7 Cuidados para potencializar a sua gestão de pessoas

28 de setembro de 2017
Kenoby

A correta gestão de pessoas é uma atividade-chave para o crescimento de um negócio no mercado. Isso porque uma boa administração garante funcionários mais alinhados, produtivos e comprometidos com os resultados desejados.

Entretanto, é preciso ter alguns cuidados em mente. Atitudes que, muitas vezes, são deixadas em segundo plano podem fazer toda a diferença para uma gestão bem-sucedida. É preciso saber como implementar boas tecnologias, monitorar os resultados obtidos e desenvolver continuamente novas competências na equipe.

Pensando em tudo isso, criamos um guia especialmente para você. Hoje, vamos mostrar 7 cuidados para potencializar a sua gestão de pessoas de forma clara e eficaz. Continue lendo e fique por dentro do assunto!

1. Busque contratar profissionais talentosos

Um colaborador talentoso é aquele acima da média, que entrega mais resultados do que outros que atuam na mesma função. É importante saber como atrair e adquirir candidatos desse nível, pois farão toda a diferença para o alcance das metas organizacionais.

Para tanto, é necessário estruturar um processo seletivo de qualidade. Nesse quesito, atualmente muitas companhias investem na construção de uma marca empregadora, uma espécie de aliança entre o RH e o setor de marketing. O objetivo dessa estratégia é muito simples: tornar todo o negócio um grande ímã de profissionais acima do padrão.

Além disso, é crucial se certificar de que o novo contratado vai ter aderência à empresa e equipe de trabalho. Caso contrário, só servirá para “engordar” o índice de turnover. Para tanto, uma ótima dica é avaliar se ele possui valores parecidos com os da organização.

2. Atue com base em indicadores-chave de desempenho

Toda empresa é um organismo burocrático, que possui uma visão sistêmica e age com base em informações reais, não apenas com o “coração”. No melhor dos sentidos, a gestão de pessoas também precisa ser assim, atuar de forma sistêmica, baseada em informações.

Para isso, é cada vez mais comum a utilização de indicadores-chave de desempenho (também conhecidos como KPIs). Grosso modo, esses indicadores são ferramentas de medição buscando avaliar o nível de resultados que determinada ação tem gerado à empresa. No ponto de vista geral em uma empresa o KPI costuma estar associado ao financeirovendas, ou até mesmo o estoque.

Já entre os principais indicadores para o RH, os que mais se destacam são aqueles ligados ao recrutamento e seleção, evasão de funcionários e absenteísmo. Com bons KPIs, é possível que o profissional de RH tome decisões mais sóbrias, ágeis e assertivas.

3. Recompense pelos resultados conquistados

É comum que uma empresa realize sua gestão por resultados definindo objetivos desafiadores e instigando seus funcionários a conquistá-los. Porém, também é necessário que se estabeleçam boas recompensas. Assim,dá para multiplicar a motivação (e a satisfação) da equipe com mais facilidade.

Outro grande benefício de gratificação é a construção de um senso de meritocracia, que pulsa dentro dos funcionários afirmando que eles serão premiados pelos seus resultados. No final, cada profissional desejará dar o seu melhor nas tarefas diárias.

Existem diversas recompensas que podem ser dadas, como viagens, comissões ou premiações em bens. Para acertar, é preciso defini-la com base na complexidade da tarefa, valor percebido pelos funcionários e orçamento disponível na empresa.

4. Otimize a comunicação dentro da empresa

Por muitos anos, a comunicação empresarial foi focada no público externo, os clientes finais da companhia. Atualmente, ela também visa aos colaboradores, objetivando mantê-los informados e mitigar o número de erros internos.

Peter Drucker, pai da Administração moderna, afirmou que mais de 60% dos problemas de uma empresa acontecem pela falta de comunicação. Por isso, invista no diálogo interno, garantindo que a equipe entenda o que deve ser feito, como e por quem.

Para que se tenha uma boa comunicação, além de muito planejamento e implementação de novos canais (murais de recado e intranet, por exemplo), é preciso que haja o comprometimento da liderança. Os líderes devem ouvir seus subordinados e dar feedbacks.

5. Desenvolva continuamente o time de trabalho

Para fazer com que o time evolua, é importante acreditar na gestão por competências, garantindo que cada profissional possua os conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias para desempenhar suas tarefas com maestria. Com isso, diversos benefícios poderão ser vistos.

Um profissional competente atende melhor os clientes e garante a fidelização. Além disso, realiza os processos diários com mais rapidez, qualidade e segurança. É uma força para a empresa, otimizando sua competitividade.

O treinamento ideal deve iniciar com uma análise da equipe, buscando entender a necessidade que precisa ser suprida. Depois, é o momento de definir o modal de capacitação (treinamento presencial, a distância, colaborativo, gamificação).

6. Utilize a tecnologia a favor do RH

Existem muitas ferramentas que podem otimizar os resultados de um negócio, e muitas delas estão voltadas especificamente para a gestão de pessoas. Ao utilizar a tecnologia, é possível automatizar parte dos processos, economizar tempo e focar no que é realmente útil.

Dentre as principais ferramentas para o RH, destacam-se os softwares para controle do ponto e jornada de trabalho, sistema para recrutamento e seleção, aplicativos mobile para comunicação interna e outros capazes de desdobrar metas de trabalho.

A escolha da ferramenta ideal varia de acordo com cada empresa. Se a companhia já possui um sistema de gestão empresarial abrangente e quer otimizar especificamente a gestão de pessoas, inicie contratando um software de recrutamento e seleção.

7. Garanta a retenção dos colaboradores

A elevada evasão dos colaboradores afeta a companhia de diversas formas, gerando perdas financeiras e deterioração do clima de trabalho. Por isso, é importante implementar estratégias para a retenção de talentos, mantendo-os por muitas anos na empresa.

Diferentemente do que muitos acreditam, o salário não é o fator mais importante para “segurar” os profissionais no longo prazo. Ainda mais essencial é oferecer oportunidades de crescimento, qualidade de vida e um modelo de liderança inspiradora (lembre-se: as pessoas pedem demissão dos seus chefes, não da empresa em si).

Esses são os principais cuidados que você deve tomar. Ao se atentar às dicas e implementá-las na empresa, será possível alcançar resultados exponenciais. No final, além de profissionais mais felizes e motivados, terá um empreendimento mais próspero e sólido.

Gostou do nosso conteúdo? Está pronto para melhorar sua gestão de pessoas? Agora, aproveite para nos seguir no Facebook ou no LinkedIn e ficar sempre por dentro das novidades!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Teste palográfico: entenda o que é e por que utilizá-lo

Para uma boa contratação de funcionários, é importante avaliar não apenas as competências técnicas, mas também as características individuais e de personalidade para entender se o profissional é realmente o  continue lendo »

Como reduzir o turnover precoce nas empresas?

Reduzir turnover é uma preocupação que muitas empresas compartilham, principalmente as que estão começando sua caminhada. Isso porque a alta taxa de rotatividade dos colaboradores pode ser um obstáculo maior  continue lendo »

Treinamento e desenvolvimento: Tire suas dúvidas sobre esse tema

O treinamento e desenvolvimento é uma das atividades mais importantes nos processos de recrutamento de profissionais nas empresas. Essa etapa é considerada fundamental para garantir o aprimoramento dos profissionais, bem como  continue lendo »

Rescisão de contrato de trabalho: como funciona?

A rescisão de contrato de trabalho com um colaborador é um processo delicado, que envolve várias regulações e deve ser feito com muito cuidado, para que não ocorram problemas como  continue lendo »

O que é acidente de trabalho e quais os direitos de quem sofre?

Muito se fala sobre acidente de trabalho, porém, nem todas informações divulgadas são confiáveis. De acordo com o artigo 19 da Lei no 8213/91, “acidente de trabalho é o que ocorre  continue lendo »

Inteligência Artificial no Recrutamento e Seleção: Como esse assunto será abordado no 2º Kenoby Talks?

Sempre muito presentes nas tramas de ficção científica, a Inteligência Artificial passa a garantir cada vez mais o seu espaço nas discussões e, até mesmo, na vivência de grande parte  continue lendo »