Entenda qual é a diferença entre software de recrutamento e portais de vagas

3 de Fevereiro de 2017
Kenoby

Com a chegada da tecnologia no setor de RH, ficou mais fácil fazer uma avaliação completa dos talentos. Graças ao uso das ferramentas certas é possível avaliar não apenas conhecimentos técnicos, mas também habilidades, experiências passadas e como tudo isso se manifesta no candidato.

Dentre as ferramentas, duas delas se destacam: os portais de vagas e o software de recrutamento. É comum que haja uma confusão sobre os termos, que muitas vezes são levados como sendo a mesma coisa. Na verdade, elas são ferramentas complementares e importantes para o sucesso do recrutamento.

Por isso, no post de hoje você vai conhecer mais sobre os pontos que os diferenciam!

O que faz um software de recrutamento e seleção?

Um software de recrutamento e seleção de candidatos é responsável por executar todas as etapas ligadas à contratação de um novo colaborador. Mais do que apenas ter novos currículos na base, esse recurso ajuda nas seguintes etapas:

Atração

A atração consiste em divulgar a vaga e garantir que talentos potenciais descubram que a sua empresa está contratando. É nesse momento em que está um dos maiores pilares de todo o processo, já que atrair as pessoas erradas pode comprometer a escolha de quem se tornará o novo funcionário.

Com o software, a divulgação é feita em plataformas específicas, tais quais os portais de vagas, atraindo pessoas especializadas como candidatos. Direcionando para um público mais adequado, há mais chances de conquistar os currículos das pessoas

Triagem

A triagem, por sua vez, corresponde à chegada das oportunidades e sua filtragem inicial. Nesse momento são desconsiderados os candidatos que não tiverem os pré-requisitos mais importantes, como graduação ou experiência.

Fazer essa análise individual de cada currículo pode consumir tempo e não ser tão efetiva. O software, por sua vez, reúne todos os currículos de maneira centralizada. Com a aplicação de filtros, é possível escolher quais candidatos têm mais chance de conseguir a contratação,

Seleção

Já a seleção é uma etapa considerada de desempate. Nela, os candidatos são analisados de maneira mais profunda, de modo a identificar quem tem o perfil mais indicado para aquela determinada posição. Isso porque nem sempre cumprir com requisitos ou ter qualificações extras é o bastante para ter bom desempenho em determinada função.

A tecnologia de recrutamento e seleção faz o seu papel ao permitir a realização de testes com parâmetros definidos e originando pontuações diversas. Também permite a criação de roteiros padronizados, favorecendo a comparação entre candidatos diferentes.

Contratação

A última etapa é a contratação de maneira definitiva. Ela inclui conhecer, por exemplo, quais serão as etapas necessárias para ter um talento na sua empresa e, é claro, escolher qual será o profissional.

Tudo fica mais simples com a automatização oferecida pelo software, que diminui o tempo necessário entre anuncia ruma vaga e contratar uma pessoa.

Por que utilizar um portal de vagas?

Os portais de vagas, por sua vez, são uma solução já amplamente reconhecida. A maioria dos candidatos que está na internet reconhece que esse é um bom local para enviar o currículo para as empresas de interesse, de modo que tanto o negócio quanto o futuro colaborador saem ganhando.

Entre as razões para investir nessa solução, estão questões como:

Alto alcance

Justamente por serem reconhecidos como uma solução adequada para quem busca um emprego, esses portais possuem um alcance elevado. Isso diminui os esforços para conseguir mais currículos e aumenta as chances de a empresa chegar ao candidato certo, que é o mais importante.

Ela também está ligada ao processo mais importante que é a atração, já que sem ele não existem os demais. Usar corretamente esses portais, portanto, diminui o esforço necessário.

Fácil utilização

E por falar em esforço, os portais são de fácil utilização. Tanto quem contrata quanto quem quer ser contratado pode enviar e receber currículos de maneira muito simples. Os recursos são variados, ao mesmo tempo em que podem ser usados sem maiores complicações.

Isso diminui ainda mais o tempo necessário para que todo o processo ocorra, de modo que há menos dificuldade para encontrar o candidato perfeito para preencher a vaga disponível.

Possibilidade de otimização

Todos esses benefícios e muitos outros podem ser potencializados. Como os portais de vaga permitem diversas otimizações, você pode usá-los da maneira que for mais conveniente para o sue RH.

É possível selecionar em quais recursos focar, conhecer quais plataformas oferecem os melhores resultados e, é claro, utilizar a tecnologia como aliada.

Como aliar as duas tecnologias?

Como dito, portais de vagas e software de recrutamento não são concorrentes, mas, sim, opções complementares. Dessa forma, é possível aliar as duas tecnologias em busca de resultados ainda melhores.

Os softwares de recrutamento podem ser integrados aos portais de vagas, de modo a publicar automaticamente novas vagas nos locais mais adequadas. Com a atração dos candidatos, os currículos podem ser cadastrados automaticamente no banco de talentos da empresa. Isso maximiza os recursos dos portais e favorece as contratações a se tornarem ainda mais estratégicas.

Para que essa integração aconteça da melhor maneira, é importante compreender que há diferentes portais, alguns voltados para nichos específicos. Cabe ao recrutador compreender em qual portal faz mais sentido anunciar cada vaga, de modo a atrair e contratar a pessoa certa.

O fato é que ao integrar essas duas soluções você potencializa os pontos positivos de ambas. Tudo se torna mais automático e, também, mais confiável. A triagem mais simples e mais precisa seleciona candidatos mais adequados, enquanto os testes facilitam a escolha.

Além disso, também é mais fácil enviar relatórios de resultados, assim como compreender o relacionamento com o candidato, mesmo se ele não for contratado. Em um futuro próximo, o banco de dados da empresa fica mais atualizado e mais estratégico, diminuindo ainda mais o tempo de contratação.

Embora pareçam ser a mesma coisa, software de recrutamento e portais de vagas são diferentes, porém, complementares. Assim, vale a pena usar essa dobradinha para melhorar ainda mais os seus processos!

E aí, gostou do post? Agora, para receber ainda mais dicas sobre o universo de seleção e gestão de pessoas, aproveite para assinar a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

2º Kenoby Talks: como os expositores contribuirão para o seu recrutamento

A edição deste ano contará com 6 parceiros, que marcarão presença nos estandes do evento, trazendo muitas novidades e oportunidades de negócios. Muito além de apenas um evento de Recrutamento  continue lendo »

Startup promove evento de inovação em Recrutamento e Seleção

A empresa promete trazer grandes palestras com temas que vão balançar o setor No próximo dia 23 de novembro, acontecerá a segunda edição do maior evento de R&S do Brasil.  continue lendo »

Inteligência Artificial no Recrutamento e Seleção: Como esse assunto será abordado no 2º Kenoby Talks?

Sempre muito presentes nas tramas de ficção científica, a Inteligência Artificial passa a garantir cada vez mais o seu espaço nas discussões e, até mesmo, na vivência de grande parte  continue lendo »

Confira os 10 perfis de TI mais procurados

A revolução causada pelas novas tecnologias, em especial nos últimos cinco anos, catapultou os profissionais das áreas de desenvolvimento e software a um outro patamar e, ao mesmo tempo, deixou  continue lendo »

Entenda como calcular o ROI na gestão do recrutamento e seleção

Uma das mais importantes métricas utilizadas pelas empresas é o ROI, do inglês return on investment (retorno sobre investimento). Sabendo como calcular o ROI corretamente, é possível mensurar quanto dinheiro uma  continue lendo »

5 estratégias de sucesso para melhores contratações

Quem trabalha com recursos humanos sabe da responsabilidade de buscar alternativas que proporcionem melhores contratações para, assim, diminuir a rotatividade de funcionários, bem como contratar pessoas que realmente sejam capacitadas para atuar  continue lendo »