Gestão de recursos humanos no capital humano: saiba como aplicar corretamente

29 de agosto de 2019
Kenoby

A correta gestão de recursos humanos garante que o capital humano da empresa seja bem aproveitado, contribuindo para o sucesso dos negócios. Não por acaso, organizações com boas práticas de RH têm desempenho, em média, 51% superior ao restante do mercado.

Em resumo, o capital humano é o conjunto de pessoas que fazem parte da empresa. São talentos que dão vida aos processos diários, tornam táteis os objetivos e garantem a satisfação dos clientes. Sem capital humano, a empresa seria uma entidade abstrata.

Adiante, vamos explicar a você como aplicar corretamente a gestão de recursos humanos, para isso, separamos algumas dicas. E se você quer saber mais sobre a gestão de recursos humanos no capital humano e seus indicadores, baixe a nossa apresentação mensal de indicadores de RH!

Contrate as pessoas certas para o trabalho

A primeira função — e uma das mais importantes — da gestão de RH é garantir que as pessoas certas façam parte do trabalho. Assim, o capital humano será competitivo. Isso só pode ser alcançado por meio de um processo de seleção bem estruturado.

Muitas empresas focam nas competências técnicas para contratar os profissionais certos, mas deixam de lado os critérios comportamentais. Como resultado, contratam pessoas sem aderência ao ambiente e ao time de trabalho, que logo deixam a empresa.

Além das habilidades técnicas, a boa contratação enxerga aspectos comportamentais dos candidatos à vaga. O objetivo é selecionar indivíduos com crenças, hábitos e valores alinhados à cultura organizacional, o que gera afinidade e maior comprometimento.

Estruture equipes de alta produtividade

Outra tarefa da gestão de recursos humanos é estruturar o capital humano na forma de equipes. São pequenos grupos com missões específicas, como vender ou dar suporte aos clientes finais, garantindo que as tarefas sejam executadas com alta qualidade.

No entanto, o próprio ato de criar equipes é um desafio. O ideal é contar com times pequenos em relação ao volume de trabalho, pois assim eles poderão entregar melhores resultados. Quando há um time grande e poucas tarefas, os talentos ficam ociosos.

Jeff Bezos, CEO da Amazon, usa a “regra das duas pizzas”. Se duas pizzas não forem suficientes para alimentar o time, é sinal de que ele está grande demais. Em resumo, estruture o capital humano em times pequenos e dotados de alto desempenho diário.

Mantenha o capital humano treinado

A discussão sobre capital humano não é só sobre quantidade, mas especialmente sobre qualidade. Não adianta ter um time volumoso e que não sabe exatamente o que deve fazer, pois os resultados serão medíocres. Logo, é preciso oferecer treinamentos.

Dados da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) indicam que os profissionais brasileiros passam por uma média de 21 horas de treinamento ao ano. Esse número ainda pode ser inferior, de acordo com o tamanho da organização.

O mais importante é estar sempre preocupado com o crescimento dos profissionais e das equipes. Para desenhar um bom programa de treinamento e desenvolvimento, comece avaliando quais competências estão atrofiadas e como elas podem ser aprimoradas.

Crie um clima de transparência e bem-estar

Pense na empresa como um segundo lar para os profissionais. Eles vão passar cerca de 8 horas por dia (isto é, um terço do seu dia) no trabalho e precisam se sentir bem. Logo, ações que visem ao bem-estar e à transparência fazem parte da gestão de RH.

Muitas coisas podem ser feitas, como autorizar pequenos intervalos para descanso, estimular a melhor relação entre líderes-liderados e investir em móveis ergonômicos. É preciso pensar na qualidade de vida dos profissionais, depois na produtividade.

Tenha em vista que profissionais satisfeitos trabalham mais e melhor. Estudos recentes indicam que o bem-estar traz mais lucro, bem como aumenta em cerca de 70% a produtividade do time e em 70% a rentabilidade do negócio — ótimos resultados.

Invista na comunicação interna empresarial

Ao nos referirmos ao capital humano, é preciso lembrar que estamos falando de gente, ou melhor, de pessoas com suas falhas e limitações. Quando esses indivíduos encontram um local pouco propício ao diálogo, os casos de erros e conflitos começam a emergir.

Por essa razão, outra grande preocupação da gestão de recursos humanos deve ser a comunicação no local de trabalho. É preciso eliminar os ruídos que atrapalham o que é dito, implementar novos canais de comunicação e conscientizar os líderes de equipe.

Existem muitos canais que podem facilitar o diálogo, por exemplo, murais de recados online, aplicativos especializados e sistemas de ponta. Eles devem ser selecionados de acordo com o perfil do time, o orçamento disponível e a cultura que você deseja construir.

Promova ações de reconhecimento

Selecionar as pessoas certas e integrá-las a times de alta performance é um bom começo, mas não é suficiente. Também é preciso reconhecer o ótimo desempenho dos profissionais e recompensá-los pelos resultados, assim, a motivação será maior.

Um estudo mostra que, quando um superior imediato reconhece seu subordinado, o engajamento aumenta em quase 60%. Em outras palavras, os colaboradores ficam mais comprometidos com o que deve ser feito, responsáveis e motivados no trabalho.

Mas não basta dizer “parabéns” ou “excelente resultado”, uma vez ou outra é preciso recompensar a boa performance. Pode ser com uma bonificação, premiação ou promoção de trabalho, de acordo com o histórico do colaborador e os recursos disponíveis da empresa.

Conte com a tecnologia em seu benefício

A emersão da quarta revolução industrial trouxe consigo uma série de desafios, como a modernização do local de trabalho e a gestão de RH. É preciso repensar a gestão de pessoas, de acordo com as novas “regras do jogo” e as tecnologias disponíveis.

Não é difícil encontrar tecnologias realmente úteis ao RH. Softwares de recrutamento e seleção, sistemas de entrevistas por vídeo e ferramentas de gestão de benefícios e de controle da jornada de trabalho são bons exemplos. Então, aproveite-os na sua empresa.

O fato é que boas tecnologias tornam a gestão de recursos humanos mais ágil, acertada e estratégica. Elas também automatizam algumas tarefas repetitivas, como a triagem de currículos, permitindo que o RH foque no que importa para a gestão do capital humano.

Enfim, essas são algumas das principais dicas para aplicar corretamente a gestão de recursos humanos no capital humano. É preciso contratar as pessoas certas, integrá-las em times, disponibilizar boas ferramentas para o trabalho, reconhecer pelos resultados e contar com tecnologia de ponta. Assim, toda a empresa será beneficiada.

E ai, gostou do nosso artigo? Aproveite para aprender o que é software de gestão do capital humano e quais as suas vantagens. Confira!

No votes yet.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Kit - Entrevista de Candidatos

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Descubra o que é avaliação por competências e entenda o seu funcionamento
Descubra o que é avaliação por competências e entenda o seu funcionamento

Muitos profissionais de RH buscam integrar a avaliação por competências às práticas dos departamentos em que atuam. Afinal, em diversas situações, a simples análise dos resultados não traduz a contribuição  continue lendo »

Coaching: entenda como ele atua na psicologia organizacional
Coaching: entenda como ele atua na psicologia organizacional

O coaching passou a atuar mais recentemente nas empresas como um importante suporte para a psicologia organizacional. A prática apoia o setor de Recursos Humanos principalmente na parte de treinamento ou  continue lendo »

Recursos humanos e recrutamento: descubra 7 melhores práticas
Recursos humanos e recrutamento: descubra 7 melhores práticas

A gestão de recursos humanos é crucial aos negócios, pois permite direcionar pessoas com acerto. Pesquisas mostram que empresas com boas práticas de RH são 51% mais competitivas, em média.  continue lendo »

Décimo terceiro salário: tudo o que você precisa saber!
Décimo terceiro salário: tudo o que você precisa saber!

Todo trabalhador brasileiro devidamente registrado por meio da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) tem o direito de receber a Gratificação Natalina, popularmente conhecida como décimo terceiro salário. Para alguns,  continue lendo »

Descubra o que é o departamento pessoal e quais as suas funções
Descubra o que é o departamento pessoal e quais as suas funções

O que é departamento pessoal (DP) é a resposta que todo profissional da área deve ter na ponta da língua. Afinal, as rotinas do setor contemplam atividades de extrema relevância para  continue lendo »

7 funções do departamento pessoal que você precisa conhecer
7 funções do departamento pessoal que você precisa conhecer

O setor de recursos humanos é crucial para o sucesso das organizações. Ele é comumente associado a atividades estratégicas, como a atração de gente talentosa, mas também conta com tarefas mais burocráticas, chamadas  continue lendo »