Recrutamento misto: quais as suas vantagens e como aplicá-lo?

30 de julho de 2018
Kenoby

Abrir uma vaga de emprego é também disponibilizar uma oportunidade para a captação de um profissional talentoso. Porém, para que isso se torne real, é preciso entender quais são as melhores maneiras de recrutar candidatos, seja interna ou externamente, ou ainda por recrutamento misto.

Se você não sabe qual é a melhor opção ou a qual delas recorrer na sua empresa, confira este post até o final. Nele você encontrará informações importantes sobre os tipos de recrutamento: interno, externo, online e misto.

Ainda, poderá conferir as vantagens da combinação desses tipos (o recrutamento misto) e como executá-lo. Vamos lá?

Tipos de recrutamento

Interno

O recrutamento interno é uma busca aos talentos que já compõem as equipes de trabalho da empresa. Dessa forma, possibilita-se o crescimento do colaborador. Por meio desse tipo de recrutamento, é possível trocar uma pessoa de setor, proporcionando a ela novos desafios e conhecimentos.

As vantagens desse modelo de recrutamento são bastante perceptíveis. Além de ser muito mais econômico, conta com o benefício de o profissional realocado já conhecer a empresa, suas normas e a cultura organizacional.

Dessa forma, a adaptação do funcionário fica à cargo apenas da nova função e não do ambiente de trabalho como um todo. Também por essa razão, é preciso se manter atento a alguns detalhes referentes ao recrutamento interno.

Não é raro que as equipes de trabalho enfrentem um clima de competição quando uma vaga é aberta. Isso porque só um profissional será selecionado, causando a frustração dos demais. Por isso, é muito importante manter uma comunicação aberta, prezar pela clareza nos processos e gerar feedbacks para todos os envolvidos.

Veja o vídeo abaixo que explica como pode ser feito o Recrutamento Interno:

Externo

Já o recrutamento externo é o oposto ao interno. Ele acontece fora da empresa, como costumamos ver em anúncios espalhados pela cidade ou em sites de recrutamento e seleção. Apesar de ser um tipo de recrutamento mais lento, ele também pode gerar benefícios para a empresa.

A principal contribuição do recrutamento externo é a possibilidade de renovar os ares na equipe. Isso significa levar para dentro da empresa uma pessoa com ideias novas, sem vícios de convívio ou atuação. Isso pode ajudar a abrir a visão da companhia.

Por se tratar de um processo que atrai profissionais desconhecidos, ele demanda mais tempo de execução. Dessa forma, se torna mais custoso e um pouco mais arriscado, já que depende da confiança que se estabelece entre entrevistador e candidato.

Para te ajudar na etapa das entrevistas, faça o download gratuito do Kit de Entrevistas de Candidatos.

 

O ideal é aplicar testes e dinâmicas que permitam conhecer os perfis profissionais de forma mais aprofundada. Outro ponto importante é optar por alguém possa realmente agregar na equipe, para não soar como uma forma de colocar panos quentes no dia a dia de trabalho, principalmente se tratando de cargos de liderança.

Online

O recrutamento online é uma das formas mais baratas e econômicas de encontrar o candidato ideal. Os motivos são simples: ele automatiza o processo e conta com softwares com uma vasta base de dados.

Além dos sites voltados para essa finalidade, como o LinkedIn, por exemplo, existem diversas outras opções. Até mesmo o Facebook tem sido utilizado com a finalidade de divulgar vagas e encontrar profissionais.

Também existem as empresas especializadas em recrutamento e seleção, que dispõem de uma boa base de dados para encontrar os candidatos certos. Dessa forma, fica mais simples filtrar os perfis de acordo com a descrição da vaga.

O importante nesse tipo de recrutamento é se manter atento às informações fornecidas pelo profissional em seu cadastro. Afinal de contas, são elas que permitirão chegar à pessoa.

Misto

O processo de recrutamento misto consegue ser um dos mais efetivos, pois combina o recrutamento interno e externo, tornando as possibilidades mais vastas. Ele é bem visto por não excluir nenhum candidato no processo seletivo, ou seja, abre oportunidade para novas ideias e também dá uma chance aos que já trabalham na empresa.

Sua execução pode ocorrer de forma equilibrada, em que candidatos internos e externos disputam as mesmas vagas. Outra possibilidade é definir cotas, direcionando as vagas parte para os funcionários e parte para o público externo.

Vantagens do recrutamento misto

Como já foi citado, o recrutamento é tido como um dos mais efetivos. Essa vantagem é percebida não só pela empresa, mas também pelos candidatos, que podem disputar uma oportunidade desejada. Mas não para por aí. Continue conosco e entenda algumas outras vantagens:

Desenvolvimento profissional

Os profissionais que buscam essa oportunidade, especialmente os que já estão dentro da empresa, têm a chance de crescer e se desenvolver internamente. Isso contribui para a motivação individual e também para os resultados da empresa, que contará com um funcionário dedicado e com vontade de avançar ainda mais.

Proatividade

Se a zona de conforto é algo capaz de paralisar as equipes, um recrutamento misto é a chave para quebrar essa barreira. Independentemente de ser um profissional interno ou externo, ele vai tentar dar o melhor de si e provar que merece a oportunidade recebida. Assim, a empresa cresce junto com o desenvolvimento da carreira do colaborador.

Qualidade da equipe

Outra vantagem importante é o nível de capacitação dos profissionais que você levará para a nova vaga. Não importa se o candidato for interno ou externo, ele estará preparado para a execução das atividades. Isso significa ainda mais sucesso nos resultados da empresa.

Economia

Se considerados os fatores de tempo e disponibilidade de recursos (candidatos), o recrutamento misto tem o melhor custo-benefício. Isso porque é muito mais ágil e com um poder de alcance significativamente maior.

Execução do recrutamento misto

Entre as formas de estruturar o recrutamento misto estão as seguintes:

1. Recrutamento externo e depois interno

É possível disponibilizar primeiramente as vagas para o público externo. Depois de avaliar os currículos e perfis, caso nenhum profissional se encaixe nos requisitos, basta liberar o anúncio para os colaboradores.

2. Recrutamento interno e depois externo

A segunda opção é procurar um profissional que já faça parte da equipe. A partir daí, se nenhum deles for qualificado o suficiente, o recrutamento passa a ser aberto para candidatos externos.

3. Processo concomitante

A última opção é a mais ágil delas. Trata-se do recrutamento sendo realizado interna e externamente ao mesmo tempo. Assim, os candidatos poderão concorrer de forma equiparada e disputar uma vaga para a qual devam ser qualificados.

Agora que você já sabe tudo sobre o recrutamento misto, é hora de conhecer uma abordagem mais agressiva, capaz de trazer resultados ainda melhores. Acompanhe o nosso post Hunting: Tire todas as suas dúvidas sobre esse tema.

Rating: 4.1/5. From 7 votes.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Kit - Entrevista de Candidatos

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Recrutamento e seleção de pessoas: TUDO o que você precisa saber
Recrutamento e seleção de pessoas: TUDO o que você precisa saber

O recrutamento e seleção de pessoas é uma área da companhia que possui toda a responsabilidade na hora de atrair, selecionar, triar e contratar novos colaboradores para uma companhia. Identificar  continue lendo »

Departamento pessoal online: saiba mais sobre esse tema
Departamento pessoal online: saiba mais sobre esse tema

Um estudo recente realizado pela consultoria Deloitte aponta que 56% dos líderes de RH estão adaptando os processos para a integração com ferramentas digitais. Essa informação é uma grande evidência do crescimento  continue lendo »

5 passos para mapear a cultura organizacional de uma empresa
5 passos para mapear a cultura organizacional de uma empresa

A cultura organizacional de uma empresa é um conjunto composto pela missão, visão e valores, bem como as normas e os comportamentos adotados por ela e que devem ser reproduzidos pelos seus  continue lendo »

Dia do orgulho LGBTQ+: descubra a importância da diversidade e da inclusão no seu time
Dia do orgulho LGBTQ+: descubra a importância da diversidade e da inclusão no seu time

LGBTQ+ é a sigla para a classe de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e queer. O movimento tem três princípios fundamentais: as pessoas devem se orgulhar da sua orientação sexual e  continue lendo »

Dinâmicas de grupo: sabia tudo sobre a sua importância!
Dinâmicas de grupo: sabia tudo sobre a sua importância!

As dinâmicas de grupo são uma etapa do processo seletivo que procura avaliar as habilidades do candidato, por meio de jogos e atividades que simulem a rotina da função que  continue lendo »

Entrevista semiestruturada: entenda o que é e as suas vantagens
Entrevista semiestruturada: entenda o que é e as suas vantagens

A entrevista semiestruturada ainda traz muitas dúvidas para os recrutadores, pois se aproxima bastante de uma conversa, com foco em determinados assuntos. Apesar de não seguir um roteiro engessado, ela  continue lendo »