O que é um organograma vertical? Conheça suas vantagens!

4 de janeiro de 2019
Kenoby

De todos os modelos de representação para a organização administrativa de uma empresa, pode-se dizer que o organograma vertical é o mais popular. Por mostrar de forma mais clara a hierarquia da organização, ele é utilizado pela maioria das corporações.

No entanto, isso não significa que o modelo de gestão vertical seja o melhor. Essa definição depende do perfil da empresa e de sua cultura organizacional. Neste post, vamos explicar um pouco melhor como funciona o organograma vertical, quais as suas vantagens e suas desvantagens. Confira:

O que é organograma?

Organograma é uma forma de representação gráfica das posições e hierarquias de uma empresa. Com ele, é possível ver como está estruturada a rede de funcionários e qual a ligação entre um e outro. No caso do organograma vertical, a estrutura é representada de cima para baixo, sendo que em cima ficam os líderes e embaixo as pessoas na base da hierarquia.

O organograma vertical não é a única forma de representar graficamente a estrutura administrativa de uma empresa. Há outras variedades desta ferramenta que podem auxiliar tanto os colaboradores quanto o público externo a entender, de forma clara, como ocorrem as relações hierárquicas na organização.

Com suas variações na forma como apresentam a empresa (especialmente no tipo de informação que se deseja destacar e a própria cultura organizacional) o organograma é bastante eficaz para que cada um conheça o seu papel e a sua importância para o sucesso do negócio.

A ferramenta também é importante para a organização dos fluxos de trabalho e para facilitar a comunicação tanto com os colaboradores quanto com os fornecedores.

Antes de continuar, aproveite para baixar nosso manual para desenvolver a marca empregadora.

E-book: Manual para desenvolver a Marca Empregadora




Quais as vantagens do organograma vertical?

Uma das grandes vantagens do organograma vertical é a clareza com que apresenta a estrutura organizacional da empresa. Qualquer pessoa que visualize o diagrama no mural da empresa automaticamente compreende quem são os principais líderes da organização, quem se reporta diretamente a eles e assim sucessivamente até os níveis mais baixos da hierarquia da empresa.

Esta clareza também traz outros benefícios para a organização. Com responsabilidades melhor definidas, cada colaborador sabe exatamente qual o seu papel. A centralização da gestão agiliza processos, economizando tempo. E, de forma geral, a comunicação interna flui melhor neste modelo de hierarquia.

Quais as desvantagens do organograma vertical?

Por ser uma representação fixa, o organograma vertical não acompanha ambientes corporativos que estão em constante mudança e transformação. Além do mais, ele pode gerar competitividade negativa entre os funcionários e departamentos, o que pode resultar em conflitos e piorar o ambiente de trabalho. Com isso, os líderes podem acabar ocupados com resolução de conflitos dentro da empresa, tirando o foco de suas outras funções.

Como montar um organograma vertical?

Para preparar um organograma vertical, inicialmente é preciso mapear todos os cargos da empresa, da principal liderança até as posições mais operacionais. Em seguida, é preciso organizá-los de acordo com a sua posição hierárquica.

Nos quadros localizados nas linhas mais ao alto, posicionam-se os cargos principais. Nas linhas abaixo, vão ser colocados os cargos que se reportam imediatamente aos de cima, e assim sucessivamente. Os quadros com os cargos são ligados por linhas de comunicação, que configuram a relação de um cargo com outro. Cargos com o mesmo peso hierárquico ficarão posicionados na mesma linha.

Agora que você já sabe para que serve e como é a montagem do organograma vertical que tal preparar um para a sua empresa?

Caso tenha interesse em aprimorar a gestão do recrutamento e seleção em sua empresa, entre em contato conosco e conheça nossas soluções para esta atividade!

Rating: 5.0/5. From 1 vote.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

Kit - Entrevista de Candidatos

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Vantagens do treinamento e desenvolvimento de pessoas para empresas
Vantagens do treinamento e desenvolvimento de pessoas para empresas

Você sabe o quanto é importante investir e quais são as vantagens do treinamento e desenvolvimento, vertente da área de recursos humanos (RH), de pessoas na empresa? Essas ferramentas promovem  continue lendo »

4 programas de treinamento e desenvolvimento para sua empresa
4 programas de treinamento e desenvolvimento para sua empresa

Em um mundo cada vez mais competitivo, a qualificação da sua força de trabalho é um dos mais importantes diferenciais de uma empresa. Dedicar tempo e recurso para programas de  continue lendo »

Tipos de gestão de pessoas: saiba qual o melhor para sua empresa
Tipos de gestão de pessoas: saiba qual o melhor para sua empresa

Conhecer os tipos de gestão de pessoas é essencial para criar um negócio bem-sucedido, assim como para adequar o RH à cultura da empresa. As boas práticas de gestão devem  continue lendo »

O que é gestão de pessoas e como fazer?
O que é gestão de pessoas e como fazer?

Um dos desafios da área de Recursos Humanos é ajudar as empresas a elevarem o desempenho de seus colaboradores, sem que isso signifique aumentar os custos da organização. O setor  continue lendo »

Conceito de capital humano e como o aplicar na sua empresa
Conceito de capital humano e como o aplicar na sua empresa

O conceito de capital humano nas empresas tem passado por grandes transformações, principalmente por conta da entrada da nova geração no mercado de trabalho, e também devido a negócios cada  continue lendo »

Capital humano e liderança: Entenda a relação entre os dois
Capital humano e liderança: Entenda a relação entre os dois

Capital humano e liderança nunca foram tão discutidos na gestão de Recursos Humanos como nos dias atuais. Os gestores já perceberam que precisam investir em pessoas para manterem seus negócios  continue lendo »