Trabalho Voluntário: Entenda a sua importância para as organizações

2 de janeiro de 2018
Kenoby

A gestão responsável deixou de ser um diferencial para as organizações de todos os segmentos para se tornar uma obrigação. Hoje, as empresas investem grandes somas de valores com treinamentos de motivação, liderança e trabalho em equipe, sendo possível alcançar todas essas competências com o incentivo do trabalho voluntário.

Afinal, os projetos envolvendo trabalho voluntário são capazes de desenvolver essas e outras competências almejadas pelas organizações, com vivências práticas, como acontece nos treinamentos.

Além disso, esse tipo de serviço também favorece a conquista de ganhos para a empresa como uma marca empregadora. Quer saber mais sobre a importância do trabalho voluntário nas organizações? Então, continue a leitura!

Por que o trabalho voluntário é importante para as organizações?

Muitas empresas também realizam grandes investimentos em ações de comunicação e marketing, contudo, ignoram o fato de que há outras formas que geram exposição de suas marcas na mídia, fortalecendo os empreendimentos junto aos seus públicos de relacionamento e na comunidade em que atuam. É o caso do trabalho voluntário e também de projetos sociais.

Hoje, temos muitas ações que podem projetar a empresa como uma instituição socialmente responsável.  Assim, o que antigamente era uma alternativa tem se tornado essencial para desenvolver e fortalecer a marca e as pessoas que fazem parte dela, independentemente do setor de atuação ou porte da empresa.

Com a chegada dos jovens das chamadas gerações Y e Z no mercado de trabalho — jovens com grande necessidade de se sentirem mais motivados e comprometidos —, engajá-los em projetos sociais faz com que eles despertem para outras competências, promovendo a realização e a satisfação individual de cada colaborador.

É evidente que realizar e apoiar o trabalho voluntário por meio de projetos sociais não anula a necessidade de ações de comunicação e marketing. O que acontece é que, com o advento da mídia espontânea gerada pelo trabalho voluntário, é possível dosar os esforços e trabalhá-los como ações que se complementam.

Isso traz reconhecimento para marca, pode ser um diferencial de mercado e tem como benefício a atração de profissionais que buscam o engajamento em uma causa coletiva, contribuindo para incentivar os propósitos dos colaboradores dentro das organizações.

Para aprender mais sobre Marca Empregadora, baixe gratuitamente o e-book que separamos para você.

Qual a relação entre trabalho voluntário e marca empregadora?

Ao apoiar causas sociais, as empresas constroem uma imagem positiva diante do mercado e de seus públicos de interesse. Isso inclui a atração de novos talentos, contribuindo para que as organizações que praticam o trabalho voluntário sejam almejadas e avaliadas pelos seus públicos de relacionamento como marcas empregadoras.

Além disso, essas organizações ainda desenvolvem profissional e pessoalmente os colaboradores voluntários, já que, ao participarem de programas de voluntariado, são descobertas novas potencialidades, o que favorece o aumento de círculos de amizades.

Esse relacionamento culmina na ampliação de uma visão de mundo mais abrangente. O trabalho voluntário também promove a participação da construção de uma sociedade mais igualitária.

Quais os benefícios do trabalho voluntário para os funcionários e organização?

Com o trabalho voluntário, os funcionários passam a desenvolver novas habilidades, como trabalhar melhor em equipe, tomar iniciativas de liderança e autoconfiança, assim como também passam a propor novas soluções para os desafios diários.

O lado emocional também é trabalhado, e os profissionais passam a ter mais autoconfiança, começam a adotar uma postura de solidariedade com os colegas, sentem-se incentivados em mostrar talentos que estavam reprimidos, desenvolvem a capacidade de aprender, entre várias outras vantagens.

Devido a esses benefícios, quando abrem uma oportunidade de trabalho, as grandes organizações consideram como ponto positivo o fato de o candidato viver ou já ter vivido experiências em projetos sociais. Isso porque, além dos benefícios já citados a partir do trabalho voluntário, as pessoas adquirem ainda a capacidade de empreender, respeito ao próximo e espírito de cidadania.

Outro fator positivo para o desenvolvimento dos colaboradores é que, ao assumirem responsabilidades de forma voluntária, os profissionais demonstram uma capacidade dinâmica e criativa para a solução de problemas, muita flexibilidade e capacidade de adaptação.

Assim, o trabalho voluntário nas organizações contribui para o incentivo de habilidades que favorecem a evolução profissional, e é esse o motivo de ser fortemente divulgado nas organizações.

Quais os cases de sucesso mais bem-sucedidos no Brasil?

Desde 2001, o supermercado Carrefour já ajudou mais de 700 instituições beneficentes e vem registrando recorde no número de participantes ano a ano, com uma média de 1.200 colaboradores engajados todo mês. Para isso, o supermercado oferece aos funcionários 4 horas remuneradas por mês, para que possam se dedicar a alguma atividade de cunho social.

“As campanhas de mobilização favorecem a sensibilização de colaboradores, consumidores e comunidades para questões ligadas à ajuda humanitária e melhoria do bem-estar pessoal e coletivo”, diz o diretor de sustentabilidade, Paulo Pianez.

Na farmacêutica Eurofarma, 5% dos colaboradores participam de ações dessa natureza. É o caso do gerente de planejamento estratégico, Diego Gola, que ministra aulas de educação financeira para jovens do Instituto Eurofarma.

“Sou voluntário há oito anos, sendo três pela Eurofarma. É uma oportunidade de sairmos da nossa zona de conforto e criar um momento de intercâmbio cultural único. Quando estamos ensinando algo, acabamos aprendendo em dobro”, relata Diego.

Ainda de acordo com funcionários da Eurofarma, o envolvimento entre profissionais de diversos setores e níveis hierárquicos nos mutirões favorece um ambiente de camaradagem e cooperação.

Por sua vez, a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) criou em 2003 a ESPM Social, uma Agência Experimental de Incentivo ao Voluntariado Estudantil, com esse mesmo propósito de trabalhar o conceito de voluntariado entre adolescentes.

Nesse projeto, os jovens são levados a atuar em várias frentes de trabalho, como comunicação e gestão para ONGs, consultoria de marketing e Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). O projeto tem cerca de 70 voluntários por semestre. Para fazer parte dele, os alunos são submetidos a um rigoroso processo seletivo. Em 14 anos, o projeto já colaborou com mais de 150 ONGs e OSCIPs.

“Nossa preocupação é proporcionar ao aluno o desenvolvimento de habilidades de liderança, cooperação, companheirismo e colaboração”, relata o professor coordenador da ESPM Social, Carlos Frederico Lucio.

O resultado é uma espécie de legado. De acordo com o professor, muitos dos ex-participantes da Agência Experimental auxiliam a estruturar projetos sustentáveis nas organizações em que trabalham atualmente, e descobrem que fazer o bem para o próximo é um bom negócio na hora de engajar, estimular e reter profissionais, inclusive em ano de crise econômica.

Se você gostou deste artigo sobre a importância do trabalho voluntário para as organizações, curta a nossa página no Facebook e nos siga também no LinkedIn para continuar tendo acesso a conteúdos como este!

Rating: 4.0/5. From 1 vote.
Please wait...

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Continue lendo:

RH + Festa Junina/Julina: como aproveitar este período para integrar os colaboradores

Além de ser um dos eventos favoritos e mais esperados pelos brasileiros, as festas juninas são situações perfeitas para promover o engajamento e a interação entre os colaboradores enquanto melhora  continue lendo »

Como definir salários e benefícios dos colaboradores?

Salários e benefícios alinhados com o mercado de trabalho são importantes para atrair e reter talentos. Também é uma forma de estimular os colaboradores, garantindo uma melhor performance da equipe.  continue lendo »

Absenteísmo: como solucionar este grande problema?

Absenteísmo é o nome dado à prática de se abster do trabalho, ou melhor, estar afastado das atividades diárias. São diversas as causas para isso, como as faltas por doenças  continue lendo »

Gestão por competências: entenda a sua importância e como aplicar

A gestão por competências está cada vez mais presente nas organizações atuais. Os conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA) dos colaboradores são fundamentais para tirar as estratégias do papel e, assim,  continue lendo »

Confira os 11 melhores cursos de RH para você fazer

Manter-se atualizado profissionalmente é importante em todos os setores. Com a internet e a facilidade para acessarmos conteúdos que temos nos dias de hoje, a importância de sempre buscar cursos  continue lendo »

Rescisão de contrato de trabalho: como funciona?

A rescisão de contrato de trabalho é um processo delicado, que envolve várias regulações e demanda muita cautela. Os profissionais responsáveis precisam zelar para que não ocorram problemas, como processos judiciais, pagamentos de  continue lendo »