Etapas do treinamento e desenvolvimento: entenda mais sobre o assunto!

17 de janeiro de 2019
Kenoby

Conheça as etapas do treinamento e desenvolvimento:
1. Compreenda as necessidades de treinamento por meio de pesquisas, como a pesquisa de clima;
2. Faça um planejamento do programa de treinamento;
3. Execute o planejamento;
4. Avalie e analise os resultados obtidos;
5. Preste atenção às novas demandas.

Planejar as etapas do treinamento e desenvolvimento é fundamental para os processos de capacitação do capital humano nas organizações. Apesar de serem abordagens diferentes, a partir do treinamento e desenvolvimento é que são promovidas as competências profissionais e pessoais na equipe para a otimização das atividades diárias de uma empresa.

Os setores de Recursos Humanos e Gestão de Pessoas são os responsáveis por desenvolver o planejamento das etapas dessas capacitações, e são várias as questões que devem ser mensuradas para esse processo.

Neste post, você vai aprender quais são as etapas do treinamento e desenvolvimento nas empresas. Acompanhe!

Quais as diferenças entre treinamento e desenvolvimento?

O treinamento tem como objetivo desenvolver as habilidades técnicas dos colaboradores, ou seja, aquelas relacionadas às atividades do cargo. O treinamento é necessário para atender aos padrões de exigência da função e, com isso, aumentar a produtividade. Eles são identificados a partir de uma necessidade ou uma oportunidade dentro das empresas, quando da implantação de um novo sistema operacional, por exemplo.

Geralmente, os resultados de um treinamento atendem às necessidades dos colaboradores e da empresa, e os resultados são obtidos em curto prazo. Assim, tem uma grande aceitação por parte dos profissionais.

Em contrapartida, o desenvolvimento é um processo de amadurecimento de características pessoais, e tem como objetivo explorar o potencial de aprendizagem de cada colaborador.

Para isso, a empresa deve oferecer condições e suporte para o funcionário utilizar suas capacidades cognitivas, emocionais e comportamentais, a fim de aplicar seus conhecimentos e experiências na prevenção e solução de diversas situações. Os testes psicológicos podem ajudar muito na identificação de potenciais colaboradores para o desenvolvimento dessas competências.

No desenvolvimento, é como se a pessoa fosse preparada para se apoderar de uma visão holística sobre a organização, como uma forma de conduzir o negócio para um comportamento participativo perante alguma futura adversidade ou tarefa a ser desenvolvida.

Portanto, podemos resumir o desenvolvimento como um processo de aprimoramento profissional constante. Esse processo também impacta o clima organizacional, pois aumenta o desempenho e melhora os resultados.

No entanto, o desenvolvimento é um processo que traz resultados em médio e longo prazo, o que exige da organização uma visão de futuro razoável, e também o apoio da alta gestão da empresa.

O investimento em treinamento e desenvolvimento ajuda no fortalecimento do employer branding. Quer saber como criar uma marca empregadora? Baixe o nosso e-book e confira.

E-book: Manual para desenvolver a Marca Empregadora




Quais são os impactos do treinamento e desenvolvimento em uma empresa?

São vários os impactos positivos que o treinamento e desenvolvimento trazem para as empresas. Veja a seguir!

Equipe mais qualificada

Quanto mais as competências técnicas e emocionais forem desenvolvidas nos colaboradores da empresa, melhor será a performance dos funcionários e, consequentemente, da empresa. Isso também impacta o clima organizacional e o nível de entrega dos serviços, que tendem a alcançar a excelência.

Aumento da motivação dos funcionários

Os colaboradores se sentem mais motivados e engajados quando percebem que a organização se preocupa com a qualificação deles. Com isso, produzem mais e conseguem alcançar os objetivos do negócio com mais facilidade.

Diminuição do turnover

Quando a empresa investe na capacitação do seu time de colaboradores, isso contribui para a criação de um elo mais forte com a organização. Assim, além de aumentar o desempenho da empresa, esse comprometimento também colabora para a retenção de talentos, fator importantíssimo para a sustentabilidade do capital intelectual das organizações.

Melhora do clima organizacional

Quando as pessoas estão aptas para exercerem suas funções e o time de líderes está preparado para amparar as necessidades de cada colaborador, a empresa ganha uma cultura organizacional voltada para o aprendizado. Isso gera um clima organizacional favorável, que também contribui para os resultados da empresa.

Quais são as etapas necessárias para a elaboração dessas práticas?

Ao elaborar as etapas do treinamento e desenvolvimento, é importante ter em mente que os processos somente serão efetivos quando forem planejados. As estratégias precisam ser utilizadas com cautela para que sejam efetivas e, para isso, devem ser aplicadas no momento correto, com o respaldo de informações como a avaliação de desempenho.

Somente dessa forma, os colaboradores serão de fato desenvolvidos em suas capacidades técnicas e emocionais e, com isso, estarão mais alinhados com os objetivos do negócio e com a cultura da empresa. Veja a seguir o passo a passo das etapas de um programa de treinamento!

1. Compreender as necessidades de treinamento

Antes de mais nada, é preciso entender as necessidades da organização e de seus funcionários, para, depois, fazer o planejamento de treinamento e desenvolvimento. Para identificar essas necessidades, existem várias possibilidades, mas uma muito utilizada e que vai dar provas substanciais dessas necessidades de capacitação é aplicar uma pesquisa de clima organizacional para compreender o que precisa ser melhorado nos processos.

A pesquisa de clima também serve para levantar e pontuar as metas e objetivos da empresa. Nesse instante, é necessário ter atenção para interpretar os resultados esperados por todos. Nas avaliações de desempenho, também é possível identificar falhas de competências da equipe que precisam ser sanadas.

2. Fazer o planejamento do programa de treinamento

O ponto mais relevante do planejamento é compreender como será traçada a estratégia para passar conhecimento e desenvolver habilidades, conforme identificado na etapa de compreensão das necessidades.

No planejamento é feito todo o raciocínio de estrutura do processo de treinamento. Isso engloba uma série de fatores, como o que será ensinado, por quais meios (treinamento, mentoria, palestra), a necessidade desse processo, até o local a ser realizado e qual investimento será feito.

3. Executar o planejamento

Para colocar em prática as etapas do treinamento e desenvolvimento, é preciso dividir as tarefas entre a equipe de RH, Gestão de Pessoas e os responsáveis pelo ensino. Também é necessário pensar na comunicação das capacitações para os colaboradores.

Antes de iniciar os treinamentos, os responsáveis pelo desenvolvimento do programa devem produzir os materiais que serão usados, e esses devem estar alinhados com a metodologia a ser utilizada. Em caso de treinamento a distância, por exemplo, faz mais sentido o material ser digital, para que o funcionário possa acessá-lo no momento do treinamento.

Também é preciso preparar o local dos treinamentos, independentemente de ele ser presencial ou a distância. Nesse sentido, é preciso checar os equipamentos e garantir que todos os recursos estejam disponíveis para que o ensino aconteça da melhor forma.

4. Avaliar e analisar os resultados

Após a realização dos treinamentos, é necessário fazer uma avaliação das atividades e também verificar como está o grau de maturidade profissional dos funcionários após terem passado pelos processos.

É essa análise que tornará possível compreender se o treinamento trouxe para a organização os resultados esperados ou não. Analisar os resultados das capacitações de treinamento e desenvolvimento é fundamental para avaliar a efetividade dessas atividades, corrigir estratégias e direcionar melhor os investimentos.

Para tanto, peça feedback para os funcionários, para os palestrantes e para a equipe interna que participou do processo. Também fique atento para ver se o comportamento dos funcionários sofreu alterações positivas após o treinamento. Quanto mais eficiente forem os processos de treinamento e desenvolvimento, melhor será o resultado.

5. Estar atento a novas demandas

Cabe a equipe de RH e gestão de pessoas estar atenta a tudo o que acontece no que se refere ao treinamento e desenvolvimento, pois novas necessidades podem surgir após a aplicação das capacitações, e esse acompanhamento é fundamental para os próximos treinamentos.

Quais as opções de programas de treinamento e desenvolvimento que podem ser aplicados nas empresas?

Existe um leque grande de opções para treinamento e desenvolvimento nas empresas. Separamos os principais para você. Acompanhe!

1. Rodízio de papéis

Muito utilizado pela empresa, o rodízio de papéis funciona como o próprio nome sugere: como um rodízio. Nele, os funcionários trocam suas atividades dentro de uma mesma organização por um período determinado de tempo. Com isso, passam a conhecer melhor o que cada um faz.

Essa estratégia de treinamento é recorrentemente utilizada para unir o time de colaboradores e suscitar um espírito de solidariedade entre eles, pois as pessoas adquirem habilidades para exercerem funções em diferentes áreas e em ocasiões diversas.

2. Programa de mentoria

Muito aceito nas empresas nos dias de hoje, no programa de mentoria, os profissionais com mais experiência assumem a função de mentores para os novatos, contribuindo para o desenvolvimento deles.

Para isso, fazem reuniões, dão orientações quanto às regras da empresa, normas e cultura em geral, além de transmitirem o conhecimento técnico da função. Para a efetividade do programa de mentoria, o ideal é criar objetivos e metas para que os resultados sejam alcançados.

3. Gamificação

A gamificação é, resumidamente, o uso de jogos para incentivar colaboradores ou a equipe a fazerem algo. Com isso, é esperado o alinhamento entre a satisfação do profissional no trabalho com os objetivos do negócio.

De forma prática, a gamificação oferece recompensas aos integrantes que realizam tarefas preestabelecidas. Esse método é muito utilizado para as equipes na divulgação, recomendação e experimentação dos produtos ou serviços da empresa.

Para aplicá-la nas organizações, é preciso considerar o funil da gamificação. Ele consiste em levar ao colaborador, em etapas, uma consciência sobre os objetivos da organização e suas próprias atividades, para desenvolver habilidades de liderança e criar um vínculo maior de comprometimento com a empresa.

Ainda podem ser agregados nos processos de gamificação dinâmicas de grupo, para incentivar o entrosamento entre as equipes.

4. Coaching executivo

O coaching executivo é uma maneira de aperfeiçoar os conhecimentos de executivos e líderes, por meio do desenvolvimento de competências específicas, tanto novas quanto antigas. O objetivo é reduzir ou eliminar possíveis questões que possam atrapalhar o desenvolvimento de pessoas e processos de forma otimizada, direcionada e efetiva.

5. Compartilhamento de conhecimentos

Colaboradores com domínio de conhecimentos ou talentos aprofundados em um assunto são convidados a compartilhar seus saberes com a equipe de trabalho sempre que possível ou necessário.

Um exemplo comum dessa situação é quando um colaborador faz um curso fora da empresa sobre um assunto que interessa a todos os colegas do setor, e ele compartilha esse conhecimento com eles de forma resumida. Assim, o aprendizado é multiplicado e a empresa ainda economiza, pois isso gera menos custos para a organização.

6. Grupos de estudo

Grupos de estudos são uma maneira de manter a equipe alinhada sobre questões consideradas importantes ou urgentes, sem que, para isso, seja necessário investir mais do que algumas horas. Esses encontros fazem com que os colaboradores de variados departamentos possam conhecer mais profundamente a importância do trabalho de seus colegas.

Também é um importante momento entre líderes e liderados para que eles possam se desenvolver juntos. Dessa forma, todos podem buscar superar problemas e criar mecanismos para facilitar a rotina de trabalho e aumentar o desempenho da equipe.

7. Treinamento online

Palestras, reuniões, cursos e até mesmo apresentações de produtos se tornam cada vez mais comuns por meio de telas de computadores. O desenvolvimento da internet tornou possível que as fronteiras físicas fossem derrubadas e, com isso, os treinamentos a distância se expandiram.

Isso reduz os custos para as empresas, que ainda têm ampliadas as possibilidades de busca de informações. Por isso, o treinamento online é um dos tipos de treinamento que ganha diversos adeptos a cada ano.

Como vimos ao longo deste conteúdo, o treinamento e desenvolvimento são processos voltados para o investimento no capital humano das organizações, com o objetivo de promover crescimento técnico, pessoal e profissional. Por meio desses processos, são oferecidos novos conhecimentos, habilidades e atitudes, capazes de modificar hábitos e comportamentos. Dessa forma, os funcionários de tornam mais eficientes naquilo que fazem.

Para um planejamento eficaz das etapas do treinamento e desenvolvimento, é importante entender o modelo estratégico do negócio, identificar quais são os objetivos de capacitação e desempenho esperado da equipe, quando e como executá-los, e como mensurar seus resultados.

Para tanto, os setores de RH e gestão de pessoas ainda têm o desafio de convencer a alta gestão da importância da periodicidade desses investimentos para que os resultados sejam, de fato, efetivos em curto, médio e longo prazo.

Especialmente para os processos de desenvolvimento, os resultados virão em longo prazo, e a empresa deve estar preparada para acompanhar e aguardar esses resultados. Assim, as etapas do treinamento e desenvolvimento devem levar em consideração todos esses fatores, que envolvem tempo, dedicação de toda a equipe e investimentos.

Se você gostou deste post sobre etapas do treinamento e desenvolvimento, assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este!

Rating: 5.0/5. From 2 votes.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Kit - Entrevista de Candidatos

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Entenda qual a importância e como implementar o onboarding na empresa
Entenda qual a importância e como implementar o onboarding na empresa

Quando um profissional ingressa na empresa, tudo é novo para ele: procedimentos básicos, colegas, liderança, mesa de trabalho… tudo muda de uma hora para outra e, quanto mais rápido ele  continue lendo »

Teste DISC: confira 7 dúvidas e descubra a sua importância para o RH
Teste DISC: confira 7 dúvidas e descubra a sua importância para o RH

Embora sejam fundamentais, as competências técnicas não garantem o sucesso em uma função quando estão isoladas. Por este motivo, testes comportamentais, como o teste DISC, ganham cada vez mais importância nas  continue lendo »

Entenda o que é o headhunter e qual o seu papel
Entenda o que é o headhunter e qual o seu papel

Você já se perguntou o que é headhunter? O termo é bem conhecido dentro do ambiente corporativo, mas nem sempre as pessoas têm total clareza do que ele significa e de  continue lendo »

Os 7 principais tipos de remuneração e como utilizá-los
Os 7 principais tipos de remuneração e como utilizá-los

Alguns dos principais tipos de remuneração, que nós abordamos ao longo do texto, são: Gratificação funcional; Participação acionária; Remuneração variável; Gratificação por habilidades; Premiações e comissões; Salário indireto e Participação  continue lendo »

Recursos Humanos: TUDO o que você precisa saber sobre o RH
Recursos Humanos: TUDO o que você precisa saber sobre o RH

A área de Recursos Humanos, ou RH, como é conhecido o setor responsável pela gestão de pessoas, é um conjunto de técnicas e práticas realizadas pelos profissionais que atuam com  continue lendo »

Diversidade nas organizações: como  promover e qual a sua importância
Diversidade nas organizações: como promover e qual a sua importância

A diversidade nas organizações tem sido uma preocupação constante da gestão das empresas comprometidas com o desenvolvimento de seus talentos e mercados. Isso porque uma equipe com características distintas é  continue lendo »