Veja como se deu a evolução do RH no passar dos anos

3 de maio de 2017
Kenoby

Nos últimos anos, o setor de Recursos Humanos passou por significativas mudanças. Historicamente considerado apenas como uma área responsável por processos meramente técnicos e burocráticos, ao RH competia, quase que exclusivamente, tarefas de recrutamento, seleção, demissão e treinamento de colaboradores.

A atuação do setor era marcada por atividades com pouco ou nenhum conteúdo estratégico para o sucesso do planejamento empresarial.

De certo modo, esse cenário refletia a postura assumida pelos colaboradores das organizações, os quais atuavam na condição de executores dos comandos do líder, sem manifestar grande participação ativa na tomada de decisões empresariais importantes.

Mas esse cenário mudou, e hoje a situação é bastante diferente da vivenciada anos atrás. Neste post, vamos falar sobre a evolução do RH com o passar dos anos.

A automatização dos processos do setor de RH, e R&S mais precisamente, é algo que vem sendo muito falado nos dias de hoje. Se você quiser saber mais sobre esse tema, se inscreva gratuitamente no Mini Curso por e-mail sobre automatização do R&S e receba semanalmente conteúdo relevante sobre esse assunto.

Mini Curso por E-mail de Automatização do RH


 

Mudança de paradigma

Alinhado ao próprio desenvolvimento econômico e à mudança no perfil dos trabalhadores — que são cobrados a apresentar uma postura cada vez mais criativa, proativa e inovadora —, o RH também se modificou.

Atualmente, nota-se uma substancial mudança de paradigma, com a superação da visão tradicional de setor responsável por tarefas mecânicas, para um protagonismo cada vez maior do setor de recursos humanos no seio das organizações.

Hoje, segundo os estudiosos da Administração, nem seria mais adequado — sendo, até mesmo, pejorativo — se referir ao setor de Recursos Humanos como departamento de pessoal. Aquela expressão tem um significado bem mais profundo e complexo do que esta última.

Isso se deve ao fato da importância estratégica que o RH tem assumido no contexto das organizações, seja através do desenvolvimento cada vez maior de equipes de alta performance — que conduz à elevação da produtividade —, seja em decorrência do auxílio na definição e alcance das metas empresariais, e, consequentemente, na elevação dos resultados organizacionais.

O RH, agora, além das tradicionais funções que sempre assumiu, também assume nova roupagem, cada vez mais assertiva e estratégica.

Postura estratégica

Responsável por gerenciar o recurso mais importante da organização – os seus colaboradores –, ao RH cabe fazer a intermediação entre as orientações do líder e a execução das atividades. Ao setor compete adotar estratégias para manter a equipe motivada, engajada aos objetivos e metas organizacionais, e comprometida com o sucesso da empresa.

Hoje não mais se fala em “treinar” os funcionários, mas em desenvolvê-los, capacitá-los a dar respostas rápidas e eficazes às mais diversas contingências do dia a dia empresarial.

Utilização de novas tecnologias

Outra mudança que confirma a evolução do setor de RH com o passar dos anos é a utilização crescente da tecnologia para o desenvolvimento das atividades do setor.

Decorrente da necessidade de assumir uma postura mais estratégica no contexto das organizações, não mais se pode conceber que tarefas maçantes e morosas sejam executadas manualmente pelos profissionais de RH. Além de perder-se a eficiência dos trabalhos, essa postura também amplia as chances de erro nos processos, como a perda de prazos, extravio de documentos importantes, etc.

Cada vez mais os profissionais da área têm se utilizado de aplicativos e softwares para facilitar e aprimorar os trabalhos do setor, inclusive para auxiliar na tomada de decisões.

Integração com os demais setores empresariais

Outra mudança importante por que passou o setor de RH nos últimos anos é a busca contínua — e irreversível — pela integração com os demais setores da empresa.

A partir do momento em que o RH procura conhecer e entender melhor dos processos empresariais, das demandas e problemas da empresa, ele pode direcionar as ações de pessoal de forma mais assertiva para as áreas mais carentes ou de maior importância para o negócio.

A interação e sintonia entre os vários segmentos da empresa eleva as chances dela apresentar resultados melhores. Assim, a integração é postura indispensável às organizações que querem prosperar.

Gostou do nosso artigo sobre a evolução do RH com o passar dos anos? Então siga a nossa página nas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas postagens!

No votes yet.
Please wait...

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Programa de estágio: passo a passo para estruturar um de sucesso

Para elaborar um bom programa de estágio, precisamos seguir alguns passos como a definição dos gestores do programa, o perfil do profissional desejado, a integração dos estagiários à empresa e  continue lendo »

DISC: entenda o teste de perfil comportamental

Antever qual será o comportamento de um profissional quando ele for submetido a situações específicas é um importante subsídio para os processos de recrutamento, seleção e desenvolvimento de pessoas. Esse é um  continue lendo »

Descrição de cargos: 10 boas práticas para utilizar na sua empresa

A descrição de cargos é o processo de detalhamento de cada posição dentro da companhia. Com ela, é possível verificar e formalizar as atividades e responsabilidades de todos os postos da  continue lendo »

7 perguntas e respostas sobre o clima organizacional

Hoje, a definição mais aceita de clima organizacional é a de um conjunto de fatores que podem ser medidos, de maneira direta ou não, dentro do ambiente de trabalho. Nos  continue lendo »

Organograma matricial: entenda o que é e qual perfil de profissional se encaixa nele

O organograma matricial é um modelo de organograma que representa a estrutura das organizações que não apresentam uma definição clara de suas unidades funcionais. Esse modelo oferece grande flexibilidade estrutural.  continue lendo »

Tipos de organograma: entenda quais são e os diferentes perfis de cada uma

Existem diversos tipos de organograma, como o clássico, o horizontal e o vertical. Ele pode ser definido como uma representação visual da empresa, onde é possível visualizar e definir a  continue lendo »