Educação corporativa: saiba o que é e como aproveitar

21 de agosto de 2018
Kenoby

Para alcançar seus objetivos estratégicos, uma empresa depende diretamente da qualidade do seu capital humano. Por meio da educação corporativa, as organizações buscam preparar seus colaboradores para executar processos e atividades da melhor forma possível.

Mas não estamos falando apenas de competências técnicas. Trata-se de bem mais do que isso: para garantir o sucesso, a empresa precisa que seu time tenha não apenas as habilidades técnicas inerentes aos cargos ocupados, mas uma visão sistêmica do negócio e a compreensão de seu papel — além, é claro, de manter-se motivado e engajado.

São todos esses conhecimentos que a organização busca prover à equipe por meio da educação corporativa. Confira!

O que é educação corporativa?

É possível definir a educação corporativa como um processo de gestão de pessoas que busca desenvolver os colaboradores de determinada empresa, preparando-os para que atendam às suas necessidades no que se refere às metas e aos objetivos de longo prazo.

Não se trata de um mero programa de treinamentos ou capacitação. A educação corporativa vai além e, sempre tendo como pano de fundo as diretrizes estratégicas da empresa, busca desenvolver as capacidades e potencialidades individuais dos colaboradores.

Um dos objetivos da implantação de programas de educação corporativa é justamente envolver a equipe com os pilares estratégicos da organização. Também se trata de uma forma de estimular a motivação do seu capital humano (tanto em relação ao trabalho quanto com a empresa propriamente dita).

Índices superiores de engajamento e maior produtividade são alguns dos resultados esperados de um programa de educação corporativa. E, embora não seja novo, esse conceito tem recebido cada vez mais espaço entre as empresas no Brasil.

Investir na educação corporativa significa, também, fortalecer a marca empregadora. Para saber mais sobre o assunto, baixe agora nosso manual para desenvolver a marca empregadora.

E-book: Manual para desenvolver a Marca Empregadora




De que forma se desenvolve a educação corporativa em uma empresa?

O primeiro passo para implantar a educação corporativa é realizar um diagnóstico por qualificação e oportunidades de melhoria em seu capital humano. Esta etapa, geralmente realizada em conjunto com as lideranças da empresa, é que vai nortear o planejamento das atividades a serem executadas.

Um programa de educação corporativa pode envolver diferentes plataformas de ensino. Além dos cursos presenciais, é possível executá-lo por meio de ensino a distância (EAD), uma alternativa bastante utilizada para ampliar seu alcance, considerando as limitações de tempo e de recursos presentes nas organizações.

Também há a possibilidade de explorar alguma outra forma de treinamento e qualificação que se entenda como a mais adequada para atender à demanda da empresa.

Qual é o público-alvo?

Outra característica da educação corporativa é que ela não se se destina exclusivamente a um nicho específico de colaboradores. Tanto aqueles que se encontram no topo quanto os da base do organograma da empresa podem ser beneficiados.

Em todos os níveis hierárquicos, é possível aprimorar habilidades, competências e o próprio alinhamento à cultura organizacional. Identificar a demanda de cada público é uma etapa do processo de planejamento da educação corporativa.

Quem são os educadores?

Também a definição dos responsáveis por ministrar as ações de educação corporativas deve constar do planejamento da ação, seguindo as demandas diagnosticadas. Os programas podem ser executados por consultores ou educadores profissionais, externos ao ambiente da empresa, e por seus próprios gestores.

A segunda opção, aliás, agrega benefícios como a redução de custos com a ação e a valorização do próprio profissional — que, por sua vez, tem absoluto domínio das estratégias e dos objetivos da empresa.

Quais são os benefícios da educação corporativa?

Os resultados esperados de um processo de educação corporativa podem se refletir em longo prazo, geralmente sendo perenes e com poder de agregar valor tanto à empresa quanto ao profissional. Confira, abaixo, alguns dos benefícios.

Crescimento da motivação

As empresas já constataram que salários e benefícios não são suficientes para conquistar e estimular talentos. Ao observar que seu desenvolvimento está sendo considerado nos planos e investimentos da organização, os profissionais se sentem valorizados e enxergam o trabalho com mais motivação e engajamento.

Maior produtividade

Preparar o colaborador para enfrentar os desafios da empresa e mostrar a ele os objetivos que se busca alcançar (e como fazer isso) são ações que permitem mais preparo, confiança e consciência de seu papel na organização. Isso gera um ambiente favorável à melhoria da produtividade e à busca da excelência no dia a dia de trabalho.

Redução do turnover

Mais qualificados e motivados, os colaboradores têm um maior índice de satisfação com o trabalho. Isso ajuda na redução do turnover e na manutenção de talentos na empresa.

Diferencial competitivo

A qualificação superior dos profissionais é um diferencial competitivo fundamental. Quando uma companhia encontra-se em um ambiente de negócios uniforme, com todos os concorrentes em semelhantes condições de produzir, é o capital humano diferenciado que vai prover o “algo mais” para diferenciá-la em seu mercado.

A educação corporativa pode prover tal diferencial a partir da qualificação técnica desejada e de fatores comportamentais, como um maior envolvimento e engajamento.

Qualificação dos líderes

A liderança também é resultado de qualificação. Logo, os programas de desenvolvimento de líderes também precisam constar da pauta da educação corporativa. Reciclar os gestores mais antigos e preparar os profissionais que ocuparão estas posições no futuro são alguns dos resultados esperados das ações de educação corporativa.

Universidades corporativas

Como citamos, a educação corporativa é um conceito relativamente novo no Brasil. Mas as empresas já começam a programar suas próprias universidades corporativas, estruturas com o foco justamente na qualificação e na educação de seus times, além de seus objetivos estratégicos.

Essa personalização é, justamente, um dos principais benefícios de uma universidade corporativa. A companhia pode dar exatamente o direcionamento que deseja aos programas, combinando-os a seus objetivos estratégicos.

Neste artigo, vimos as principais características e os benefícios da educação corporativa. Uma iniciativa que está se disseminando entre as empresas preocupadas em qualificar seus colaboradores para o cumprimento de seus objetivos estratégicos. E você? Já desenvolve ações voltadas à educação corporativa?

Enquanto pensa no assunto, aproveite para assinar nossa newsletter e receber nossas novidades sobre gestão de pessoas, recrutamento e seleção!

Rating: 5.0/5. From 1 vote.
Please wait...

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

O que é e o que faz o profissional de gente e gestão nas empresas?

Não se gerencia pessoas, se gerencia com pessoas. A diferença pode até ser sutil no papel, mas na prática não é. Por essa razão, nas empresas mais modernas, o termo  continue lendo »

Analista de Recrutamento e Seleção: o que faz, quanto ganha e mais!

Em todos os nossos posts, temos abordado a mudança do mercado em geral, mas, principalmente, a transformação que a área e o trabalho de profissionais como o Analista de Recrutamento  continue lendo »

Digitalização do RH: entenda o que é e qual a importância

Visando conquistar resultados cada vez melhores com cada vez menos processos, a evolução tecnológica atinge todos os setores das empresas. Com a área de recursos humanos não é diferente. A  continue lendo »

Diretor de RH: o que faz, quanto ganha e como se tornar um

Peça importante em uma organização, o diretor de RH é responsável pelo bom funcionamento do departamento de recursos humanos. Ele cuida dos funcionários, tanto no aspecto operacional (realização de funções)  continue lendo »

Remuneração variável: o que é e como funciona? Descubra!

A remuneração tradicional é um fator estratégico para atrair e reter talentos. Mas é necessário ter prudência: elevá-la pode prejudicar a rentabilidade da empresa. Por essa razão, vários empresários e  continue lendo »

Como fortalecer a cultura organizacional da minha empresa?

Saber como fortalecer a cultura organizacional é essencial a todo gestor que deseja estabelecer valores em sua empresa. Quando existe uma cultura sólida, todos entendem o que deve ser priorizado  continue lendo »