Coordenador de Recrutamento e Seleção: o que faz, quanto ganha e mais!

1 de Fevereiro de 2018
Kenoby

Contar com profissionais que apresentam alto desempenho é essencial para o sucesso do negócio e o Coordenador de Recrutamento e Seleção tem papel significativo na contratação assertiva da equipe de trabalho.

Contudo, as responsabilidades desse profissional vão além dos processos seletivos, ele também pode atuar na gestão de talentos, de ferramentas, de indicadores, entre outras atividades.

Neste post você vai aprender:

• Por que contratar um Coordenador de Recrutamento e Seleção?

• O que faz um Coordenador de R&S?

• Qual a qualificação necessária para esse profissional?

• Quais as habilidades que um Coordenador deve ter?

• Quanto ganha um Coordenador de Recrutamento e Seleção?

• Template para descrição de vaga

Por que contratar um Coordenador de Recrutamento e Seleção?

  • O Coordenador de Recrutamento e Seleção tem experiência para selecionar funcionários alinhados e qualificados para a vaga.
  • Ele evita problemas relacionados à contratação de profissionais com perfil inadequado, minimizando, por exemplo, os riscos de prejuízo financeiro, perda de produtividade e tempo de trabalho para um novo processo seletivo.
  • A posição de coordenador exige um conhecimento mais profundo na área e em ações estratégicas. Desse modo, garante a gestão da equipe e melhora a eficiência dos processos de R&S, apresentando resultados positivos para a empresa.

O que faz um Coordenador de R&S?

Esse é um profissional qualificado, que possua conhecimentos e habilidades estratégicas, agregue diferencial no processo seletivo da empresa e consequentemente uma melhora no desempenho dos funcionários e de todo o negócio.

É responsabilidade do Coordenador de Recrutamento e Seleção:

1. Gestão de Vagas em aberto

Esse é o profissional que responde por todas as ações da área de Recrutamento e Seleção da companhia. Nele se concentram as respostas para quaisquer perguntas em relação a esse setor.

Por conta disso, é responsabilidade dele, monitorar e fazer a gestão de todas as vagas da companhia. É importante um bom relacionamento com seus subordinados, os analistas e recrutadores, para um acompanhamento eficiente e eficaz. De modo que ele esteja à par dos status de todas as vagas.

2. Gestão de indicadores

Outro papel fundamental para o coordenador de R&S é a gestão de indicadores. Conhecer seus números e entender para qual direção estão seguindo é importantíssimo para o sucesso de um profissional como esse. Isso porque a visão estratégica é indispensável para aquele que ocupar essa função.

Podemos indicar as principais métricas que o coordenador de r&s deve acompanhar. São eles:

  • SLAs – Deve monitorar os prazos e status das vagas da companhia. Para, assim, entender quais vagas precisam de uma maior atenção;
  • Turnover – Esse índice é fundamental para medir a efetividade e assertividade de contratação. Um turnover alto pode significar que a contratação não foi adequada;
  • Balanço Social – Esse número se trata da diversidade da companhia, e como ela está estruturada. Ela mede o equilíbrio de gêneros, raças, cores, etc. e é muito importante enquanto missão social e marca empregadora.

• Para conhecer mais sobre Turnover, acesse o nosso post e descubra Como reduzir a rotatividade de colaboradores

Aproveite também para baixar gratuitamente o nosso modelo de apresentação de indicadores de RH.

Apresentação Mensal de Indicadores de RH


 

3. Gestão de Projetos

O setor de Recrutamento e Seleção é, basicamente, dividido em atividades rotineiras, que são as vagas, e os projetos sazonais. Mais um papel do coordenador de r&s é fazer a gestão de ambas ações. Ter bom conhecimento sobre gestão de projetos é fundamental para essa posição.

Além da criação e estruturação dos projetos e programas, esse profissional também é responsável pela atribuição de funções, assim como disponibilizar recursos e estipular prazos para os “deliverables”, ou “entregáveis”, na linguagem de PMO.

Dentre os principais projetos que acontecem das áreas de Recrutamento e Seleção por todo o mundo estão:

  • Programa de PCD;
  • Programa de Estágio;
  • Programa de Jovem Aprendiz; e
  • Programa de Trainee.

Além disso, existem aqueles projetos com entregas pontuais que são os eventos e feiras. Por muitas vezes, dependendo do tamanho da companhia, é papel do coordenador de recrutamento e seleção fazer a gestão e a realização dessas tarefas.

4.Gestão de políticas e procedimentos

Trazer equilíbrio ao time e fomentar a produtividade dos integrantes da equipe é um grande desafio para qualquer gestor. Uma boa forma de se fazer isso, é estipulando um fluxo de trabalho, no qual estão estabelecidos políticas e procedimentos que devem ser seguidos por todos da área na forma de se fazer o trabalho.

Isso é benéfico, uma vez que evidencia o caminho onde o recrutador deve seguir para desempenhar sua função. Além disso, oferece um padrão de trabalho, o que aumenta a produtividade e fomenta a melhora contínua de processos, uma vez que esse formato fornece preceitos e números para comparações.

Qual a qualificação necessária para esse profissional?

Para exercer essa função é importante que o profissional tenha as seguintes qualificações:

Quais as habilidades que um coordenador deve ter?

Para alcançar a posição de Coordenador de Recrutamento e Seleção e ter um bom desempenho nela, algumas habilidades são necessárias. As principais são:

  • liderança, trabalho em equipe e proatividade;
  • planejamento e capacidade de gerenciamento para acompanhar diferentes projetos ao mesmo tempo;
  • bom relacionamento interpessoal, pois além do contato direto com a equipe de trabalho e candidatos o profissional também se relacionará com clientes internos para implantar e coordenar os processos seletivos;
  • capacidade analítica para elaborar relatórios gerenciais e analisar os indicadores de desempenho.

Quanto ganha um Coordenador de Recrutamento e Seleção?

Os valores de remuneração variam de acordo com o porte da empresa e região de atuação. De acordo com o Guia Salarial 2017 elaborado pela consultoria Robert Half, a faixa salarial fica entre:

  • R$5.600 e R$8.500 para pequenas e média empresas.
  • R$7.600 a R$13.000 para organizações de grande porte.

Template para descrição de vaga

Estamos procurando por um Coordenador de Recrutamento e Seleção, cujas atividades se inserem na gestão dos profissionais da área de R&S, assim como planejamento e controle da aplicação da estratégia da área e companhia.

RESPONSABILIDADES:

  • coordenação da equipe de R&S e de todas as etapas que envolvem o recrutamento de pessoas para os mais variados cargos, desde a abertura até a conclusão da vaga;
  • apoio em procedimentos como: alinhamento de perfis, entrevista com candidatos, análise de testes psicológicos, feedback etc;
  • gestão de indicadores de desempenho do setor;
  • elaboração de relatórios gerenciais;
  • criação de estratégias para retenção e atração de talentos;
  • apoio no fortalecimento da marca empregadora.

REQUISITOS:

 

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Listamos os melhores livros de RH dos últimos tempos. Confira!

Um bom profissional deve sempre buscar novas informações e se manter atualizado dentro do seu campo de atuação. O mesmo vale para o setor de Recursos Humanos, que está enfrentando  continue lendo »

Vacância: você sabe o que é e qual o seu impacto na empresa?

Vacância é o nome dado ao período entre a saída de um empregado e a contratação de outro para ocupar o cargo vago. Nesse intervalo de tempo, o gestor deve encontrar  continue lendo »

Descrição de cargos: 10 boas práticas para utilizar na sua empresa

Descrição de cargos é o processo de detalhamento de cada posição dentro da companhia. Com ela, é possível verificar e formalizar as atividades e responsabilidades de todos os postos da  continue lendo »

Departamento pessoal: Tire suas dúvidas sobre o setor

Departamento pessoal, ou DP, é a área do RH responsável pelo controle e gestão legal e tributária dos colaboradores da empresa. Com um papel mais técnico e analítico, o DP  continue lendo »

Conheça os 5 processos do RH que devem ser automatizados

Com o passar dos anos, o setor de Recursos Humanos vem acumulando funções cada vez mais complexas e abrangentes dentro da empresa. Desde o processo seletivo até o desligamento de  continue lendo »

RH 3.0: Entenda o novo RH e como implementá-lo

A área de RH é uma das que mais mudou nas últimas décadas  — de um setor estritamente operacional para outro estratégico e repleto de novas tecnologias, hoje convenientemente chamado de  continue lendo »