Gerente de RH: o que faz, quanto ganha e mais!

1 de Fevereiro de 2018
Kenoby

Atuar como Gerente de RH, hoje em dia, vai muito além de administrar a carreira dos profissionais nas empresas. É necessário estar atento aos negócios da companhia e, ao mesmo tempo, inserir os funcionários nessa estratégia.

Por estar em uma alta posição de liderança, o Gerente de RH desempenha um papel cada vez mais determinante no sucesso das empresas porque tem como foco a qualidade e o desenvolvimento corporativos.

Abaixo, listamos itens importantes sobre o perfil do cargo de Gerente de RH.

Por que contratar um Gerente de RH?

Porque o Gerente de RH tem uma paixão por pessoas. Ele zela por todos os funcionários de uma empresa. Sua atuação faz com que diversas atividades sejam realizadas para obter o melhor de cada colaborador.

É um dos únicos cargos gerenciais que se relaciona com todos da empresa. Um excelente Gerente de RH não só recruta como retém os melhores talentos para a empresa — o que reduz o turnover e aumenta a produtividade e o engajamento dos profissionais.

Qual a qualificação necessária para um Gerente de RH?

  • Graduação em Psicologia, Administração ou áreas afins;
  • Pós-graduação em gestão de pessoas, de negócios ou liderança;
  • Experiência na área de RH com desenvolvimento de pessoas, treinamentos, seleção e planos de remuneração;
  • Certificação em Recrutamento e Seleção;
  • Habilidade para trabalhar com novas tecnologias.

O que faz um Gerente de RH?

  • participa do recrutamento dos profissionais mais estratégicos da companhia;
  • implanta ações de recrutamento e seleção;
  • gerencia e treinar profissionais, sempre pensando em uma empresa mais forte;
  • desenvolve — se necessário — planejar e gerenciar o plano de cargos e salários;
  • supervisiona o plano de carreira dos colaboradores;
  • conduz a avaliação de desempenho;
  • coordena a pesquisa de melhoria de clima;
  • gerencia a folha de pagamento;
  • estipula benefícios;
  • define políticas e procedimentos de gestão de pessoas;
  • controla o orçamento da área;
  • comanda a contratação de fornecedores do setor;
  • reduz custos sempre que possível, sem comprometer a qualidade e excelência dos trabalhos.

Quais as habilidades que um Gerente de RH deve ter?

  • Liderança: com ela, o profissional consegue mobilizar a sua equipe em prol dos objetivos da empresa. Tudo, claro, usando a sua habilidade discursiva e adquirindo o respeito e admiração dos seus colegas.
  • Acessibilidade: o Gerente de RH precisa ter uma política das portas abertas. O seu espaço de trabalho deve ser um local onde todos os seus liderados, e demais profissionais da empresa, tenham circulação e a possibilidade de dialogar para expor suas ideias e críticas.
  • Delegação de tarefas: ao escolher o profissional ideal para a realização de cada atividade, o Gerente de RH deixa de realizar tarefas operacionais e demonstra que não tem um perfil centralizador. Com isso, ganha tempo para dar andamento para tarefas mais estratégicas para a empresa e ainda mantém a equipe motivada.
  • Visão privilegiada: um Gerente de RH necessita ter uma visão ampla de todos os objetivos e metas da corporação que trabalha. Dessa forma, ele tem mais recursos para trazer mais retorno.

Quanto ganha um Gerente de RH?

  •  Nas pequenas/médias companhias a remuneração varia entre R$ 8,5 mil e R$ 15 mil.
  • Já em grandes organizações, a média salarial está na faixa de R$ 17 mil.

Em síntese, agora que você conhece mais detalhes da rotina de um Gerente de RH, atente para o fato de que esse profissional deve sempre investir em pessoas. Além de uma remuneração privilegiada, ele deve ser estratégico, inovador e desenvolver profissionais.


Template para descrição de vaga

Estamos procurando por um(a) Gerente de RH para controlar o recrutamento e retenção dos melhores talentos para a empresa, reduzindo o turnover e aumentando a produtividade e o engajamento dos profissionais.

RESPONSABILIDADES:

  • Participar do recrutamento dos profissionais mais estratégicos da companhia;
  • Implantar ações de recrutamento e seleção;
  • Gerenciar e treinar profissionais, sempre pensando em uma empresa mais forte;
  • Desenvolver — se necessário — planejar e gerenciar o plano de cargos e salários;
  • Supervisionar o plano de carreira dos colaboradores;
  • Conduzir a avaliação de desempenho;
  • Coordenar a pesquisa de melhoria de clima;
  • Gerenciar a folha de pagamento;
  • Estipular benefícios;
  • Definir políticas e procedimentos de gestão de pessoas;
  • Controlar o orçamento da área;
  • Comandar a contratação de fornecedores do setor;
  • Reduzir custos sempre que possível, sem comprometer a qualidade e excelência dos trabalhos.

REQUISITOS:

  • Graduação em Psicologia, Administração ou áreas afins;
  • Pós-graduação em gestão de pessoas, de negócios ou liderança;
  • Experiência na área de RH com desenvolvimento de pessoas, treinamentos, seleção e planos de remuneração;
  • Certificação em Recrutamento e Seleção;
  • Habilidade para trabalhar com novas tecnologias.

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Jornada de trabalho CLT: tire as suas dúvidas sobre o assunto

Um dos principais ativos de uma empresa é o seu corpo de profissionais. Da mesma forma que existem regras que regulamentam os processos comerciais e até de produção, também existem  continue lendo »

eSocial: entenda o que é, as vantagens e como implantar na empresa

Em janeiro de 2018 inicia o cronograma de implantação, por parte das empresas, do Sistema Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, conhecido como eSocial. Por meio dele, o  continue lendo »

Décimo terceiro salário: tudo o que você precisa saber!

Todo trabalhador brasileiro devidamente registrado por meio da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) tem o direito de receber a Gratificação Natalina, popularmente conhecida como décimo terceiro salário. Para alguns,  continue lendo »

DISC: entenda o teste de perfil comportamental

Antever qual será o comportamento de um profissional quando ele for submetido a situações específicas é um importante subsídio nos processos de recrutamento, seleção e desenvolvimento de pessoas. E esse é um  continue lendo »

Artigo 473 da CLT: o que você precisa saber sobre as faltas justificadas

No contexto trabalhista, um dos assuntos que gera muita dúvida é o caso das faltas justificadas — regulamentadas pelo Artigo 473 da CLT. Isso acontece porque nem sempre os gestores  continue lendo »

Descrição de cargos: 10 boas práticas para utilizar na sua empresa

A descrição de cargos é uma maneira de formalizar por escrito as atribuições e responsabilidades de determinado posto na empresa. Variando de acordo com as mudanças da própria organização, esse processo  continue lendo »