Turnover ideal: entenda o conceito e os impactos para sua empresa

22 de abril de 2019
Kenoby

A rotatividade de pessoal nem sempre é bem-vista, afinal, representa a saída dos profissionais da empresa. No entanto, há um nível de turnover ideal e que pode ajudar a organização, pois renova o quadro de trabalho e estimula os empregados.

Para saber se a rotatividade está em um nível ideal, é preciso saber como mensurar o turnover e estabelecer uma clara política de retenção de talentos. Os resultados aceitáveis podem variar de negócio para negócio, segundo sua estratégia.

Quer saber mais sobre o tema, descobrir o conceito de turnover ideal e seus impactos ao empreendimento? Então continue a leitura do artigo que criamos para você.

Afinal, o que é turnover ideal?

Turnover é um dos principais indicadores de desempenho na gestão de pessoas. Ele ajuda a calcular o percentual de talentos que deixaram a empresa em certo período, como um ano de trabalho. Logo, valida a política de retenção da organização.

Para ficar mais claro, pense no turnover como um termômetro que indica se o nível de evasão dos empregados está adequado. Se não estiver, o gestor deve agir rapidamente.

Antes de continuar, aproveite para baixar a nossa apresentação mensal de indicadores de RH!

O turnover não é ruim por si só, apenas em níveis elevados. Um baixo turnover pode até ajudar a equipe de trabalho, pois indica que os empregados menos alinhados ou produtivos estão saindo da empresa. Também abre espaço para novas contratações.

Além de tudo, existem casos inevitáveis. Um colaborador que se aposenta, entra de benefício ou muda de estado, são bons exemplos. Essas situações podem até aparecer no cálculo do turnover, porém, possuem pouco efeito prático.

À vista disso, cabe ao gestor de pessoas lançar um olhar crítico sobre o turnover e avaliar se está de acordo com o ideal ou não, considerando as peculiaridades do tempo de análise. Por vezes, a rotatividade será inevitável e até benéfica ao empreendimento.

Como calcular o turnover?

O cálculo do turnover é simples, sendo preciso dois dados: o número de empregados que deixaram a empresa no último ano e o total de funcionários no mesmo período. O resultado será multiplicado por 100, como pode observar na seguinte fórmula:

  • turnover (%) = número de empregados que saíram / total de empregados no mesmo período x 100.

Imagine que 12 empregados saíram do trabalho no último ano, sendo que, no mesmo período, 74 profissionais tiveram a carteira assinada por sua empresa. Ao relacionar os dados, encontrará uma rotatividade de 16,2%, número considerado alto.

É muito difícil definir um percentual ideal, afinal, como explicado, ele pode variar de acordo com o contexto e política de retenção da empresa. Um turnover de até 10% ao ano, todavia, é considerado aceitável e ainda pode promover uma boa renovação.

Como o turnover ideal pode beneficiar a organização?

É muito comum se falar dos prejuízos e custos do turnover, mas também existem benefícios que podem ser detectados. Um nível de rotatividade aceitável pode motivar a renovação da força de trabalho, bem como aumentar o engajamento do time. Veja!

Evita o comodismo nas equipes de trabalho

Quando os profissionais trabalham muito tempo juntos, se tornam mais entrosados e podem obter um alto nível de sinergia. Porém, há um problema: alguns se acomodam e começam a entregar baixos resultados, se atrasar ou mesmo faltar ao trabalho.

Um pequeno grau de rotatividade não permite que isso aconteça. Os talentos menos adequados logo deixam a equipe e abrem espaço para outros mais cheios de energia e vontade de trabalhar. Isso tira o time da zona de comodismo e gera bons resultados.

Renova o quadro de trabalho

A renovação é algo indispensável às empresas, afinal de contas, muita coisa está mudando e os negócios precisam se adaptar à indústria 4.0. Por vezes, essa renovação é impulsionada pela entrada de novos talentos, com ideias fora do lugar-comum.

Pense bem, quando há turnover, um profissional antigo deixa a empresa e outro pode ocupar o seu lugar. Esse movimento traz consigo novas ideias, energia e poder de renovação. A rotatividade não renova só o quadro de trabalho, mas toda a empresa.

Elimina os profissionais menos alinhados e comprometidos

Há muitas formas de avaliar os profissionais, porém, é sempre interessante avaliar duas competências: alinhamento à cultura e produtividade diária. Profissionais que atendem aos dois quesitos são realmente talentosos e precisam ser mantidos.

O problema é que existem profissionais que não atendem nenhum dos quesitos, logo prejudicam a empresa e oferecem um péssimo exemplo no expediente de trabalho. O turnover ajuda a eliminar esses profissionais, deixando-os partir para a concorrência.

Soma transformações à cultura organizacional

A cultura é um dos principais elementos das organizações, pois determina a forma como as pessoas pensam, agem e reagem ao longo do expediente. A cultura, porém, é construída a partir das interações interpessoais e está em constante movimento.

Ao promover uma pequena rotatividade do quadro de trabalho, é provável que alguns talentos saiam e outros entrem. Esse “sangue novo” gera transformações à cultura da companhia, que pode comportar novos pontos de vista e tornar a firma mais adaptada.

Boas tecnologias podem ajudar com o turnover?

Sim, as tecnologias ajudam muito! Ferramentas de ponta podem ajudar a mensurar o turnover, contratar as pessoas certas e evitar que a rotatividade seja alta demais. Isso quer dizer que bons sistemas são grandes aliados da gestão de recursos humanos.

Com um software de recrutamento e seleção, como o Kenoby, é possível projetar todo o recrutamento e seleção, garantindo que apenas profissionais talentosos façam parte da empresa. Isso reduz o turnover de recém-contratados, gerando um benefício e tanto.

Como os atuais talentos não sairão por conta própria, caberá ao gestor avaliar os profissionais que estão menos alinhados e iniciar o processo de desligamento. Isso gera muitas vantagens à organização, como a oportunidade de planejar quem será desligado e a maior previsibilidade financeira. Logo, a tecnologia é de grande ajuda.

Emfim, há muito o que falar sobre o turnover ideal. Ele pode variar de acordo com cada empresa, departamento ou equipe de trabalho, por isso é preciso ter uma boa política de retenção e mensurar o nível de rotatividade. Softwares de ponta ajudam a fazer esse controle, por isso é importante contar como as melhores ferramentas.

Agora que você entende um pouco mais do assunto, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer soluções em software de recrutamento e seleção.

No votes yet.
Please wait...
Aumente a assertividade no seu R&S!

NOVIDADES DO BLOG

Receba semanalmente as novidades do blog e transforme o seu recrutamento!

Kit - Entrevista de Candidatos

MATERIAIS GRATUITOS:

Certificação em Recrutamento e Seleção

Apresentação Mensal com Indicadores de RH

CONFIRA + MATERIAIS GRATUITOS

Continue lendo:

Entenda 5 custos do turnover para a sua empresa
Entenda 5 custos do turnover para a sua empresa

No basquete, o turnover representa a perda da bola para o time adversário. Já nos negócios, representa a saída de talentos do quadro de trabalho, fato que pode ser um  continue lendo »

Absenteísmo e rotatividade: entenda seu impacto nas empresas
Absenteísmo e rotatividade: entenda seu impacto nas empresas

O absenteísmo e a rotatividade nas empresas são dois dos maiores desafios enfrentados pelo setor de Gestão de Pessoas na atualidade. Isso porque, eles causam graves prejuízos que comprometem a produtividade  continue lendo »

Conheça 4 tipos de turnover e entenda os seus impactos
Conheça 4 tipos de turnover e entenda os seus impactos

O turnover é algo comum nas empresas, porém, merece atenção dos gestores e do RH, pois pode sinalizar problemas mais profundos. Mais do que medir, é preciso conhecer os tipos  continue lendo »

Turnover voluntário: Entenda 7 impactos para a sua empresa
Turnover voluntário: Entenda 7 impactos para a sua empresa

O turnover é o índice que mede a saída de funcionários em certo período, como em um ano. Ele pode ser voluntário ou involuntário, sendo que no primeiro caso o  continue lendo »

Turnover involuntário: entenda o que é e quais seus impactos na empresa
Turnover involuntário: entenda o que é e quais seus impactos na empresa

O turnover involuntário tem motivações bem específicas e, quando ocorre em excesso, traz diversos prejuízos. Já podemos adiantar que a melhor maneira de evitar isso é caprichando na hora de  continue lendo »

Descubra agora mesmo as principais causas do turnover
Descubra agora mesmo as principais causas do turnover

Incompatibilidade, falta de oportunidade e crescimento, falhas de comunicação e de harmonia estão entre as principais causas do turnover. Para saber mais sobre cada uma delas, leia nosso post! O  continue lendo »