Entrevista de desligamento: Confira passo a passo de como fazer

26 de abril de 2018
Kenoby

No momento em que um colaborador é desligado da corporação, existe um procedimento importante a ser realizado pelo RH: a entrevista de desligamento. Ela é um diálogo estruturado, conduzido pelo gestor de RH, para conhecer melhor a visão do ex-funcionário sobre alguns aspectos do negócio.

Essa atividade é fonte de muitas informações valiosas e deve ser realizada tanto no caso de demissão por parte da companhia quanto no caso de desligamento voluntário. Mas, afinal, como fazer uma entrevista de desligamento na empresa? Confira o nosso post e saiba mais sobre o tema!

Qual a importância da entrevista de desligamento para a empresa?

A entrevista de desligamento é uma oportunidade para o sujeito expressar suas opiniões com mais liberdade, por ele já não ser mais um membro da empresa. Ele pode dar uma visão diferenciada do trabalho das equipes, ajudando a ver conflitos e problemas que escapam aos olhos do gestor.

As soluções que o ex-funcionário sugerir podem ser bastante distintas do que é apontado usualmente, pois o trabalhador estava imerso na equipe e tem um ponto de vista completamente diferente. Ele conhece melhor as dificuldades de cada setor e, no seu tempo de serviço, pode ter pensado e dialogado sobre alternativas para solucionar os entraves nos processos.

Além disso, a entrevista de desligamento é uma oportunidade de a organização oferecer amparo ao ex-colaborador diante da perda do emprego. Isso é muito importante, porque permite a humanização das relações no ambiente de trabalho e também para que o negócio tenha uma imagem positiva aos olhos desse profissional.

O desligamento, seja ele a pedido da empresa ou do próprio trabalhador, é uma mudança marcante na vida da pessoa e envolve a necessidade de elaborar o luto. Assim, o empreendimento tem o dever social de oferecer apoio nessa situação.

Quais são os benefícios da entrevista de desligamento para a empresa e o funcionário?

A entrevista de desligamento oferece uma série de benefícios. Veja mais a seguir!

Ameniza a relação entre a empresa e funcionário

Nem sempre o desligamento é uma situação tranquila entre a organização e o empregado. O profissional pode ter ressentimento, raiva e várias críticas e reclamações. A entrevista objetiva abrir um espaço para que o ex-colaborador possa se expressar e também para que o gestor de RH possa amenizar essa tensão entre o trabalhador e a corporação.

Isso é importante porque a imagem que o ex-funcionário leva da organização repercute em várias pessoas. Ele comenta sobre ela para familiares e amigos, e essas pessoas se comunicam com outras. Assim, a informação se propaga rapidamente. A entrevista de desligamento tem a intenção de fazer com que a impressão da companhia seja positiva, que o trabalhador se sinta amparado e que o desligamento seja uma ocorrência pacífica.

Oferece feedback

Quando o profissional trabalha na empresa, ele não se sente tão à vontade para fazer críticas ou até oferecer sugestões. Muitas vezes, todos estão muito ocupados com as tarefas para ouvi-lo ou ele pode se sentir intimidado. Mas agora, com o vínculo empregatício interrompido, é possível ter um feedback mais completo do ex-funcionário.

A organização também pode dar a ele um retorno sobre o seu trabalho, destacando os pontos positivos e agradecendo pelo tempo que ele permaneceu dedicado à organização.

Causa uma boa impressão

Oferecer amparo ao trabalhador desligado mostra que a corporação é um ambiente humanizado e que ela se preocupa com os seus colaboradores. Isso melhora a imagem da empresa.

A reputação como empregadora fica associada a ações positivas, e a companhia recebe maior reconhecimento no mercado. Afinal, o apoio no momento do desligamento é uma forma de responsabilidade social da organização.

Além disso, os trabalhadores que permanecem tendem a se afligir menos no caso da demissão de um colega. Uma certa inquietação é comum, mas a boa postura do empreendimento demonstra que as decisões dos gestores são bem pensadas e planejadas e que quem for demitido vai ter a oportunidade de conversar com um profissional capacitado.

Para saber mais sobre esse tema, faça o download gratuito do Manual para desenvolver a Marca empregadora.

 

Identifica pontos de melhoria para a empresa

Um dos principais focos da entrevista de desligamento é abrir espaço para o colaborador fazer críticas e apontar sugestões para a organização melhorar. Ele pode ter diversas contribuições.

É importante pensar que a empresa não deve adotar a postura de só pedir feedback para os trabalhadores no momento em que eles se desligam do empreendimento.

A cultura da corporação deve promover o diálogo constante entre os gestores e subordinados. Porém, na demissão, esse retorno terá um diferencial, que é a maior liberdade de fala. Afinal, o indivíduo não tem mais vínculo com a companhia.

Como organizar a entrevista de desligamento?

Para organizar uma entrevista de desligamento, siga os passos a seguir!

Escolha o momento ideal para a entrevista

É importante escolher um momento adequado para a realização da entrevista. Muitas vezes, a notícia de uma demissão pode abalar muito a pessoa. Ela pode chorar, ficar nervosa e ter dificuldades de lidar com a situação. Assim, talvez esse momento não seja o melhor.

Aguarde um tempo para que ela fique mais calma e estável, marcando o encontro preferencialmente para uma data diferente do dia da comunicação da notícia.

Planeje a entrevista de desligamento

Planejar o desligamento contribui para que a entrevista seja mais bem aproveitada. É importante separar a maior parte do tempo para que o ex-funcionário possa falar. Além disso, é fundamental preparar um roteiro de entrevista. Coloque questões abordando as seguintes temáticas:

  • imagem da empresa;
  • impedimentos na ascensão na carreira;
  • opinião sobre o ambiente físico da corporação;
  • relação com o ex-gestor e com os colegas;
  • clima interno;
  • opinião sobre o desempenho dos outros setores;
  • razão do desligamento, em caso de demissão voluntária;
  • comunicação interna;
  • questões que podem ser melhoradas na empresa;
  • feedback sobre o trabalho do RH.

Ofereça uma boa escuta para o profissional e saiba filtrar o conteúdo

É fundamental que você esteja disponível para escutar o ex-colaborador, acolhendo a angústia e sentimentos que podem aparecer com o desligamento. Além disso, tenha atenção com as informações que ele apresenta. Muitas vezes, o conteúdo falado pode ser muito influenciado pelo estado emocional do sujeito.

Ele pode falar mal da empresa, fazer muitas críticas e lançar várias reclamações por estar angustiado e elaborando o luto da perda do emprego. Assim, é necessário escutar, mas também separar as informações que vão ser aproveitadas.

Fazer uma entrevista de desligamento na corporação é fundamental para oferecer apoio ao profissional e ter um feedback do ex-colaborador. Essa estratégia permite que o empreendimento possa identificar falhas. Pois contará com informações de alguém que tem um ponto de vista diferenciado.

Para conduzir bem o processo, planejamento e uma boa escuta são fundamentais. Assim, a companhia pode ter uma série de benefícios.

E então, gostou de aprender mais sobre a entrevista de desligamento? Assine a nossa newsletter e receba mais informações!

Rating: 4.4/5. From 5 votes.
Please wait...

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Gestão por competências: entenda a sua importância e como aplicar

A gestão por competências está cada vez mais presente nas organizações atuais. Os conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA) dos colaboradores são fundamentais para tirar as estratégias do papel e, assim,  continue lendo »

Teste palográfico: entenda o que é e por que utilizá-lo

Para uma boa contratação de funcionários, é importante avaliar não apenas as competências técnicas, mas também as características individuais e de personalidade para entender se o profissional é realmente o  continue lendo »

Como reduzir o turnover precoce nas empresas?

Reduzir turnover é uma preocupação que muitas empresas compartilham, principalmente as que estão começando sua caminhada. Isso porque a alta taxa de rotatividade dos colaboradores pode ser um obstáculo maior  continue lendo »

Qualidade de vida no trabalho: qual a sua importância afinal?

Nunca se falou tanto sobre qualidade de vida no trabalho — e, provavelmente, o assunto será cada vez mais discutido no futuro. A verdade é que as empresas precisam organizar  continue lendo »

Universidade corporativa: O que é e como funciona?

É cada vez maior a preocupação em manter as equipes de trabalho treinadas para realizarem com eficácia as tarefas diárias, baterem metas e atenderem bem os clientes da empresa. Para  continue lendo »

Treinamento e desenvolvimento: Tire suas dúvidas sobre esse tema

O treinamento e desenvolvimento é uma das atividades mais importantes nos processos de recrutamento de profissionais nas empresas. Essa etapa é considerada fundamental para garantir o aprimoramento dos colaboradores, bem como a  continue lendo »