Organograma horizontal: o que é, para que serve e como fazer

4 de janeiro de 2019
Kenoby

Flexibilidade na liderança, foco em projetos prioritários e ambiente informal que estimula a motivação e a criatividade. Essas são algumas características que as empresas buscam ao organizar sua hierarquia interna por meio de um organograma horizontal.

Esse modelo de gestão traz muita liberdade aos colaboradores, o que é uma vantagem para diversas organizações. Porém, para outras, é justamente o ponto que causa restrições, já que nem sempre essa liberdade se transforma em mais produtividade.

Neste post, entenda melhor como funciona o organograma horizontal e avalie se ele pode ser uma boa alternativa para a sua empresa. Acompanhe!

Qual é a função de um organograma?

O organograma tem a função de representar a forma como uma empresa ou uma corporação é organizada. Ele mostra as relações hierárquicas internas e permite visualizar os fluxos de trabalho.

Conhecendo o organograma da empresa, um colaborador pode entender qual o seu papel naquela organização, enxergar como se relaciona com as demais áreas e de que forma o seu trabalho contribui para a melhoria da produtividade.

Existem diferentes formas de representar a hierarquia da empresa em um organograma. Do clássico vertical até o incomum radial, cada um deles busca apresentar a estrutura organizacional da empresa a partir de diferentes características.

Antes de continuar a leitura, que tal aproveitar para baixar nossa apresentação mensal de indicadores de RH?

O que é o organograma horizontal?

Uma das principais peculiaridades do organograma horizontal é o fato de ele diluir as relações de comando e hierarquia da organização. Pode-se dizer que ele impede o engessamento dos colaboradores, que não ficam presos a tarefas específicas.

Assim, os profissionais podem desempenhar funções variadas, reportando-se a diferentes gestores. A gestão horizontal propicia um ambiente mais informal, no qual os colaboradores têm mais autonomia. É um modelo aplicado com mais facilidade em empresas de menor porte.

Quais são as vantagens desse modelo?

Confira alguns benefícios que as empresas ganham ao adotar esse modelo de gestão:

Mais motivação

O ambiente informal e a reduzida burocracia nos processos faz com que os colaboradores sintam-se mais motivados e engajados. Esse é um dos grandes benefícios do organograma horizontal que, em geral, resulta em um melhor clima organizacional.

Agilidade na gestão

A hierarquia diferenciada torna a gestão mais ágil e flexível. Não há a necessidade de manter vários gerentes ou coordenadores, o que reflete, inclusive em redução de custos.

Foco em projetos

O caráter mais generalista dos cargos e funções demanda colaboradores com melhor visão sistêmica da empresa. Quando é necessário concentrar esforços em projetos específicos, os resultados, em geral, são superiores.

E as suas desvantagens?

No entanto, nem todas as empresas adaptam-se perfeitamente a esse modelo de organização. Confira suas desvantagens:

Mau uso da autonomia

O ambiente de liberdade nem sempre resulta em melhor desempenho. Alguns colaboradores podem não saber utilizar esse benefício, o que pode gerar o efeito contrário, com perdas de produtividade.

Incerteza de papéis

Alguns profissionais, quando não visualizam uma liderança clara, têm dificuldades de se organizar e de assumir responsabilidades. Assim, projetos podem não decolar simplesmente por falta de alguém que tome a iniciativa.

Dificuldade de gestão

Pode ocorrer especialmente quando a empresa está em crescimento. Colaboradores indecisos quanto ao seu papel podem demandar maior presença de uma liderança.

Como montar um organograma horizontal?

Para elaborar um organograma horizontal é preciso, primeiramente, listar todos os cargos da empresa, organizando-os, em seguida, conforme sua hierarquia. O passo seguinte é posicioná-los em nichos dispostos horizontalmente.

Os níveis mais elevados na hierarquia situam-se à esquerda, enquanto à direita são distribuídos os níveis subsequentes na estrutura.

Uma das diferenças do organograma horizontal em comparação com o vertical é que os cargos hierarquicamente menores ficam lado a lado com as posições superiores e não abaixo. Isso realça a força do grupo na execução das tarefas em detrimento da subordinação.

Você acredita que esse modelo de gestão pode ter sucesso em sua empresa? Como vimos, por suas peculiaridades, o organograma horizontal pode garantir importantes benefícios para uma organização, mas demanda algumas características próprias para obter êxito.

Enquanto avalia essa estratégia organizacional, por que não entra em contato conosco e conhece nossas soluções para recrutamento e seleção de recursos humanos?

Rating: 5.0/5. From 5 votes.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Kit - Entrevista de Candidatos

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Descubra 6 características da gestão por competências
Descubra 6 características da gestão por competências

Gerenciar pessoas na organização é um verdadeiro desafio. Os colaboradores têm suas qualidades e problemas, além de apresentarem conflitos entre si. Desenvolver uma estratégia que ajude a potencializar capacidades e  continue lendo »

Psicologia no RH: saiba como ela atua!
Psicologia no RH: saiba como ela atua!

A psicologia no RH atua principalmente para promover a qualidade de vida das pessoas no trabalho. Essa área de conhecimento é responsável por desenvolver ações estratégicas para organizações de todos  continue lendo »

RH e departamento pessoal: entenda de vez a diferença
RH e departamento pessoal: entenda de vez a diferença

Ainda é muito comum haver nas empresas profissionais, líderes e clientes que não compreendem a diferença entre os setores de RH e Departamento Pessoal. Essa dúvida é muito pertinente, pois  continue lendo »

Entenda 5 mitos da gestão de recursos humanos
Entenda 5 mitos da gestão de recursos humanos

A gestão de recursos humanos conquista um espaço cada vez maior, graças ao reconhecimento da sua importância para o crescimento da empresa. Ela dá aos líderes uma visão mais clara  continue lendo »

Dia do trabalho: História, Recrutamento e Recursos Humanos
Dia do trabalho: História, Recrutamento e Recursos Humanos

No dia 1º de maio é comemorado o dia mundial do trabalho, também conhecido como dia do trabalhador. No Brasil, a data é feriado, assim como diversas outras, como Tiradentes,  continue lendo »

Descubra o que é o departamento pessoal e quais as suas funções
Descubra o que é o departamento pessoal e quais as suas funções

O que é departamento pessoal (DP) é a resposta que todo profissional da área deve ter na ponta da língua. Afinal, as rotinas do setor contemplam atividades de extrema relevância para  continue lendo »