Por que sua empresa deve abrir vagas de estágio para idosos?

22 de Janeiro de 2018
Kenoby

Em um passado recente, teríamos grande dificuldade para encontrar candidatos caso anunciássemos uma vaga de estágio para idosos, concorda? E isso aconteceria devido ao fato de esse perfil ser bastante incomum.

Entretanto, nos dias de hoje, as mudanças na faixa etária da população e o aumento dos aposentados que continuam trabalhando ampliaram o número de profissionais disponíveis para esse tipo de contratação. Além disso, a busca por um envelhecimento ativo conduz muitas pessoas a retomar os estudos e buscar colocações no mercado mesmo depois dos 60 anos.

Neste post você entenderá por que receber esses profissionais pode trazer benefícios para uma organização, seja para agregar competências, seja para construir uma marca empregadora. Vamos lá?

Saiba como funciona o estágio para idosos

Abrir uma vaga para idosos é uma medida que diversifica a mão de obra da empresa. Logo, nem sempre os critérios para contratação estarão vinculados a uma formação específica.

Por outro lado, o chamado estágio sênior exige uma ligeira adaptação à força física do colaborador. Até porque o objetivo não é a simples realização das mesmas tarefas dos demais profissionais.

Esse recrutamento visa agregar um novo conjunto de competências à organização, especialmente relacionadas à experiência de vida e de trabalho. Com efeito, a empresa deve encontrar uma forma de integrar os idosos ao time.

Contratação via Lei do Estágio

Quanto à contratação em si, a Lei do Estágio exige a assinatura de um termo de compromisso entre instituição de ensino, empresa e estudante, além da contratação de um seguro de acidentes pessoais.

Por outro lado, não existe o pagamento de verbas trabalhistas; o estagiário, seja ele idoso ou não, tem apenas estes direitos:

  • bolsa-auxílio;
  • férias de 30 dias, sem adicional de 1/3;
  • vale-transporte.

No entanto, é possível realizar pagamentos opcionais, como auxílios alimentação e saúde, sem configurar o vínculo de emprego.

Já a jornada de trabalho será de até 30 horas semanais, limitadas a 6 horas diárias, sempre que o contratado estudar em instituição de ensino médio ou superior. Igualmente, vale ressaltar que, com exceção dos deficientes, o período de estágio está limitado a 2 anos. Logo, se esse prazo for ultrapassado, ficará configurado o vínculo de emprego.

Contratação via CLT

Ocorre que nem todas as empresas seguem o modelo da Lei do Estágio. Algumas organizações preferem criar o vínculo de emprego. Assim sendo, embora as atribuições do estagiário permaneçam relacionadas ao aprendizado e à aquisição de experiência, o contrato segue o previsto na CLT.

Essa opção tem a desvantagem de ampliar o custo da contratação, embora permita um maior controle e uma maior cobrança caso o profissional não atenda às expectativas. Contudo, ocorre a desnecessidade do vínculo com uma instituição de ensino, bem como de seguir as regras de jornada de trabalho reduzida a 30 horas semanais.

Em vista disso, trata-se de uma alternativa que você certamente deve considerar no momento de abrir uma vaga de estágio para idosos.

Entenda os benefícios de abrir vagas de estágio para idosos

Após conhecer as principais regras legais, você provavelmente está com uma dúvida na cabeça: afinal de contas, quais são as vantagens de abrir vagas de estágio para idosos? Por isso, a seguir, confira 4 dos principais benefícios!

1. Agrega competências comportamentais e relacionais

A principal distinção entre idosos e outros estudantes está no perfil do candidato. Após uma certa idade, as pessoas acumulam experiência e sabedoria, além de terem maior prudência na tomada de decisões.

Nesse sentido, podemos dizer que o profissional com mais de 60 anos traz consigo um conjunto específico de soft skills (competências relacionais e comportamentais), podendo diversificar o capital humano da organização.

Esse conhecimento prático pode ser útil para superar desafios, como compreender as demandas do consumidor, manter a coesão do time, gerir conflitos, criar soluções para um público mais velho, entre outros.

2. Influencia positivamente a equipe

Geralmente, os idosos desenvolvem um bom relacionamento com os membros da equipe, e os esforços para continuar em atividade são reconhecidos pelos demais. Nesse sentido, eles se tornam uma influência positiva para o time, além de servirem de inspiração para aqueles que pretendem estudar e obter níveis mais elevados de especialização.

3. Age com responsabilidade social

A contratação de idosos é, também, uma medida de responsabilidade social, ou seja, de realizar atos espontâneos em prol da comunidade. Isso ocorre porque os profissionais mais velhos ainda enfrentam um certo preconceito na busca por colocações no mercado de trabalho, principalmente para cargos iniciais.

Sendo assim, a empresa que recebe essas pessoas auxilia na redução de um problema comunitário, além de servir de inspiração para outras companhias.

4. Consolida-se como marca empregadora

Criar vagas para estagiários idosos pode ser um trunfo na busca pela consolidação como marca empregadora. Isso porque esse esforço gera prestígio e é um diferencial perante outros contratantes.

Além disso, a preocupação em diversificar o quadro de colaboradores cria uma reputação positiva, tornando a empresa mais atrativa para os profissionais em geral.

Dessa maneira, a tendência é que a organização suba alguns degraus em relação aos seus concorrentes e fique em uma situação mais favorável para contratar e reter talentos.

Para entender um pouco mais sobre a construção de uma marca empregadora, faça o download gratuito do nosso ebook e saiba tudo sobre o tema!

E-book: Manual para desenvolver a Marca Empregadora


 

Conheça cases de sucesso relacionados à abertura de vagas para idosos

Para facilitar o entendimento sobre as vagas de estágio que podem ser oferecidas para idosos, trouxemos alguns cases de sucesso, os quais foram notícia em importantes veículos de comunicação. Acompanhe!

Senhora Elisabeth Doce

Aos 73 anos, a senhora Elisabeth, que foi tema de reportagem do G1, realizou o sonho de ingressar em uma faculdade de Direito e alcançou o objetivo de desenvolver uma atividade produtiva após a aposentadoria.

Após inscrição no CIEE, surgiu a oportunidade de estágio no fórum de Peruíbe/SP. A partir daí, ela passou a atuar em funções administrativas dos cartórios judiciais, como registro de processos, arquivamento, digitação de documentos, atendimento a advogados etc.

Nesse sentido, suas atividades sofreram pouquíssimas adaptações em relação aos demais, sendo reconhecida por seus colegas pelo esforço e pela disposição para adquirir novos conhecimentos.

Senhora Dirce Guedes Gonçalves

No 5º semestre do curso de Pedagogia, a senhora Dirce obteve uma vaga para atuar no sistema de educação do município de Jundiaí/SP, conforme matéria veiculada no jornal O Estado de São Paulo.

No dia a dia, a idosa de 61 anos via, na prática, os conceitos aprendidos em sala de aula, sem qualquer privilégio em relação aos demais colegas. Sua função era auxiliar os professores do 3º ao 5º ano da rede pública, como todo e qualquer estagiário da área.

Sobre desafios, na reportagem, a senhora Dirce indica a necessidade de se adaptar às novas tecnologias, embora gradualmente se acostume ao uso de computadores e dispositivos móveis.

Senhor Guilherme Lobarinhas

Ao 68 anos, o senhor Guilherme Lobarinhas entrou para a fila do desemprego e foi obrigado a enfrentar o desafio de se recolocar no mercado de trabalho, conforme detalha esta outra reportagem do jornal O Estado de São Paulo.

Essa busca culminou em uma vaga de estágio na DMZ. À época, inspirada pela história do filme “Um Senhor Estagiário (2015)”, a agência de publicidade havia aberto uma oportunidade para idosos.

Além disso, em outra reportagem, descobrimos que a verdadeira intenção da empresa era levar um novo olhar para a organização, especialmente de alguém que pudesse se colocar no lugar dos consumidores.

Tal ideia gerou frutos importantes. Após 6 meses de atividade, o senhor Guilherme foi efetivado como diretor da área digital, tendo contribuído para aprimorar os serviços da agência.

Sendo assim, podemos concluir que abrir vagas de estágio para idosos pode trazer grandes benefícios para os contratantes. Afinal, ganha-se tanto em diversificação de competências como no posicionamento da empresa.

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Pesquisa de clima organizacional: entenda sua importância

Com o objetivo de coletar diversos tipos de informações relevantes sobre a perspectiva dos colaboradores em relação a muitos fatores da empresa para o desenvolvimento de um ambiente agradável, a  continue lendo »

Outplacement: entenda como funciona e os seus benefícios

Outplacement é um processo que procura ajudar o funcionário demitido a se recolocar mais rapidamente no mercado de trabalho, orientando essa pessoa durante o período.   O cuidado no tratamento  continue lendo »

Employer branding: como aplicar esse conceito?

O employer branding é uma estratégia cada vez mais usada, especialmente por grandes companhias do mercado. Por meio dela, é possível atrair pessoas realmente talentosas para compor o quadro de  continue lendo »

Entenda o que é uma marca empregadora

O processo de promoção da imagem de uma empresa, em que a organização é tida como referência quando o assunto é um bom lugar para se trabalhar, é conhecido como  continue lendo »

Entrevistas presenciais: como melhorar a experiência do candidato?

As entrevistas presenciais são ferramentas valiosas para analisar o perfil dos candidatos e decidir se suas características se adequam tanto ao job description quanto ao perfil da equipe. No entanto,  continue lendo »

Como você prepara os seus candidatos para os processos seletivos?

Os processos seletivos de uma empresa são tarefas desafiadoras, não é mesmo? Além de haver um grande número de atividades e etapas a serem cumpridas, é importante que a corporação  continue lendo »