14/6/2021

Método Saga: Como criar o processo de aprovação da nova vaga

Método Saga: Como criar o processo de aprovação da nova vaga

O processo de aprovação da nova vaga exige máxima atenção dos profissionais de RH. Afinal, essa tarefa influencia a qualidade da seleção de talentos, que só pode ser bem-sucedida quando o perfil procurado é definido claramente, segundo as hard skills e soft skills necessárias para o cargo.

Quer entender melhor o que é a aprovação de uma nova vaga e quais vantagens traz para a empresa? Confira este conteúdo completo!

O que é o processo de aprovação da nova vaga?

A aprovação da nova vaga é uma condição importante para o início do processo seletivo. Trata-se da formalização de uma nova oportunidade, quando o gestor identifica a necessidade de preenchimento de um cargo e encaminha isso ao RH.

Isso é feito por uma requisição, que documenta as necessidades da nova posição com informações que embasem essa solicitação, como o motivo da contratação, a área de atuação, a quantidade de oportunidades para a vaga, o salário etc.

Quais são os benefícios que a criação estruturada de aprovação de uma nova vaga oferece?

Pode parecer algo banal trazer tantos dados apenas para justificar a necessidade de contratação de um novo funcionário. Porém, a estruturação desse processo traz diversos benefícios.

Conversamos com Ciro Monteiro, especialista em Recrutamento e Seleção da Kenoby, que explicou um pouco mais sobre essas vantagens.

Gestão mais clara e integrada

Um dos maiores benefícios, segundo Ciro, é a maior facilidade na gestão de indicadores de recrutamento e seleção. Algumas informações, como o índice de aproveitamento das últimas contratações, a necessidade de aumento de cargo, a previsão dessas vagas em orçamento etc., são fatores que impactam a administração da empresa.

Validação das competências necessárias

Não basta identificar que o setor de contabilidade precisa de um novo auxiliar. É importante entender o que esse auxiliar precisa saber para exercer as funções necessárias, além de verificar se o profissional tem alinhamento com a cultura organizacional.

Todas essas informações serão relatadas na requisição, que servirá não só como guia para o processo seletivo, mas que também ajudará a acompanhar se o funcionário está atendendo às necessidades após a contratação.

Contratações mais precisas

Uma das maiores dificuldades do RH das empresas é contratar corretamente. Como escolher o profissional ideal, que trará bons resultados para a organização?

Com a requisição, o processo de seleção fica mais estruturado, ajudando o departamento a tomar a melhor decisão entre tantos candidatos.

Como otimizar a requisição de vaga?

Embora seja uma etapa importante, ela deve ser feita rapidamente e com precisão. Afinal, todas as vezes em que uma vaga está em aberto na empresa, isso significa perda de produtividade e até sobrecarga de funcionários.

Como lidar com algo tão complicado em pouco tempo?

Monteiro afirma que a solução está na desburocratização do processo, com objetividade nas informações necessárias para a contratação e para o envolvimento apenas das pessoas realmente impactadas, que participam da decisão na contratação para aquela vaga específica.

Isso pode ser feito com o uso da tecnologia, que permite a criação de formulários padronizados e customizados, que vão direto ao assunto.

Qual é a importância do uso de uma metodologia para a requisição e para o preenchimento de vagas?

As metodologias são elementos importantes para a condução de processos de diversas naturezas. São elas que ajudam no direcionamento, atuando como guias.

Ou seja, ao basearem o processo seletivo em uma metodologia clara, os profissionais de RH têm um caminho definido sobre o que deve ser feito, obtendo, assim, mais precisão e diminuindo o tempo investido, além de reduzir a margem de erros.

O especialista em Recrutamento e Seleção da Kenoby lembra que essas metodologias devem ser baseadas em cases de sucesso e fundamentadas em estudos validados cientificamente. “As metodologias devem funcionar comprovadamente, tanto na teoria como na prática”, afirma Ciro.

O Método Saga

O Método Saga serve justamente para orientar os processos seletivos, podendo ser aplicado em empresas de todos os portes e nichos de atuação. Baseado em um processo científico e humano, o principal objetivo é proporcionar o match perfeito entre empresa, vaga e candidato.

Monteiro lembra que um dos pilares da Kenoby é o de que “não existe pessoa errada na vaga certa, mas, sim, pessoa certa na vaga errada”.

Partindo desse princípio, o Método Saga promove uma compreensão maior das necessidades da vaga e das atribuições do indivíduo, ajudando as corporações a contratarem melhor e, ao mesmo tempo, apoiarem os profissionais na busca de uma colocação com a qual eles se identifiquem e na qual consigam apresentar uma boa performance.

Como o Método Saga funciona?

Esse método baseia-se em cinco etapas: arquitetar, atrair, qualificar, contratar e analisar, englobando todos os passos necessários para uma contratação direcionada e de qualidade.

Os critérios para essa jornada são culturais, comportamentais e técnicos, ou seja, os profissionais são avaliados como um todo para checar se realmente há alinhamento com a empresa. Isso se diferencia dos processos seletivos superficiais, que avaliam apenas se os candidatos têm as competências técnicas necessárias.

Além disso, o método também usa ferramentas, como o People Analytics e a avaliação das competências comportamentais.

Vale citar que a Kenoby tem, entre seus valores, a seguinte afirmação: “menos viés e mais diversidade”. Boa parte das corporações acaba contratando sempre o mesmo perfil de pessoas, o que traz um quadro de funcionários muito homogêneo.

Essa característica não é interessante, afinal, pessoas diferentes são capazes de originar ideias inovadoras, justamente pelo compartilhamento de opiniões diversas.

Com o uso do Método Saga, é possível contratar de maneira mais rica e atendendo ao máximo às necessidades da empresa, eliminando fatores que não justificam a performance de um candidato, como universidade de formação, gênero, orientação sexual, idade, entre outros.

Podemos perceber como o Método Saga é capaz de fortalecer o processo seletivo e pode ser aplicado desde a requisição da nova vaga, atingindo todas as etapas que envolvem a escolha de um novo contratado.

Neste post, apresentamos elementos que envolvem o processo de aprovação da nova vaga e como eles podem influenciar o resultado, promovendo contratações mais interessantes e que tragam um bom retorno para a empresa.

Quer contar com a ajuda de uma equipe especializada no assunto e com todas as vantagens da aplicação do Método Saga? Entre em contato conosco!

Kenoby agora é Gupy

Agende uma demonstração com a melhor e mais inovadora plataforma de RH do Brasil

agendar uma demo (gratuito)