Roteiro de entrevista: Confira o passo a passo para montar um de sucesso

8 de dezembro de 2017
Kenoby

Roteiro de entrevista é um guia estruturado de perguntas pré-definidas que os recrutadores utilizam para realizar as entrevistas de candidatos. Ao utilizar essa ferramenta, o profissional otimiza muito o seu tempo, além de conseguir resultados comparáveis, o que facilita na escolha do candidato finalista.

Um roteiro de entrevista de emprego bem estruturado é fundamental para contratações de sucesso. Por meio de perguntas estratégicas, você tem condições de analisar características e habilidades pessoais, avaliar diferentes perfis profissionais e definir qual candidato é o mais adequado para assumir o cargo na sua empresa.

Para que o processo da entrevista seja bem-sucedido, é fundamental ter clareza sobre as necessidades da empresa, bem como ter conhecimento das especificidades do setor solicitante, para, então, definir o perfil do candidato. Assim, você terá as informações necessárias para a condução da entrevista.

A entrevista por competências é a melhor forma de realizar essa análise de maneira satisfatória. Por competência, devemos entender o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA) que, quando praticadas de forma satisfatória, demonstram um desempenho superior através de comportamentos específicos.

Inclusive, para te auxiliar na avaliação dos candidatos, você pode baixar gratuitamente o nosso kit de entrevistas. Trata-se de uma planilha para cálculo da aderência dos candidatos e um checklist pré-entrevista.

O que é um roteiro de entrevista?

Um roteiro de entrevista se assemelha a uma pauta, já que, no final das informações apuradas com o setor solicitante, você terá condições de pautar toda a entrevista. Afinal, estamos falando de um processo que pode demorar dias, por isso é necessário cuidado.

Seguir um roteiro de entrevista é uma forma de elaborar as informações que devem ser levantadas e respondidas tanto pelo candidato como pelo entrevistador.

O roteiro de entrevista é um elemento relevante para o bom andamento das suas atividades enquanto recrutador. Portanto, ajudará a criar um momento único, tornando o processo coerente e facilitando o atingimento dos objetivos pelos envolvidos.

Passo a passo para realizar uma entrevista

O que deve ser informado, quais questões devem ser levantadas e, até mesmo, a roupa que se deve usar são perguntas que afligem tanto o lado do candidato como o do entrevistador.

O momento da entrevista de emprego é a oportunidade de o entrevistado contar suas experiências, um pouco mais sobre a sua personalidade e como ele pode somar ao desenvolvimento da organização em que deseja trabalhar. Também é uma maneira da instituição procurar o candidato ideal para ela.

A seleção por competências é um modelo diferenciado cada vez mais utilizado pelas organizações, pois ao mesmo tempo em que é focado no perfil, é mais objetivo e é realizado por uma ordem de amplo valor agregado para as companhias.

Podemos estruturar, em 6 passos, o planejamento de uma entrevista. Veja a seguir!

1. Dê atenção à apresentação da empresa

Primeiramente, é interessante que você apresente a empresa e explique o que a organização espera do candidato para a vaga em questão.

É importante também que o candidato se sinta à vontade, e que você se mostre acolhedor nesse momento. Isso facilitará o bom andamento da entrevista.

Para o candidato, uma boa apresentação da empresa é importante, por isso, seja educado e tenha energia ao falar, focando sempre no roteiro da entrevista e nas questões levantadas. É fundamental que, nesse primeiro momento, você transmita ao candidato os valores e exigências da empresa.

2. Faça as perguntas certas para a entrevista de seleção

Com as especificações de perfil desejadas pela organização, faça as perguntas ao candidato, para ter certeza de que ele se enquadra nas exigências do cargo, assim como na cultura da empresa e, mais importante, na cultura da área.

• Para saber a maneira correta de avaliar o fit cultural dos candidatos, acesse o post: Fit cultural: Descubra um dos maiores erros dos recrutadores

Com a ajuda do currículo, verifique as informações declaradas e converse com o candidato para permitir que ele argumente melhor alguns pontos. Assim, você pode apurar a veracidade das informações e tirar algumas dúvidas que possam aparecer.

É importante indagar sobre detalhes das experiências, cursos de formação e responsabilidades de cargos e projetos anteriores. Evite fazer perguntas de cunho íntimo, como orientação sexual, que podem abrir precedente para questões futuras.

3. Ofereça espaço para o candidato

Essa é a hora de o candidato poder falar de si e também explanar sobre questões que não foram levantadas por você. Deixe-o à vontade, mas caso surja alguma dúvida, indague de forma sutil.

A entrevista por competência deve incentivar o candidato a descrever suas atitudes passadas e as circunstâncias que geraram esse tipo de comportamento – tornando-o mensurável e passível de observação.

Por exemplo, se o candidato disser “sou muito eficiente”, é valido você perguntar: “o que seria ‘eficiente’?”.

Isso deixa claro que é necessário que o candidato argumente melhor sobre essa qualidade, com exemplos de experiências vividas ou mesmo habilidades interpessoais.

4. Questione pontos positivos e negativos

Nessa etapa, já é possível você ter uma noção mais estratégica do tipo de candidato que está entrevistando. Pelo comportamento apresentado no decorrer da entrevista, é possível ver se aquele ponto positivo é verídico e perceber qual é o ponto negativo.

Assim, é mais uma oportunidade para reforçar a capacidade de autoavaliação do candidato, mesmo que você já saiba a resposta.

5. Indague sobre saídas de empregos anteriores

Esse é o momento de avaliar a ética do candidato na sua conduta profissional. Nem todos os desligamentos de emprego acontecem de maneira amigável, mas o que define o tipo de profissional desejado, é como ele conduz a resposta.

Ele pode conseguir uma saída elegante para explicar a situação ou culpar a antiga empresa ou o chefe, que nunca deram oportunidade para ele, por exemplo.

6. Ofereça detalhes do cargo

Aqui surgem informações mais específicas do cargo, como atribuições, tarefas, valores e benefícios. É também uma abertura para o entrevistado dizer se aquela proposta o interessa.

É importante ser sincero quanto ao cargo. Abra o salário, as reais oportunidades de crescimento e o horário de trabalho.

Não exalte metas e valores que não serão atingidos. Isso cria uma expectativa no candidato que não será atendida. Além disso, faz com que a empresa efetive uma pessoa que logo vai se desiludir com o cargo. É ruim para todos!

Modelo de entrevista de emprego

Separamos, para você, 9 perguntas que não podem faltar em uma entrevista por competências. É importante que você as faça nos momentos mais adequados, seguindo o fluxo da entrevista. Confira!

  1. Qual o motivo que o levou a escolher essa profissão?
  2. Como você avalia a sua trajetória profissional até o momento?
  3. Quais são as suas principais limitações profissionais que você considera que têm de ser melhoradas?
  4. Qual foi a situação, relacionada à sua profissão, mais difícil de resolver e como você conseguiu?
  5. Quais são as suas metas profissionais em longo prazo?
  6. O que mais o irrita no ambiente de trabalho?
  7. Em seu último trabalho, o que você realizou de mais importante?
  8. Qual foi a meta que você não conseguiu atingir em seu último emprego?
  9. O que o motiva a trabalhar conosco?

Com esse roteiro de entrevista, é possível que você já tenha uma ideia do candidato mais adequado para o cargo. Finalize informando, com clareza, o dia do retorno dessa etapa. Caso não tenha um dia certo, dê ao menos uma média.

Para avaliar uma competência específica, como Foco no resultado, por exemplo, peça que o candidato mencione, por exemplo, uma situação que precisou canalizar energia da equipe com o objetivo de atingir as metas estratégicas.

Ou então, solicite que o candidato fale sobre a entrega de uma tarefa cujo prazo ele não conseguiu cumprir e como ele reagiu a esse episódio; ou ainda, peça que relate uma ocasião em que, embora tenha enxergado oportunidades de negócios importantes para a organização, não tenha obtido sucesso no alcance de resultados.

Caso o candidato não apresente os requisitos necessários para o cargo, deixe isso claro no seu feedback, mas de forma gentil. Ninguém precisa ser humilhado ou magoado. Se ele insistir num retorno mais consistente, diga apenas que outros candidatos apresentaram habilidades mais alinhadas à expectativa da empresa para o momento e, por esse motivo, ele não foi escolhido.

Gostou deste artigo sobre o passo a passo para um roteiro de entrevista? Compartilhe-o nas redes sociais e espalhe essas dicas entre os seus amigos!

Rating: 4.6/5. From 14 votes.
Please wait...

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

Gestor de RH: 6 dicas para engajar o seu time

Todo profissional almeja ter uma carreira de sucesso. Entretanto, a sua ascensão é desafiadora, pois o cargo pretendido requer sempre um nível superior de conhecimento. Em determinado momento da carreira  continue lendo »

Como avaliar os processos seletivos com o Net Promoter Score (NPS)?

Avaliar os processos seletivos das empresas é muito importante, pois torna possível promover melhorias contínuas, engajar e contratar mais talentos. Para auxiliar nessa tarefa, uma boa ferramenta de trabalho é o  continue lendo »

Inteligência Artificial no recrutamento e seleção: Como aplicar?

As condições sociais, culturais, econômicas e organizacionais são aspectos fundamentais na prática de recursos humanos. Com a globalização e o aumento do acesso à internet, surgiram práticas de gestão que  continue lendo »

Recrutador: 4 dicas para impulsionar sua carreira

O mundo nunca passou por um período de tanta facilidade de acesso às informações como nos dias de hoje. Enquanto o rádio demorou 38 anos para atingir uma audiência de  continue lendo »

Como a avaliação por competências pode auxiliar no processo de R&S?

A avaliação por competências se tornou mais uma ferramenta estratégica do RH. Isso porque as lideranças das empresas já perceberam que, para conquistar resultados diferenciados, precisam estar atentas às pessoas.  continue lendo »

Recrutamento preditivo: como ele pode fazer a diferença?

Na corrida pela contratação dos melhores talentos disponíveis no mercado de trabalho, as empresas investem cada vez mais em novas estratégias capazes de identificar e atrair os candidatos adequados. Uma  continue lendo »