluir profissionais que se aposentam, morrem, mudam de cidade ou precisam se dedicar à família ou saúde.

Turnover intencional

O turnover intencional ocorre por interesse da empresa ou do profissional. Por exemplo, se o colaborador decide aceitar uma proposta melhor da concorrência ou simplesmente deixar a empresa. Há, também, casos em que o superior imediato não está satisfeito com os resultados do seu subordinado e decide demiti-lo. Logo, há uma decisão intencional.

Turnover voluntário

Há casos em que o turnover ocorre por iniciativa do funcionário. Ele pode, por exemplo, estar insatisfeito com a qualidade de vida no trabalho ou pensar que não tem boas chances de crescimento dentro da empresa. Portanto, de maneira voluntária, decide sair. Esse tipo de turnover é o mais preocupante, afinal pode sinalizar a falta de boas práticas de RH.

Turnover involuntário

Há situações em que o funcionário é demitido, quer queira quer não. Ou seja, o profissional sai da empresa de maneira involuntária. A demissão fica a cargo do gestor de RH ou do líder imediato. O mais comum é a demissão por baixa produtividade, falta de alinhamento com a cultura organizacional ou demandas de corte de gastos. De todo modo, existe turnover.

Como diminuir o turnover?

Em geral, a redução do turnover pode agregar diversas vantagens à empresa. Contribui, por exemplo, para mitigar custos com demissão, maximizar a rentabilidade da empresa ou construir uma forte marca empregadora. Adiante, mostraremos como diminuir o turnover.

Invista no bem-estar do time

O primeiro passo é garantir que os atuais funcionários tenham qualidade de vida. Ninguém quer permanecer em um ambiente onde não se sinta bem ou consiga projetar uma carreira de longo prazo. Por isso, é preciso investir no bem-estar dos empregados.

Pequenas práticas podem fazer toda a diferença. Investir na comunicação interna, dispor horários flexíveis para o trabalho, oferecer ginástica laboral no expediente e incentivar a prática de exercícios físicos são ótimas opções. Além disso, custam pouco à empresa.

Reconheça pelos resultados

Ninguém quer entregar grandes resultados e não ver seus esforços sendo reconhecidos e recompensados. Infelizmente, isso ainda acontece muito dentro das empresas. Muitos dos talentos se esforçam ao máximo, mas não recebem qualquer feedback positivo do líder.

Em resumo, os gestores precisam aprender a reconhecer os profissionais. Certas vezes, basta um simples “parabéns” ou “muito bem”. No entanto, também é preciso recompensar — com bonificações, premiações ou promoções — os colaboradores mais talentosos.

Tenha boas políticas de retenção

Os gestores precisam pensar de forma séria na retenção de talentos. Isso envolve a criação de boas políticas e estratégias para manutenção dos empregados. É preciso ter metas bem delineadas e programas funcionais de incentivo, além de ações de endomarketing.

Um dos principais programas é o plano de carreira. Ele permite que os talentos cresçam de acordo com os resultados entregues e o tempo de casa. Outro ótimo programa é o plano de sucessão, capaz de criar uma linha sucessória para os cargos de comando.

Monitore os resultados alcançados

Por fim, é preciso monitorar os resultados. Além do próprio cálculo do turnover, outros indicadores podem ajudar a avaliar as políticas de retenção de pessoas e prever os níveis de turnover, como o índice de satisfação, lealdade ou assiduidade dos empregados.

Como você pôde observar até aqui, há muito que discutir sobre turnover. Suas motivações podem ser as mais diversas e em algumas situações ele se torna inevitável. No entanto, na medida do possível, a empresa deve contar com boas políticas e estratégias de retenção. Desse modo, conseguirá manter os melhores talentos e obter certo diferencial competitivo.

E aí, gostou do artigo e sabe como diminuir o turnover? Aproveite para aprender mais  e descobrir o nível de turnover ideal. 

O Kenoby é um software de recrutamento e seleção que está revolucionando a forma como as empresas contratam. Quer saber mais? Agende uma avaliação gratuita do seu R&S!

Rating: 5.0/5. From 1 vote.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Kit - Entrevista de Candidatos

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Turnover: Guia completo para reduzir a rotatividade de colaboradores
Turnover: Guia completo para reduzir a rotatividade de colaboradores

Turnover é um índice que calcula a rotatividade dos colaboradores, ou seja, a quantidade de profissionais que deixam uma empresa em determinado período e precisam ser substituídos. Hoje, é considerado  continue lendo »

Como evitar o turnover e quais os seus impactos nas empresas
Como evitar o turnover e quais os seus impactos nas empresas

Como evitar o turnover é a preocupação de todo profissional de RH. Além de processos seletivos bem estruturados, é preciso ficar atento à gestão do clima organizacional, remuneração e benefícios  continue lendo »

Quais são as estatísticas de turnover no Brasil e no mundo?
Quais são as estatísticas de turnover no Brasil e no mundo?

A rotatividade é um termo que pode parecer assustador aos donos de empresa, mas seu impacto afeta principalmente os gestores de Recursos Humanos que observam e calculam constantemente as estatísticas  continue lendo »

Quais são as principais consequências do turnover para a empresa?
Quais são as principais consequências do turnover para a empresa?

Dentre as consequências do turnover, a saída em excesso tende a criar um clima negativo, que favorece a existências de conflitos pessoais. Além disso, a comunicação é afetada e, por  continue lendo »

Entenda 5 custos do turnover para a sua empresa
Entenda 5 custos do turnover para a sua empresa

No basquete, o turnover representa a perda da bola para o time adversário. Já nos negócios, representa a saída de talentos do quadro de trabalho, fato que pode ser um  continue lendo »

Absenteísmo e turnover: entenda o que é, quais os tipos e como reduzir
Absenteísmo e turnover: entenda o que é, quais os tipos e como reduzir

Absenteísmo e turnover são fatores que frequentemente nascem das mesmas causas. Problemas com clima organizacional, falta de motivação, liderança fraca, cobrança excessiva e indisciplina podem conduzir tanto a ausências no trabalho  continue lendo »