Como utilizar a Pesquisa Booleana para encontrar profissionais no LinkedIn

2 de maio de 2017
Kenoby

Em alguns casos, a divulgação comum das vagas em aberto não é suficiente para atrair os melhores candidatos para a posição. Por isso, existem estratégias que visam facilitar a busca dos profissionais certos para as vagas, além do enriquecimento do banco de talentos da empresa. Continue lendo este post e entenda como você pode contratar melhor utilizando a Pesquisa Booleana.

Recrutamento passivo x Recrutamento ativo

Podemos dizer que a atração de candidatos é uma estratégia passiva, pois a empresa aguarda as candidaturas após a divulgação das vagas em aberto. Contratar dessa forma é essencial pro sucesso do seu recrutamento, principalmente porque contribui para impulsionar a marca empregadora.

Entretanto, existem algumas situações onde podemos inverter esses papéis, ou seja, a empresa buscará os candidatos no mercado através do perfil que o gestor da área procura. Este tipo de estratégia ativa é necessária em algumas situações particulares. A seguir, explicaremos um pouco mais sobre estas situações.

Aumentar a abrangência da captação dos seus talentos

Ao publicar uma vaga somente nos canais de divulgação, estamos sujeitos a um gap no alcance do público-alvo. Isso acontece, pois não são todos os profissionais do mercado que seguem as redes sociais da empresa ou acompanham os portais de vagas que escolhemos utilizar. Ou seja, para enriquecer o nosso banco de talentos e contratar melhor, precisamos quebrar as barreiras e ir atrás dos candidatos certos para as nossas vagas mais estratégicas.

Buscar perfis específicos no mercado

Existem situações onde precisamos recrutar perfis muito específicos e difíceis de encontrar no mercado. Nestes casos, sabemos que divulgar a vaga somente em canais comuns não será suficiente para alcançar os profissionais em questão. É por esse motivo que deve-se fazer hunting destes perfis ao invés de esperar que eles venham até nós.

O LinkedIn como um banco de talentos

Para colocar esta estratégia em prática, você vai precisar de um banco de talentos, ou seja, uma fonte rica de candidatos. O Brasil é o 3º país do mundo com mais usuários no LinkedIn. São 25 milhões de pessoas acessando esta rede social, ou seja, é a maior fonte de candidatos no Brasil.

Você deve ter pensado “Mas eu já sei utilizar o LinkedIn!”. Sim, você já sabe! Inclusive,  deve ter encontrado perfis muito bons lá! Mas aí vai uma pergunta: Na sua experiência usando o LinkedIn, você percebeu que as pessoas não costumam seguir um padrão para preencher o perfil? Algumas usam abreviações, outras não descrevem as suas principais experiências ou até possuem o perfil escrito em inglês. Ou seja, pra você conseguir fazer uma busca que possua este conjunto de variações, você tem que investir muito tempo. E tempo é o que você menos tem, certo? Por esse motivo, você não consegue fazer uma pesquisa tão avançada e corre um risco alto de não encontrar os melhores profissionais para preencher as suas vagas.

Agora vamos olhar sob um outro ponto de vista. Levando em consideração que a maioria dos recrutadores possui o tempo escasso. Podemos dizer então, que a maioria deles não realiza uma pesquisa avançada de talentos no LinkedIn, certo? É aí que está a sua oportunidade de ouro! Fazendo uma busca completa, você vai conseguir encontrar os candidatos que a maioria dos recrutadores não consegue ver. Simplesmente porque eles não optaram por dedicar muito tempo nesta tarefa.

Aí você pensar “Mas eu também não tenho tempo!”. Claro! É por isso que estamos falando desse assunto! Existe uma técnica que ajudará você a economizar muito o seu tempo e também achar os melhores candidatos, e por incrível que pareça, poucas pessoas tiram proveito dela no Brasil.

Contratando melhor com a Pesquisa Booleana

As ferramentas de pesquisa das plataformas web como LinkedIn, Google e Facebook, possuem um modo avançado, ou seja, uma maneira de fazer buscas específicas para conseguir resultados com mais qualidade. Como recrutador, você deve entender o funcionamento desta tecnologia, afinal precisa encontrar os melhores candidatos para a sua vaga.

Ao dominar esta técnica, além de economizar o tempo de pesquisa, você vai conseguir reduzir drasticamente o seu tempo de contratação. Principalmente pelo fato de que você já terá feito uma seleção mais apurada pra triar o seu candidato e não vai precisar fazer com que ele passe por tantas etapas. Além disso, você vai diminuir a quantidade de candidatos triados, porque os poucos escolhidos já vão ter a qualificação que interessa pra empresa.

Definindo a estratégia da sua Pesquisa Booleana

Antes de começarmos a parte tática da Pesquisa Booleana, precisamos falar sobre a parte estratégica, ou seja, criar o planejamento da sua busca. Cada posição aberta precisa responder algumas perguntas importantes sobre o perfil que você está buscando. São questões que deixarão a sua pesquisa mais completa, exibindo uma gama maior de profissionais qualificados para a sua vaga.

Quais são os requisitos obrigatórios?

Com certeza, você já terá a resposta desta pergunta em mãos. Uma dica interessante, é separar estes requisitos em palavras-chave. Por exemplo, para a vaga de Analista Financeiro, as palavras-chave são: excel avançado, análise financeira, ERP, planejamento, custo, orçamento, etc.

Quais variações o nome deste cargo pode ter?

Como a gente sabe, o mesmo cargo pode ter variações de nomenclatura. Em TI, por exemplo, temos o Analista de Sistemas, o Analista de Software e o Analista de Desenvolvimento, que possuem a mesma função na empresa. Para driblar esta barreira, precisamos entender quais são estas variações, assim a nossa busca ficará mais abrangente.

Em quais empresas esse profissional pode estar trabalhando?

Além de se preocupar com o cargo e com as experiências dos talentos, é muito importante mapear as empresas que possuem o mesmo tipo de profissional ou a mesma metodologia de trabalho deste cargo. Esta estratégia irá aumentar a qualidade da sua busca, fazendo com que você alcance os perfis que trabalhem em empresas como a sua.

Colocando a estratégia em prática!

As pesquisas booleanas utilizam um conceito que é a base de toda a sua estrutura: os conjuntos. Entendendo bem como funciona a lógica de conjuntos, você vai virar um expert mais rápido que imagina.

Trazendo este conceito para a nossa realidade, podemos separar os conjuntos em requisitos, cargos e empresas. Assim, quando houver uma intersecção entre estes 3 grupos, ou seja, quando os profissionais tiverem as qualificações, cargos e empresas em comum, você terá o resultado da sua busca.

Aqui, podemos notar que utilizamos a conjunção E, ou seja, há a obrigatoriedade de pertencer a TODAS as especificações. Por exemplo: analista de sistemas, sap e ambev.

Nesta mesma situação, podemos usar a conjunção OU, que será muito útil para aumentar a abrangência dos conjuntos e dizer quais são as variações que formarão o grupo. Por exemplo: analista de sistemas, analista de software ou analista de desenvolvimento.

Para escrever a sua busca, você precisará conhecer os operadores da Pesquisa Booleana. Acesse este post e entenda como utilizá-los. Se considerarmos os exemplos anteriores, a escrita ficaria assim:

(sap AND excel AND programação) AND (“analista de sistemas” OR “analista de software” OR “analista de desenvolvimento”) AND (ambev OR vale OR gerdau)

No LinkedIn, basta você digitar este comando na barra de busca, que os resultados aparecerão exatamente como você precisa.

O LinkedIn também permite que você faça Pesquisa Booleana em campos específicos. Você pode utilizar os comandos separadamente por “Empresa”, “Escolaridade”, “Localização”, etc. Para os usuários que possuem um perfil gratuito, o LinkedIn disponibiliza uma quantidade limitada de campos e buscas. Se você precisa de uma busca ainda mais qualificada e específica, você pode contratar o plano Premium, que irá liberar mais possibilidades para a sua pesquisa.

Além do LinkedIn, você sabia que pode utilizar o Google? Sim… a Pesquisa Booleana também funciona no Google! Faça um teste! Você só vai precisar adicionar o trecho: AND linkedin. Desse jeito, está especificando que os resultados precisam ser do LinkedIn.

Neste post, você descobriu em que momento devemos utilizar um recrutamento ativo de candidatos e como colocá-la em prática. Quer uma dica? Exercite! Quanto mais você utilizar este tipo de busca, mais fácil ela ficará para você.

Gostou deste artigo? Compartilhe com os seus colegas da área e ajude-nos a revolucionar o recrutamento e seleção do Brasil.

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Guia prático: como fazer pesquisas no Linkedin como um profissional (Parte 1)

Buscar candidatos passivos é uma tarefa importante dentro de recrutamento e seleção. O Linkedin como principal rede social profissional é uma ótima fonte de informação para encontrar os candidatos perfeitos.  continue lendo »

Guia prático: como fazer pesquisas no Linkedin como um profissional (Parte 2)

Em nosso último post, abordamos como podemos utilizar a pesquisa avançada do Linkedin para alcançar mais potenciais candidatos para sua vaga. Neste post, vamos continuar com o exemplo da busca  continue lendo »

Busca Booleana: inteligência na utilização das ferramentas de pesquisa

Em 2013 foi calculado que no Google são feitas mais de 450 milhões de buscas inéditas diárias. Por isso, fazer uma pesquisa sem utilizar métodos “avançados” nos leva a resultados  continue lendo »