eSocial: entenda o que é, as vantagens e como implantar na empresa

21 de julho de 2017
Kenoby

Em janeiro de 2018 inicia o cronograma de implantação, por parte das empresas, do Sistema Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, conhecido como eSocial. Por meio dele, o envio de todas as informações sobre colaboradores a órgãos federais será unificado.

Conhecido ainda como folha de pagamentos digital, o novo sistema vai afetar diretamente as áreas de Recursos Humanos, que precisam planejar sua adoção para evitar surpresas. Para ajudá-lo nesse processo, preparamos este post explicando o que é eSocial e quais os benefícios ele trará para sua empresa.

O que é o e-Social?

O e-Social é um sistema que vai centralizar o envio de nove obrigações relativas aos colaboradores que as empresas devem encaminhar a órgãos federais. O projeto envolve o Ministério do Trabalho, a Receita Federal, o INSS e a Caixa Econômica Federal. Com ele, o governo pretende reduzir a burocracia e facilitar a fiscalização sobre os colaboradores.

O que muda com o eSocial?

Com a adoção do eSocial, a forma de fiscalização das obrigações trabalhistas vai ser alterada. Hoje, uma empresa é fiscalizada quando o Ministério do Trabalho ou a Receita Federal solicitam o acesso aos registros referentes aos colaboradores. O e-Social vai automatizar esse acesso, permitindo a fiscalização de forma online.

Como será a implantação?

Para os empregadores e contribuintes com faturamento no ano de 2016 superior a R$ 78 milhões, a adoção do eSocial se tornará obrigatória a partir de 1° de janeiro de 2018. Já para os demais empregadores e contribuintes o prazo estabelecido é 1° de julho de 2018.

O primeiro passo para realizar a migração para o eSocial é o cadastro dos colaboradores ativos, quando a empresa deve identificar, por meio dos CPFs e dos NIS (Número de Identificação Social) todos os seus trabalhadores.

É importante que a empresa mantenha atualizado o cadastro dos seus colaboradores, pois são necessárias várias informações, como endereço, estado civil e escolaridade, para realizar este cadastro.

Quais as vantagens?

Para a empresa, depois de implantado o eSocial será facilitado o cumprimento das legislações trabalhistas. O uso da ferramenta vai reduzir a demanda pelo preenchimento de formulários e declarações.

Com mais transparência e segurança jurídica no envio das informações aos órgãos federais, a empresa também reduz o risco de demandas trabalhistas e fiscais.

O que muda no dia a dia?

O e-Social não envolverá somente o RH. Áreas como o Financeiro e a Segurança no Trabalho também serão impactadas. A empresa terá que promover o alinhamento entre estes departamentos para garantir o atendimento à mudança.

A nova rotina também exigirá maior atenção no que se refere à atualização das informações relativas aos colaboradores. Importante ressaltar que o eSocial não altera os prazos para o envio das diferentes obrigações da empresa com os colaboradores. Ele sistematiza e centraliza este envio em um mesmo ambiente.

Lembre-se que a adoção de plataformas de gestão de recursos humanos pode ser uma excelente forma de adequar-se ao eSocial com mais agilidade e precisão.

Sua empresa já está preparada para a adoção da folha de pagamentos digital? Saber exatamente o que é e-Social e quais os benefícios que ele vai gerar é o primeiro passo para realizar a migração de forma segura.

Gostou desde artigo? Acesse o nosso blog para ler mais conteúdos como este: blog da Kenoby.

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Artigo 473 da CLT: o que você precisa saber sobre as faltas justificadas

No contexto trabalhista, um dos assuntos que gera muita dúvida é o caso das faltas justificadas — regulamentadas pelo Artigo 473 da CLT. Isso acontece porque nem sempre os gestores  continue lendo »

Licença maternidade: tire todas as suas dúvidas aqui!

A licença maternidade é um direito legal que toda mulher possui, correspondente a um período de 120 a 180 dias remunerados. A licença garante a suspensão de seu contrato de  continue lendo »

Licença paternidade: conheça os direitos dos colaboradores da empresa

Conceder a licença paternidade, em tese, não deveria apresentar grandes dificuldades para o RH. Afinal, basta o conhecimento do prazo legal e do momento exato de seu início para que  continue lendo »

Adicional de periculosidade: você sabe o que é? Confira!

Você sabe quem tem direito a receber o adicional de periculosidade e como este valor deve ser calculado? No Brasil, há toda uma legislação regulamentando essa compensação devida aos trabalhadores  continue lendo »

Licença nojo: entenda o que é e quem tem direito a ela

A legislação trabalhista permite que o colaborador se ausente por alguns dias sem que o período seja descontado de seu salário. É o que acontece, por exemplo, em casos de  continue lendo »

Jornada de trabalho CLT: tire as suas dúvidas sobre o assunto

Um dos principais ativos de uma empresa é o seu corpo de profissionais. Da mesma forma que existem regras que regulamentam os processos comerciais e até de produção, também existem  continue lendo »