Confira o passo a passo para criar o organograma da empresa

23 de junho de 2017
Kenoby

Você provavelmente já deve ter visto a figura de um organograma. Mas você sabe o que ela representa? Trata-se de uma importante ferramenta utilizada nas mais diversas organizações. A partir dele, é possível ter uma visão geral da estrutura de uma empresa e da hierarquia entre os setores.

Neste artigo, você aprenderá o que é essa ferramenta, qual a sua importância para a organização e o passo a passo de como fazer o organograma da sua empresa. Confira!

O que é um organograma?

Basicamente, o organograma representa graficamente a estrutura organizacional de uma empresa. Trata-se de um diagrama que representa as divisões dos setores e dos cargos existentes na organização e a comunicação entre eles. Esse gráfico mostra ainda as divisões hierárquicas da empresa.

O organograma é muito utilizado em grandes empresas, mas também pode ser interessante para as pequenas. É uma ferramenta fundamental para deixar claro quem é quem dentro da organização e formalizar diversos aspectos que envolvem o negócio.


CTA

Existem diversas formas de representar um organograma, que vão desde a tradicional até a forma solar. O mais importante é que ele represente fielmente a organização e as áreas que a compõem.

A importância do organograma para a empresa

O organograma é um importante estágio da profissionalização e organização estrutural da empresa. Com base nele é possível delegar poderes e definir as responsabilidades dos diretores, gerentes e supervisores, que terão outros funcionários sob seu comando.

Implementar um organograma significa respeitar as posições e relações nas quais foram inseridos. Portanto, a partir dele é possível questionar desvios e cobrar resultados dos profissionais.

Além de facilitar uma visão ampla sobre o funcionamento da organização, o organograma também apresenta as inter-relações entre os setores, o que permite uma melhor administração da empresa.

A partir do organograma da empresa também é possível avaliar a demanda de trabalho dos colaboradores. Para isso, um importante indicador é o headcount, que diz respeito à quantidade de trabalhadores da organização.


CTA

Criando o organograma da empresa

Primeiramente, é importante listar todos os cargos existentes, inclusive a equipe de limpeza, segurança administrativo etc. O segundo passo é organizar os cargos de acordo com a hierarquia que a empresa segue.

No modelo tradicional de organograma, cada caixa representará um cargo ou função dentro da empresa. Já as linhas de comunicação indicam a ligação entre um cargo e outro. Por exemplo, o presidente tem ligação com os diretores, que têm ligação com os gerentes e assim por diante. Os cargos em uma mesma linha estão no mesmo nível hierárquico.

Tendo isso em mente, é hora de montar de fato o organograma. Para isso, você pode utilizar um documento do Microsoft Word ou ferramentas como o Trello. Depois de definir o tipo de figura que quer utilizar para representar o organograma, você só precisará inserir as informações coletadas previamente e o organograma da empresa estará pronto!

Vale ressaltar que o organograma é uma ferramenta muito necessária para mostrar aos colaboradores, fornecedores, clientes e visitantes quais são as diretrizes da empresa. Esse recurso será amplamente utilizado pelo setor administrativo e pelo setor de RH, facilitando diversos processos.

Gostou deste artigo? Assine nossa newsletter e fique sempre atualizado com nosso conteúdo!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Férias coletivas: entenda como funciona e a sua regulamentação!

Férias coletivas podem gerar dúvidas nos profissionais de RH, principalmente em relação ao cumprimento das regras previstas na CLT. Além disso, nem sempre, todos os trabalhadores preenchem os requisitos necessários para os  continue lendo »

Você sabe o que é dissídio? Entenda como funciona e como é calculado

Dissídio é uma palavra bastante comum no ambiente empresarial, mas esse termo pode ser motivo de grande dor de cabeça para os gestores de recursos humanos, caso eles não tenham  continue lendo »

Adicional noturno: entenda as principais regras e como calcular

Você sabe quais as principais regras sobre o adicional noturno? Esse pagamento levanta diversas dúvidas no setor de recursos humanos. Afinal, o conhecimento da legislação é fundamental para entender seu  continue lendo »

Aviso prévio: o que você precisa saber sobre o assunto?

As regras de aviso prévio são frequentemente aplicadas no cotidiano do setor de Recursos Humanos. Isso porque, querendo ou não, a demissão de funcionários faz parte da rotina do departamento.  continue lendo »

Pedido de demissão: entenda como funciona o processo

O pedido de demissão é um tema que gera muita confusão, tanto para empregadores quanto para funcionários. Profissionais de RH devem estar atentos a todas as etapas do processo, desde a carta de  continue lendo »

Pró-labore: saiba qual a diferença entre ele e o salário

Pró-labore e salário são termos muitas vezes confundidos, mas que têm significados diferentes no contexto de uma empresa. Um está direcionado aos sócios-administradores do negócio, enquanto o outro está relacionado  continue lendo »