Outplacement: entenda como funciona e os seus benefícios

26 de abril de 2018
Kenoby

Outplacement é um processo que procura ajudar o funcionário demitido a se recolocar mais rapidamente no mercado de trabalho, orientando essa pessoa durante o período.

 

O cuidado no tratamento com os funcionários não se limita apenas ao período em que ele está trabalhando para a empresa. Ter empatia e procurar orientar o profissional mesmo na hora da rescisão é uma atitude que traz um diferencial e ajuda a organização a se destacar, diminuindo até mesmo a probabilidade de processos trabalhistas.

Para essa fase, é indicada a realização do outplacement: ferramenta criada nos Estados Unidos durante a década de 60 que pretende diminuir os aspectos ruins de um desligamento, tornando a passagem por essa fase mais fácil tanto para o funcionário quanto para a companhia.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo este post.

O que é outplacement?

Outplacement é um processo que procura ajudar o funcionário demitido a se recolocar mais rapidamente no mercado de trabalho, orientando essa pessoa durante o período. Durante a sua aplicação, são realizados treinamentos e direcionamentos, como análise de currículo, dicas para melhorar o desempenho, workshops, palestras de capacitação e até a redefinição de metas para a carreira.

Esse método, praticado no Brasil desde os anos 80, tem como objetivo minimizar os impactos negativos da demissão, auxiliando o profissional a encontrar um novo trabalho e também dando suporte emocional ao ex-funcionário.

O processo não deve ser confundido com uma assessoria de recolocação profissional, que foca apenas na recontratação. O trabalho de outplacement valoriza a preocupação com o acolhimento psicológico do colaborador.

Trata-se de uma prática extremamente útil especialmente para pessoas que estão na mesma empresa há anos e perderam o contato com processos seletivos. O outplacement vai ajudar os ex-funcionários a enfrentarem a realidade atual do mercado de trabalho, deixando-os mais preparados para passarem por entrevistas, dinâmicas e exigências dos recrutamentos.

Que benefícios o outplacement proporciona?

O outplacement traz benefícios para o colaborador, mas também favorece a organização, trazendo uma série de vantagens que justificam o valor investido. Destacamos as principais:

Redução dos impactos da demissão

Uma demissão abala emocionalmente as pessoas envolvidas. O profissional começa a temer o futuro e as consequências desse acontecimento. Isso afeta também os funcionários que permanecem na organização, que passam a temer a própria demissão.

A aplicação do outplacement diminui os impactos negativos do processo, preservando o colaborador e afetando menos o engajamento da equipe, mantendo os índices de produtividade.

Humanização do processo de desligamento

A realização do outplacement faz com que o profissional se sinta acolhido e tenha uma boa imagem da empresa. Isso pode facilitar o recrutamento de novos talentos, já que essa pessoa certamente vai valorizar esses pontos positivos ao comentar sobre o seu desligamento com outros profissionais que fazem parte do seu network.

Fortalecimento da imagem da empresa

Incentivar e valorizar os empregados até mesmo na hora da demissão contribui de maneira muito positiva para a imagem institucional da organização, fortalece seu employer branding e faz com que a empresa se destaque não só no mercado de trabalho, mas também consiga vantagens em relação à concorrência.

Organizações com boa reputação em relação ao social e no tratamento com os funcionários são bem-vistas pelos clientes e pelos stakeholders.

Se você quiser saber mais sobre esse tema, faça o download gratuito do Manual para desenvolver a Marca Empregadora.

E-book: Manual para desenvolver a Marca Empregadora


 

Manutenção de um bom relacionamento

A prática do outplacement diminui muito a probabilidade de problemas no relacionamento entre empresa e funcionário após o desligamento. Com esse comportamento, é possível ter o ex-colaborador como defensor da empresa ou até mesmo contar com ele futuramente para trabalhos freelancer ou indicações, abrindo até as portas para uma recontratação se a demissão foi provocada por corte de custos, por exemplo.

Proteção da empresa

Ainda como consequência de um processo de desligamento que preserve o relacionamento e indique valorização do profissional, o outplacement também diminui a probabilidade de um problema comum: o vazamento de informações importantes da empresa após a demissão.

Também reduz a incidência de um processo trabalhista, a não ser que realmente tenham ocorrido irregularidades ou abusos morais por parte de gestores e líderes durante o período em que o funcionário estava empregado.

Como funciona um processo de outplacement?

O trabalho de outplacement funciona com base em 3 etapas, que podem ser definidas como:

1.Planejamento do processo

Antes mesmo da demissão, a empresa já começa a se preparar para o processo. Pode ocorrer a contratação de uma organização ou de especialistas em outplacement.

O perfil do profissional é avaliado durante essa primeira etapa e também como esse desligamento será conduzido, incluindo a duração do processo e os argumentos que serão utilizados no desligamento.

Essa fase é importante para esclarecer o que o motivou a demissão e garantir que esse anúncio será feito da forma mais branda e amistosa possível.

2. Anúncio da demissão

Esse é o momento em que o gestor se reúne com o colaborador e anuncia formalmente o desligamento, informando os motivos e também sobre o outplacement em detalhes — data de início, como esse processo será realizado etc.

Durante essa reunião é feita a assinatura da rescisão de contrato empregatício e também são esclarecidas as informações sobre os valores que o colaborador tem direito a receber, como o FGTS e férias proporcionais, entre outros.

3. Realizar a orientação profissional

Nessa etapa o outplacement é realmente realizado. Ocorre a avaliação e aprimoramento do currículo, a avaliação do network, a realização de testes comportamentais para ajudar a entender o perfil do profissional e quais pontos podem ser melhorados, além de todo o apoio psicológico.

Muitas empresas utilizam técnicas de coaching durante esse redirecionamento, levando a pessoa a um período de reflexão e autoconhecimento e com base nisso, definindo novas metas que estejam alinhadas ao seu propósito interior.

Alguns profissionais podem perceber mudanças nas expectativas e desistir de buscar por uma recolocação em outra empresa, optando por empreender. Em outros casos, pode haver uma guinada na carreira ou até mesmo a decisão de buscar especializações ou recursos que valorizem ainda mais seu passe.

Sabendo o que é outplacement e como ele pode ajudar a sua empresa, fica mais fácil propor essa prática e estender a atuação do RH. Mais do que uma ferramenta para ajudar um funcionário que colaborou para o crescimento da organização, trata-se de uma estratégia que trabalha a imagem corporativa no mercado.

Para receber mais conteúdos sobre gestão de pessoas e recrutamento, assine a nossa newsletter e mantenha-se sempre atualizado!

 

No votes yet.
Please wait...

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Pesquisa de clima organizacional: entenda sua importância

Com o objetivo de coletar diversos tipos de informações relevantes sobre a perspectiva dos colaboradores em relação a muitos fatores da empresa para o desenvolvimento de um ambiente agradável, a  continue lendo »

Employer branding: como aplicar esse conceito?

O employer branding é uma estratégia cada vez mais usada, especialmente por grandes companhias do mercado. Por meio dela, é possível atrair pessoas realmente talentosas para compor o quadro de  continue lendo »

Entenda o que é uma marca empregadora

O processo de promoção da imagem de uma empresa, em que a organização é tida como referência quando o assunto é um bom lugar para se trabalhar, é conhecido como  continue lendo »

Entrevistas presenciais: como melhorar a experiência do candidato?

As entrevistas presenciais são ferramentas valiosas para analisar o perfil dos candidatos e decidir se suas características se adequam tanto ao job description quanto ao perfil da equipe. No entanto,  continue lendo »

Como você prepara os seus candidatos para os processos seletivos?

Os processos seletivos de uma empresa são tarefas desafiadoras, não é mesmo? Além de haver um grande número de atividades e etapas a serem cumpridas, é importante que a corporação  continue lendo »

Por que sua empresa deve abrir vagas de estágio para idosos?

Em um passado recente, teríamos grande dificuldade para encontrar candidatos caso anunciássemos uma vaga de estágio para idosos, concorda? E isso aconteceria devido ao fato de esse perfil ser bastante  continue lendo »