Departamento de RH: o que é, o que faz e qual seu papel?

31 de julho de 2019
Kenoby

O departamento de RH é um dos mais importantes para o sucesso nos negócios. Estudos indicam que empresas com boas práticas de RH têm desempenho, em média, 51% superior aos índices das bolsas de valores dos seus respectivos mercados.

No entanto, ainda existem muitas dúvidas que rodeiam o assunto. O que é, o que faz e qual seu papel? São algumas perguntas. O setor de RH tem obtido certa proeminência nos últimos anos, talvez por sua transição digital ou por seu modelo estratégico de trabalho.

Hoje queremos propor uma análise mais clara desse setor. Explicar suas principais áreas, funções e sua importância para o desenvolvimento organizacional por meio do acompanhamento das principais métricas da área.

E, para te ajudar neste acompanhamento, você pode baixar a nossa apresentação mensal de indicadores de RH!

Afinal, o que é departamento de RH?

A sigla RH significa Recursos Humanos e pode indicar duas principais coisas: o capital humano que está presente na empresa, isto é, os empregados, ou o departamento de RH, um dos setores mais tradicionais e antes chamado de Departamento Pessoal (DP).

Vamos focar no segundo caso, o RH como um setor. Existem muitas formas de imaginá-lo. É interessante pensar no RH como um elo, afinal, ele une o empregado e seu empregador. Assim, garante que ambos tenham seus interesses, direitos e deveres representados.

No entanto, ainda não é suficiente. A atuação do RH vai além das questões operacionais e burocráticas. Atualmente, o RH também deve ser visto como um setor estratégico, que gerencia as pessoas para que resultados fora do lugar-comum sejam conquistados.

O que faz o departamento de RH?

Em geral, faz muita coisa. Desde atividades mais burocráticas, como criar um contrato de trabalho, até as estratégicas, como criar novos programas de desenvolvimento e sucessão de líderes. Em suma, ele garante que os seis principais processos da gestão de pessoas — agregar, aplicar, recompensar, desenvolver, manter e monitorar — sejam cumpridos.

Recruta e seleciona talentos

O primeiro processo, agregar pessoas, é geralmente executado por meio do recrutamento e seleção. O objetivo é fazer com que pessoas novas, com competências comportamentais e técnicas adequadas à empresa façam parte do time de trabalho.

Entretanto, não é a tarefa mais fácil. Existe certa escassez de mão de obra qualificada no mercado global, fazendo com que o departamento de RH precise contar com boas táticas e tecnologias para atrair e contratar talentos. No fim, porém, toda empresa é beneficiada.

Integra os recém-contratados

Também é preciso aplicar pessoas, isto é, fazê-las se sentir realmente parte do time. Quando um talento é contratado e não é integrado, ele poderá demorar muito mais para entregar bons resultados e se sentir parte de algo maior. Isso gera efeitos negativos.

Existem muitas formas de fazer essa integração e cada RH deve usar a que melhor se adapta à cultura organizacional. No entanto, é sempre interessante contar a história do empreendimento e apresentar as instalações e profissionais-chave dentro da empresa.

Recompensa pelos resultados

O terceiro processo é recompensar pessoas, que também está à cargo do RH. É preciso estabelecer critérios para que os profissionais mais proeminentes recebam algum tipo de recompensa, pode ser uma bonificação financeira, premiação ou até promoção.

Na verdade, por vezes, o simples reconhecimento é uma grande recompensa. Profissionais reconhecidos por seu superior imediato experimentam um maior grau de motivação. Logo, cabe ao RH criar boas políticas para reconhecer e recompensar os empregados.

Desenvolve os profissionais

Não é muito producente contratar novos profissionais e mantê-los, ano após ano, com as mesmas competências. Isso resultaria em pessoas e áreas pouco competitivas, logo, uma empresa fadada ao insucesso. É função do RH desenvolver os profissionais.

Felizmente, hoje, existem muitos meios para o treinamento e desenvolvimento do time. A tecnologia permite capacitações a distância (EAD), feitas por meio de computadores ou dispositivos móveis. Assim, de maneira flexível, todos os empregados podem crescer.

Mantém as pessoas certas

É função do RH garantir que as pessoas certas continuem na empresa. Isso significa que algumas poderão ser promovidas, outras realocadas ou demitidas da firma. Para decidir com acerto, é preciso de uma boa avaliação de competências e de desempenho.

A ferramenta “4 tipos de colaboradores de Jack Walch” é ótima para analisar quem merece ficar e sair. Ela relaciona dois fatores — alinhamento com os valores da empresa e entrega de resultados — para definir quem deve ser recompensado, mantido, treinado ou demitido.

Monitorar os resultados

O departamento de RH deve sempre monitorar os resultados obtidos. Isso ajuda a avaliar se o desempenho atual está satisfatório e em que pode ser melhorado, o que permite uma espécie de melhoria contínua. Ou seja, é preciso monitorar para melhorar.

Há várias formas de monitorar o desempenho. Para profissionais ou equipes, há avaliações em 360 e 180 graus. Já para averiguar a própria performance do RH, é preciso contar com métricas e indicadores de desempenho — muitas, podem ser obtidas no sistema de gestão.

Qual é o papel do departamento de RH frente à organização?

À vista de todas essas funções, não resta dúvida: o RH tem um papel-chave para o êxito da organização. Sem um departamento que agregue, direcione e estimule os profissionais, os resultados alcançados seriam abaixo do esperado (portanto, insatisfatórios).

Não por acaso, hoje, o RH não tem mais papel de setor “à parte”, responsável apenas por dar suporte aos líderes de áreas como vendas ou marketing. Ele trabalha diretamente com a alta administração, ajuda a definir objetivos genéricos e traçar estratégias de negócios.

A ausência de setor de recursos humanos poderia somar graves prejuízos para o negócio, como a rotatividade dos empregados talentosos – seja na forma de turnover ou de absenteísmo -, o maior índice de retrabalho e perda de produtividade. Logo, toda a empresa — nos vários níveis e áreas — seria prejudicada.

Por outro lado, um RH bem estruturado agrega muitas vantagens ao negócio. A atração de profissionais, o desenvolvimento de novas competências e a manutenção dos empregados certos, por exemplo. Quanto mais estruturado o RH, melhores os resultados da empresa.

Enfim, não é difícil entender o que é RH, o que faz e qual seu papel. Mas é preciso entender uma coisa importante: o setor de recursos humanos é o principal responsável pela gestão de pessoas, mas não o único. Cada líder imediato e toda a alta administração também tem a responsabilidade de agregar, direcionar e estimular as pessoas na busca por resultados.

Quer saber muito mais sobre departamento de RH? É simples: assine a nossa newsletter e receba novos artigos diretamente em seu e-mail. Vamos lá!

No votes yet.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Kit - Entrevista de Candidatos

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

O que é e quais são os tipos de diversidade nas empresas?
O que é e quais são os tipos de diversidade nas empresas?

Os tipos de diversidade nas empresas é um tema que todo profissional de RH deve estar atento. Afinal, esse tema leva para as companhias importantes diferenciais competitivos, principalmente quando o  continue lendo »

Jornada de trabalho CLT: tire as suas dúvidas sobre o assunto
Jornada de trabalho CLT: tire as suas dúvidas sobre o assunto

Um dos principais ativos de uma empresa é o seu corpo de profissionais. Da mesma forma que existem regras que regulamentam os processos comerciais e até de produção, também existem  continue lendo »

Entenda o que é o onboarding e saiba como implementá-lo na sua empresa
Entenda o que é o onboarding e saiba como implementá-lo na sua empresa

O processo seletivo não termina com a assinatura do contrato. É importante acompanhar o novo funcionário durante os primeiros dias, solucionando dúvidas, apresentando a empresa e instruindo-o em relação às  continue lendo »

Descubra o que é avaliação por competências e entenda o seu funcionamento
Descubra o que é avaliação por competências e entenda o seu funcionamento

Muitos profissionais de RH buscam integrar a avaliação por competências às práticas dos departamentos em que atuam. Afinal, em diversas situações, a simples análise dos resultados não traduz a contribuição  continue lendo »

Coaching: entenda como ele atua na psicologia organizacional
Coaching: entenda como ele atua na psicologia organizacional

O coaching passou a atuar mais recentemente nas empresas como um importante suporte para a psicologia organizacional. A prática apoia o setor de Recursos Humanos principalmente na parte de treinamento ou  continue lendo »

Gestão de recursos humanos no capital humano: saiba como aplicar corretamente
Gestão de recursos humanos no capital humano: saiba como aplicar corretamente

A correta gestão de recursos humanos garante que o capital humano da empresa seja bem aproveitado, contribuindo para o sucesso dos negócios. Não por acaso, organizações com boas práticas de  continue lendo »