24/11/2021

Gestão de recursos humanos: O que é e qual a sua importância

A gestão de RH envolve as atribuições que o profissional de RH precisa entender e saber para gerir bem suas funções e garantir uma atuação eficiente e estratégica no recrutamento e seleção, assim como no acompanhamento dos contratados pela empresa.

Em uma pesquisa veiculada pela Harvard Business Review, 53 corporações com boas práticas de gestão de recursos humanos tiveram seus indicadores nas bolsas de valores acompanhados durante um certo período. O resultado demonstra a relevância da gestão de pessoas: o desempenho dessas empresas foi 51% superior à média do mercado, um número expressivo.

Apesar de ainda existirem poucas pesquisas de ponta que forneçam informações sobre a eficácia da gestão de recursos humanos, uma coisa é certa: ela tem grande impacto na sobrevivência e no crescimento de toda a organização.

Se você entende pouco do assunto e deseja aprofundar seus conhecimentos, continue a leitura deste artigo. Vamos explicar o que é gestão de recursos humanos, qual a sua importância e quais são as principais práticas dentro das empresas. Boa leitura!

O que é gestão de recursos humanos?

Nos últimos anos, uma das áreas de gerenciamento que mais passou por mudanças foi a gestão de pessoas. Há algumas décadas, o setor era conhecido como Departamento Pessoal, o DP, e sua missão era assegurar a eficácia da relação burocrática entre empresa e funcionários.

A atual gestão de recursos humanos pode ter muitos outros nomes, como gestão de pessoas, desenvolvimento humano e organizacional, e gente & gestão. Com o tempo, sua missão também evoluiu: hoje, ela visa promover o crescimento organizacional por meio de profissionais talentosos, integrados e motivados para atingir grandes objetivos.

Nesse sentido, além de um setor da empresa, a gestão de pessoas é um conjunto de práticas. Envolve a atração de talentos, a integração ao time de trabalho, a mensuração de resultados, o planejamento estratégico e a motivação diária da equipe.

São tantas as atribuições que o profissional de RH precisa sempre se atualizar para conhecer as novas práticas. O aperfeiçoamento contínuo contribui muito em um bom desempenho e no conhecimento de novas possibilidades para promover melhorias no negócio.

Qual a importância da gestão de recursos humanos?

Mais do que falar, é preciso apresentar pesquisas que comprovem a importância da gestão de pessoas para as empresas, assim tem-se uma base sólida para discussão.

Em primeiro lugar, empresas que têm boas práticas de gestão de pessoas conseguem criar condições para um ambiente de trabalho saudável e de qualidade. De acordo com pesquisa da Sodexo, essa qualidade de vida torna os profissionais até 86% mais produtivos e o negócio até 70% mais rentável. Além disso, há também os impactos secundários, como o aumento do lucro.

Algumas pesquisas indicam que apenas 39% do expediente é produtivo, menos da metade do dia de trabalho. A correta gestão de pessoas pode mudar isso! É possível criar um senso de urgência, gerenciar o tempo, as metas e as prioridades diárias.

Até mesmo o atendimento ao cliente é impactado. De acordo com estudo veiculado pela Exame, 86% dos clientes migram para a concorrência por conta do mau atendimento. Com a correta gestão de pessoas, em que os profissionais são treinados e motivados, os clientes podem ser mais bem atendidos e fidelizados ao negócio.

Por fim, como visto na pesquisa veiculada pela Harvard Business, todo o negócio passa a ter um desempenho superior no mercado e se destacar da concorrência, itens essenciais ao crescimento. Logo, com a gestão de pessoas, todos são beneficiados.

Quais atividades são desempenhadas pela gestão de RH?

A gestão de RH começou com um papel somente burocrático nas empresas e passou a assimilar também funções estratégicas. Nesse contexto, o conjunto de tarefas do setor se ampliou e, atualmente, contempla uma grande diversidade de atividades, veja!

Recrutamento e seleção

O recrutamento e seleção é uma função clássica da gestão de RH que envolve muitos protocolos, mas tem grande protagonismo estratégico para o negócio. Esse processo é a porta de entrada para talentos e tem grande relevância no curso do desenvolvimento do trabalho.

Bons processos seletivos possibilitam renovar o repertório de conhecimentos da equipe e abrir possibilidades para a aprendizagem e o crescimento. No momento atual, o recrutamento e seleção tem grande preocupação também com a diversidade. Além disso, o RH deve ter o cuidado de contratar pessoas aptas ao cargo, o que significa também evitar um futuro adoecimento ocupacional por dificuldades relacionadas ao trabalho.

Plano de cargos e salários

O plano de cargos e salários deve contemplar a valorização dos colaboradores em todos os níveis hierárquicos. A remuneração justa contribui para o profissional ter mais qualidade de vida e para um melhor desempenho na atividade.

Assim, o plano de cargos e salários pode ser estruturado individualmente, proporcionando chances de crescimento e também oferecendo oportunidades e possibilidades. Isso confere autonomia para o trabalhador e abre perspectivas para a maior satisfação com o emprego.

Treinamento e desenvolvimento

Os processos de educação corporativa contribuem para a aprendizagem, o ganho de motivação e a reciclagem de conhecimentos na empresa. Isso amplia o repertório de cada profissional e proporciona condições para o alcance de melhores resultados.

Os treinamentos são diretamente associados ao cargo, oferecendo o entendimento necessário para um aperfeiçoamento no cumprimento das tarefas. Já o desenvolvimento envolve perspectivas mais amplas, como evolução na carreira e não se atrela diretamente à função. Ambos os processos geram efeitos muito construtivos para os trabalhadores, especialmente porque a aprendizagem já é naturalmente reforçadora.

Gestão de clima organizacional

A gestão de clima organizacional envolve buscar estabelecer um ambiente saudável no negócio, de valorização do funcionário e de relacionamentos positivos e construtivos para os colaboradores. Esse gerenciamento deve dedicar especial atenção a questões como exclusão, fofocas e de discriminação de profissionais. Esses problemas devem ser erradicados, com intervenções cuidadosas, treinamentos e conscientização dos trabalhadores.

Uma ferramenta importante, nesse processo, é a pesquisa de clima organizacional, que tem papel de coleta de dados para um diagnóstico adequado. Mas lembre-se de valorizar suas observações. Certas situações não são visíveis nesse instrumento de pesquisa.

Zombarias, exclusão e constrangimento raramente são mostrados nas coletas de dados, pois a pessoa afetada pode ter medo de falar e trazer problemas para os agressores. Por isso, observe cuidadosamente as situações na empresa, para auxiliar colaboradores que passam por humilhações como essas e realize intervenções adequadas para essas situações.

Departamento pessoal

O departamento pessoal envolve a parte burocrática da relação entre o colaborador e a empresa. Documentação de contratação, registro do profissional, folha de pagamento, benefícios, registro de processos como transferências e demissões são apenas alguns exemplos de tarefas de departamento pessoal que a gestão de RH realiza. A liberação de documentos para aposentadoria, licenças médicas e férias também é desempenhada pela gestão de RH.

Jurídico-trabalhista

Processos trabalhistas podem ocorrer em diversos momentos e a gestão de RH busca mediar esses trâmites entre o profissional e a organização. O ideal é buscar manter condições na empresa que evitem esse tipo de ocorrência, como um clima organizacional harmônico e positivo, a conformidade com a legislação e o respeito total entre os colegas.

Porém, em determinados momentos, podem haver problemas e o colaborador pode se manifestar. A situação deve ser manejada de forma cuidadosa, sigilosa e respeitosa, evitando o constrangimento dos envolvidos.

Indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho fornecem um direcionamento, uma orientação para colaboradores. A definição de metas é muito relevante, mas os objetivos funcionam melhor com métricas, que mostram algum nível de orientação.

Alvos não objetivos resultam na dispersão, já que não se sabe bem qual direção seguir. Assim, o resultado é a fragmentação. Com os indicadores de desempenho, os profissionais sabem em qual patamar estão e em qual posição desejam chegar, sem achismos ou dúvidas.

Metas também devem ser atingíveis, envolvendo algum nível de desafio, mas sem serem extremamente complexas ou a pressão para o time fica insuportável. Os indicadores de desempenho são ótimas ferramentas nesse processo, contribuindo para monitorar a qualidade, eficiência e produtividade na corporação.

Saúde ocupacional

Toda a documentação relacionada à saúde ocupacional é de responsabilidade da gestão de RH. É interessante, também, que o RH perceba que ele pode contribuir para a qualidade de vida no negócio, fornecendo melhores condições de alimentação e assistência à saúde por via dos benefícios corporativos.

Outro ponto relevante é que deve haver um controle sobre o clima na empresa, para que ele seja promotor de saúde, e não de doença ocupacional. Em caso de problemas, é importante intervir para promover melhorias.

Consultoria de Recursos Humanos

A consultoria interna objetiva diagnosticar o que, de fato, provoca uma situação desfavorável relacionada aos colaboradores e ao negócio. Na fase de avaliação podem ser utilizadas diversas metodologias de pesquisa e coleta de dados, como as entrevistas e questionários.

Segue a esse processo a avaliação do material, análises e busca de soluções para as dificuldades. Ao final, avalia-se se o cenário melhorou ou piorou após a intervenção.

Como aplicar a gestão de recursos humanos na empresa?

A gestão de recursos humanos, para ser aplicada corretamente na empresa, precisa seguir alguns passos simples, mas eficazes. Eles ajudam a orientar a implementação da gestão de RH, além de mudar a cultura organizacional da companhia, dependendo do caso.

Para saber quais são essas medidas, continue a leitura!

Estabeleça metas desafiadoras

Conduzir a dinâmica de trabalho sem metas claras é como viajar sem uma bússola, mapa ou GPS, os riscos são muitos e podem afetar todo o empreendimento. Então, uma das mais importantes práticas para a gestão de pessoas é a definição de objetivos inteligentes e desafiadores.

As metas podem estar correlacionadas ao aumento da produtividade ou à redução de custos com a evasão de talentos, por exemplo. O ideal é que essas metas obedeçam ao padrão SMART ou, ainda, que sejam criadas no formato de Objectives and Key Results.

Atraia profissionais acima da média

Em meio à escassez de mão de obra qualificada do mercado, outro dever do atual RH é arquitetar uma marca empregadora atraente e efetiva para atrair profissionais acima da média. Desse modo, é possível fazer com que os maiores talentos fomentem o processo seletivo, sejam integrados ao time de trabalho e façam parte da empresa.

Para tanto, há uma série de práticas que podem ser implementadas, por exemplo, a construção da marca empregadora ou a criação da página de carreiras da empresa.

Monte um regulamento interno

É muito importante ter um regulamento que deixe claro o que é permitido e o que não é na empresa. Assim, todos podem atuar em sinergia com a política organizacional. O regulamento interno não precisa ser grande, porém, deve discutir sobre os principais pontos críticos. Ele também será essencial para a integração de novos talentos.

Invista na construção de equipes de alto desempenho

Além de se preocupar com a atração e contratação de gente talentosa, a gestão de recursos humanos deve prezar pela formação de equipes de alto desempenho. Essas equipes têm paixão pelo trabalho, não têm medo da mudança e buscam por resultados cada vez melhores. A dúvida é: como formar equipes de alto desempenho?

Nesse sentido, é preciso conhecer as principais dicas para integrar pessoas e engajar o time na busca de resultados específicos. Logo, grandes resultados serão alcançados!

Implemente melhores canais de comunicação

Nem sempre citada, a comunicação também é imprescindível para a gestão de pessoas e deve ser devidamente trabalhada. Quando não há diálogo, o número de erros cresce, o clima organizacional sofre impacto e as pessoas não entendem o que fazer.

Para melhorar a comunicação interna, incluindo o diálogo com os candidatos às vagas de emprego, é preciso implementar adequados canais de comunicação. Aplicativos mobile, redes sociais corporativas e plataformas especializadas são alguns exemplos.

Como otimizar a gestão de recursos humanos na companhia?

Com a implementação da gestão de recursos humanos feita com sucesso, é hora de pensar em maneiras de otimizá-la e extrair resultados ainda melhores com o aprimoramento dos processos.

Separamos algumas dicas do que fazer nesse caso. Acompanhe para saber mais sobre cada uma delas!

Promova melhorias no processo de recrutamento e seleção

Uma das dicas mais simples e eficazes para quem deseja melhorar os processos de gestão de recursos humanos está em melhorar a etapa de recrutamento e seleção da companhia.

Afinal, é uma maneira de selecionar profissionais mais alinhados com a missão da companhia. É uma possibilidade de começar corretamente, treinando ainda no onboarding e explicando como a empresa funciona e deseja trabalhar.

Melhorar o processo de recrutamento e seleção é uma forma também de diminuir os custos da gestão de RH, já que o gasto com treinamento de funcionários, além do custo com melhorias em outros processos, podem ser reduzidos com a escolha dos profissionais mais adequados aos cargos ofertados.

Uma dica para melhorar esta etapa é escolher uma boa ferramenta de recrutamento e seleção, que passa a otimizar o fluxo deste processo e trazer melhores resultados.

Ofereça treinamentos aos colaboradores

Para os colaboradores que já estão na empresa, os treinamentos são excelentes maneiras de melhorar os resultados da organização. A redução de erros, além da melhoria no desempenho e alinhamento com a cultura organizacional são algumas das razões para investir em treinamentos corporativos.

A detecção, inclusive, dos pontos negativos de cada colaborador ou de equipe em geral pode ajudar a ver quais treinamentos são prioritários para a melhoria dos resultados.

Essa é uma maneira de também melhorar a satisfação dos funcionários com a companhia, já que eles se sentem mais valorizados e trazendo como resultados secundários, a melhoria na produtividade.

Utilize ferramentas de gestão

A inserção de ferramentas de gestão otimiza a gestão de RH, já que elimina gastos com insumos e melhora a rapidez na análise, no planejamento e na mensuração dos resultados que a gestão de recursos humanos gera para a companhia.

A tecnologia ajuda a também evitar falhas humanas, pois é mais preciso na análise de dados, reduzindo a chance de erros nessa etapa. Como consequência, a empresa torna-se mais competitiva e mais eficiente, com a redução de burocracias desnecessárias.

A escolha de uma ferramenta e gestão deve levar em consideração alguns critérios, sendo o mais importante deles o perfil organizacional da empresa.

Alinhe a gestão de RH com a estratégia da empresa

A cultura organizacional bem treinada e divulgada na empresa é um dos maiores benefícios que a otimização na gestão de RH pode trazer.

Isso porque os funcionários passam a saber melhor quais são os objetivos e a visão da companhia e, por se sentirem parte da construção, atuam de maneira direta na melhoria dos resultados da empresa.

Analisar e aprimorar os indicadores de gente e gestão da empresa, por exemplo, é uma das maneiras de alinhar a gestão de RH com a estratégia da organização.

Qual o papel da tecnologia na atual gestão de pessoas?

Hoje, não é possível esquecer o papel da tecnologia. Ela está cada vez mais presente na gestão de pessoas, ajudando a automatizar algumas tarefas, reduzir erros e custos operacionais. Assim, há maior eficiência no que é feito!

Essa demanda cada vez maior pela tecnologia é reflexo da transformação digital, onde o mundo real-virtual estão se integrando. 56% das empresas já estão reformulando seus processos de RH para aproveitar ferramentas digitais, diz estudo da Deloitte.

Nesse contexto, para o RH, o software de recrutamento e seleção ganha ainda mais importância. Ele ajuda automatizar toda a contratação, centralizar a comunicação, mensurar os resultados obtidos e melhorar continuamente. Há outras tecnologias, como a página de carreiras, que também devem ser implementadas na empresa.

Como pode observar, a gestão de recursos humanos é essencial para o sucesso empresarial e para a motivação dos colaboradores. No entanto, deve-se prezar pela implementação de novas práticas e aplicação de tecnologias de ponta.

Caso queira saber mais sobre como a Kenoby pode ajudar a sua empresa na gestão de RH e a diminuir o tempo de fechamento de vaga com mais qualidade na contratação profissional, entre em contato conosco.

Vamos partir para a ação?

Faça agora mesmo uma demonstração da nossa ferramenta.

Fale comum Especialista