Gestão de pessoas e recursos humanos: você conhece as diferenças?

11 de julho de 2019
Kenoby

Uma dificuldade relativamente comum para quem não tem muito contato com o ambiente corporativo é a diferenciação entre gestão de pessoas e recursos humanos.

Para quem não tem muita prática na área, trata-se de uma mesma atividade, com um único objetivo. Porém, como você verá ao longo deste post, gestão de pessoas e recursos humanos têm características próprias, cada uma com suas funções específicas, mas ambas absolutamente essenciais para o sucesso de uma empresa.

Confira, então, quais as especificidades de cada uma destas atividades e veja por que é tão importante que as organizações invistam nelas.

Gestão de pessoas x Recursos Humanos

Para você compreender definitivamente quais as diferenças entre gestão de pessoas e recursos humanos, vamos começar detalhando o que fazem cada uma destas áreas. Confira!

Gestão de pessoas

A gestão de pessoas, por sua vez, está relacionada com o desenvolvimento e com o desempenho dos colaboradores. Trata-se de uma atividade que não precisa (nem deve) ficar restrita a uma área ou departamento específico da empresa. Todas as lideranças exercem essa função junto às equipes que estão sob sua orientação.

Logo, a primeira grande diferença entre a gestão de pessoas e recursos humanos é que a primeira não se encerra em uma área, em um departamento. Nem é uma atribuição exclusiva do RH.

Ao proceder a gestão de pessoas junto à sua equipe, um líder, como o gestor de RH, identificará potencialidades e oportunidades de melhoria no desempenho dos colaboradores. Assim, ele poderá incentivá-los a desenvolver novas competências, além de garantir mais autonomia e responsabilidade.

Trata-se de uma atividade de valorização pessoal. Que permite e auxilia o colaborador a crescer não apenas profissionalmente, mas também no âmbito pessoal. E este desenvolvimento permite melhorias de desempenho.

Gestão de Recursos Humanos

Na gestão de recursos humanos, o foco principal da atuação está no gerenciamento dos colaboradores da empresa. Ele é responsável pela captação das pessoas que atuam na organização. E isso inclui não apenas a contratação, mas também todo o processo de planejamento necessário para o preenchimento de uma determinada posição.

A área de recursos humanos é uma evolução do antigo departamento pessoal das empresas. Criado na década de 1930, esta área sempre foi a responsável por tudo que se relacionava aos colaboradores. Como sua contratação, pagamentos, registros e afastamentos, por exemplo.

O foco do departamento pessoal sempre foi as atividades burocráticas que envolviam a contratação de colaboradores e acreditava-se que sua atuação não gerava maior influência nas estratégias e resultados da empresa.

Isso começou a mudar na década de 1990, quando as organizações se deram conta de que o melhor tratamento de questões como a retenção e a valorização de talentos poderia ser um importante diferencial competitivo. Foi então que a área de recursos humanos se fortaleceu.

Além da identificação das demandas da empresa no que se refere à contratação de pessoas, as tarefas desta nova área passaram a envolver também o estabelecimento de parâmetros e critérios de recrutamento e seleção, elaboração de planos de carreira para os colaboradores e também estratégias de retenção de talentos, entre outras atividades.

A área de recursos humanos ganhou um status superior no organograma da empresa, bem mais relevante do que departamento pessoal, que tinha um papel mais burocrático. O RH é estratégico, sendo essencial para que a organização concretize os seus objetivos.

Alinhamento das áreas

Embora sejam atividades diferentes dentro da empresa, a gestão de pessoas e os recursos humanos devem manter-se alinhados para aperfeiçoar seus resultados e garantir valor à organização.

Enquanto por meio da gestão de pessoas é possível identificar uma fraqueza de um colaborador, por exemplo, a elaboração de uma estratégia para o seu desenvolvimento e melhoria de desempenho será uma função do recursos humanos. Por isso, o alinhamento entre ambos é essencial para se obter um desempenho superior.

Benefícios para a empresa

Como vimos, gestão de pessoas e recursos humanos envolvem atividades diferentes dentro de uma empresa. E cada uma delas pode trazer um resultado específico para a organização. Confira alguns benefícios que se pode esperar de ambos, quando executados adequadamente.

Gestão de pessoas

Novas lideranças

Um dos benefícios de acompanhar o desempenho de um colaborador por meio da gestão de pessoas é a identificação de novas competências e potencialidades. A capacidade de liderança, que pode ir se descortinando no dia a dia, é uma delas.

Crescimento na motivação e engajamento

Saber que está sendo valorizado e que tem o suporte para desenvolver suas habilidades têm um efeito positivo nos colaboradores. Um resultado direto é o crescimento da motivação e do engajamento na busca por melhor desempenho e resultados.

Melhoria no clima organizacional

Um ambiente saudável é essencial para a garantia de um bom desempenho de forma prolongada. A gestão de pessoas pode ser uma ferramenta de integração e de prevenção de conflitos, aumentando a sensação de pertencimento e espírito de equipe.

Recursos humanos

Redução do turnover

O turnover, que é a rotatividade elevada dos funcionários, é um indicador de que algo não vai bem. Isso pode ocorrer por diversos fatores, desde a falta de fit do profissional ou mesmo de adaptação à equipe. O diagnóstico e a correção dessa dificuldade, por meio do aprimoramento dos processos de seleção e recrutamento, são benefícios de um bom trabalho de recursos humanos.

Melhorias de desempenho

Atuando de forma estratégica, o RH pode garantir a formação de equipes com condições de entregar resultados superiores. E isso pode ser alcançado não apenas por meio da eficiência no processo de seleção de novos talentos, mas também no trabalho de aprimoramento e desenvolvimento destes profissionais.

Alinhamento a cultura organizacional

Com um departamento de recursos humanos estratégico, alinhado aos objetivos da empresa, é possível formar equipes totalmente alinhadas à cultura organizacional e às diretrizes do negócio. Dessa forma, garante-se uma atuação mais eficiente e realmente focada em resultados.

Estas são as principais diferenças entre gestão de pessoas e recursos humanos. Como você pode ver, são atividades independentes. Cada uma delas com suas características e objetivos, mas que atuam de forma alinhada para garantir melhores resultados.

E agora que você já conhece melhor estas atividades que tal saber mais sobre dinâmicas de grupo, uma ferramenta muito comum nos setores de RH?

Rating: 5.0/5. From 1 vote.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Kit - Entrevista de Candidatos

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Descubra o que é o departamento pessoal e quais as suas funções
Descubra o que é o departamento pessoal e quais as suas funções

O que é departamento pessoal (DP) é a resposta que todo profissional da área deve ter na ponta da língua. Afinal, as rotinas do setor contemplam atividades de extrema relevância para  continue lendo »

7 funções do departamento pessoal que você precisa conhecer
7 funções do departamento pessoal que você precisa conhecer

O setor de recursos humanos é crucial para o sucesso das organizações. Ele é comumente associado a atividades estratégicas, como a atração de gente talentosa, mas também conta com tarefas mais burocráticas, chamadas  continue lendo »

Capital humano: um guia completo e definitivo para você saber tudo!
Capital humano: um guia completo e definitivo para você saber tudo!

O capital humano é o responsável por conduzir as atividades dentro de uma organização. Sendo suas atividades bem conduzidas, são capazes de levar a empresa à sua máxima eficiência, elevando o  continue lendo »

Psicologia do trabalho e psicologia organizacional: entenda as diferenças
Psicologia do trabalho e psicologia organizacional: entenda as diferenças

Você já deve ter ouvido falar sobre a psicologia do trabalho e a psicologia organizacional, mas sabe o que difere esses dois termos? Pois é, apesar de uma complementar a  continue lendo »

Recursos humanos e liderança: aprenda como unir os dois em 6 dicas!
Recursos humanos e liderança: aprenda como unir os dois em 6 dicas!

Unir recursos humanos e liderança é uma estratégia importante para promover melhores resultados no negócio. O RH pode auxiliar os líderes na maximização de potencialidades e na construção de estratégias  continue lendo »

Descubra o que é o teste comportamental e quais  seus benefícios
Descubra o que é o teste comportamental e quais seus benefícios

Por muito tempo, apenas a competência técnica dos colaboradores importava. Saber apertar um parafuso ou mexer no computador era suficiente à contratação. Mas tudo mudou! Hoje é preciso realizar um teste  continue lendo »