eSocial: entenda o que é, as vantagens e como implantar na empresa

21 de julho de 2017
Kenoby

Em janeiro de 2018 inicia o cronograma de implantação, por parte das empresas, do Sistema Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, conhecido como eSocial. Por meio dele, o envio de todas as informações sobre colaboradores a órgãos federais será unificado.

Conhecido ainda como folha de pagamentos digital, o novo sistema vai afetar diretamente as áreas de Recursos Humanos, que precisam planejar sua adoção para evitar surpresas. Para ajudá-lo nesse processo, preparamos este post explicando o que é eSocial e quais os benefícios ele trará para sua empresa.

O que é o e-Social?

O e-Social é um sistema que vai centralizar o envio de nove obrigações relativas aos colaboradores que as empresas devem encaminhar a órgãos federais. O projeto envolve o Ministério do Trabalho, a Receita Federal, o INSS e a Caixa Econômica Federal. Com ele, o governo pretende reduzir a burocracia e facilitar a fiscalização sobre os colaboradores.

O que muda com o eSocial?

Com a adoção do eSocial, a forma de fiscalização das obrigações trabalhistas vai ser alterada. Hoje, uma empresa é fiscalizada quando o Ministério do Trabalho ou a Receita Federal solicitam o acesso aos registros referentes aos colaboradores. O e-Social vai automatizar esse acesso, permitindo a fiscalização de forma online.

Para te ajudar no monitoramento e apresentação de alguns indicadores, preparamos um material muito bacana. Faça o download gratuito do modelo de apresentação de indicadores de RH.

Apresentação Mensal de Indicadores de RH


 

Como será a implantação?

Para os empregadores e contribuintes com faturamento no ano de 2016 superior a R$ 78 milhões, a adoção do eSocial se tornará obrigatória a partir de 1° de janeiro de 2018. Já para os demais empregadores e contribuintes o prazo estabelecido é 1° de julho de 2018.

O primeiro passo para realizar a migração para o eSocial é o cadastro dos colaboradores ativos, quando a empresa deve identificar, por meio dos CPFs e dos NIS (Número de Identificação Social) todos os seus trabalhadores.

É importante que a empresa mantenha atualizado o cadastro dos seus colaboradores, pois são necessárias várias informações, como endereço, estado civil e escolaridade, para realizar este cadastro.

Quais as vantagens?

Para a empresa, depois de implantado o eSocial será facilitado o cumprimento das legislações trabalhistas. O uso da ferramenta vai reduzir a demanda pelo preenchimento de formulários e declarações.

Com mais transparência e segurança jurídica no envio das informações aos órgãos federais, a empresa também reduz o risco de demandas trabalhistas e fiscais.

O que muda no dia a dia?

O e-Social não envolverá somente o RH. Áreas como o Financeiro e a Segurança no Trabalho também serão impactadas. A empresa terá que promover o alinhamento entre estes departamentos para garantir o atendimento à mudança.

A nova rotina também exigirá maior atenção no que se refere à atualização das informações relativas aos colaboradores. Importante ressaltar que o eSocial não altera os prazos para o envio das diferentes obrigações da empresa com os colaboradores. Ele sistematiza e centraliza este envio em um mesmo ambiente.

Lembre-se que a adoção de plataformas de gestão de recursos humanos pode ser uma excelente forma de adequar-se ao eSocial com mais agilidade e precisão.

Sua empresa já está preparada para a adoção da folha de pagamentos digital? Saber exatamente o que é e-Social e quais os benefícios que ele vai gerar é o primeiro passo para realizar a migração de forma segura.

Gostou desde artigo? Acesse o nosso blog para ler mais conteúdos como este: blog da Kenoby.

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Férias coletivas: entenda como funciona e a sua regulamentação!

Férias coletivas podem gerar dúvidas nos profissionais de RH, principalmente em relação ao cumprimento das regras previstas na CLT. Além disso, nem sempre, todos os trabalhadores preenchem os requisitos necessários para os  continue lendo »

Você sabe o que é dissídio? Entenda como funciona e como é calculado

Dissídio é uma palavra bastante comum no ambiente empresarial, mas esse termo pode ser motivo de grande dor de cabeça para os gestores de recursos humanos, caso eles não tenham  continue lendo »

Adicional noturno: entenda as principais regras e como calcular

Você sabe quais as principais regras sobre o adicional noturno? Esse pagamento levanta diversas dúvidas no setor de recursos humanos. Afinal, o conhecimento da legislação é fundamental para entender seu  continue lendo »

Aviso prévio: o que você precisa saber sobre o assunto?

As regras de aviso prévio são frequentemente aplicadas no cotidiano do setor de Recursos Humanos. Isso porque, querendo ou não, a demissão de funcionários faz parte da rotina do departamento.  continue lendo »

Pedido de demissão: entenda como funciona o processo

O pedido de demissão é um tema que gera muita confusão, tanto para empregadores quanto para funcionários. Profissionais de RH devem estar atentos a todas as etapas do processo, desde a carta de  continue lendo »

Pró-labore: saiba qual a diferença entre ele e o salário

Pró-labore e salário são termos muitas vezes confundidos, mas que têm significados diferentes no contexto de uma empresa. Um está direcionado aos sócios-administradores do negócio, enquanto o outro está relacionado  continue lendo »