9/6/2020

O que é psicologia organizacional? Conheça 7 tipos

O que é psicologia organizacional? Conheça 7 tipos

Você já parou para pensar sobre o que é psicologia organizacional e como ela desempenha o seu papel nas empresas?

Essa é uma área fundamental do setor de Recursos Humanos e atua no estudo da psicologia do comportamento organizacional de forma ampla, levando em consideração o papel de cada colaborador.

Com uma importante função, ela é responsável por vários processos, como recrutamento e seleção, avaliação de desempenho, planos de cargos e salários e outros processos que são fundamentais para o melhor desempenho dos funcionários em suas atividades, colaborando para o aumento da performance da empresa.

Neste post, você vai aprender o que é psicologia organizacional e quais são os seus tipos. Acompanhe!

O que é psicologia organizacional e como ela funciona?

A psicologia organizacional nasceu após a Revolução Industrial, quando as relações de trabalho foram amplamente modificadas. Partindo das formas de administração da força de trabalho, a então denominada psicologia industrial estudava desde os perfis de trabalhadores até a capacitação de profissionais.

Foi também durante o período histórico da Revolução Industrial que a psicologia do trabalho surgiu, inicialmente com processos voltados para a seleção de pessoas e pesquisas de produtividade em relação ao esforço e, em 1925, a psicologia industrial começou a estudar questões mais subjetivas, dedicando-se à pesquisa da comunicação, motivação e comportamento nas organizações.

Partindo desses estudos, a psicologia industrial passou a ser tratada como psicologia do trabalho, impulsionada pela evolução do período pós Segunda Guerra Mundial, outro marco que também favoreceu diversas mudanças na sociedade.

A partir de então, a psicologia organizacional se dedica a estudar a empresa em seus diferentes aspectos, integrando pessoas e recursos, os quais possibilitam um melhor funcionamento da empresa.

Quais são os tipos de psicologia organizacional e sua aplicação nas empresas?

Separamos para você os principais tipos de psicologia organizacional. Confira!

1. Recrutamento e seleção

A área de recrutamento e seleção é uma das grandes beneficiadas com a aplicação da psicologia organizacional, pois, a partir de seus estudos e conceitos, é possível executar uma série de técnicas e metodologias para avaliar os candidatos com eficácia, levando em consideração o perfil, as competências e o comportamento de cada profissional.

Para isso, podem ser utilizados testes psicológicos, avaliações objetivas, entrevistas, provas situacionais, entre outros. Com um bom planejamento e a definição do tipo de profissional que a empresa necessita, as contratações têm maior probabilidade de êxito.

2. Treinamento e desenvolvimento

Identificar pontos de melhoria no que tange o aprimoramento profissional faz parte das responsabilidades da psicologia organizacional dentro do setor de Recursos Humanos. E, por meio da realização de treinamentos, os funcionários são continuamente capacitados.

3. Gestão de clima organizacional

A boa gestão do clima organizacional é o resultado de um ambiente de qualidade, em outras palavras, um ambiente saudável, colaborativo, construtivo e positivo. Além disso, é algo que se constrói e mantém de acordo com as ações promovidas para gerar as qualidades citadas.

Assim, a psicologia organizacional é utilizada para estimular a motivação de todos ou, ainda, favorecer o aumento da produtividade e a saúde dos colaboradores, com soluções que dissolvam os conflitos internos.

4. Gestão de benefícios

Uma gestão de benefícios eficiente também faz parte do escopo de responsabilidades da psicologia organizacional.

É capaz de identificar a necessidade dos colaboradores e fazer com que eles sejam ouvidos e respeitados pela empresa. E, como retorno, os funcionários trabalham com mais afinco, disposição e vontade de prosperar em suas carreiras.

5. Plano de carreira

Baseado nos estudos da psicologia organizacional, os profissionais identificam os objetivos, as necessidades e os obstáculos que o quadro de funcionários enfrenta no seu cotidiano.

Assim, a psicologia organizacional colabora para traçar o melhor plano de carreira para cada perfil profissional. Esse é um importante diferencial para manter as equipes motivadas, satisfeitas e competitivas para ascenderem na carreira, tanto de forma individual quanto coletiva.

6. Diagnóstico organizacional

Diagnosticar as questões organizacionais e trabalhar para solucioná-las é parte fundamental do trabalho dos profissionais que atuam com a psicologia organizacional da empresa.

Para tanto, utilizam ferramentas como entrevista de desligamento, avaliações de desempenho ou mesmo conversas coletivas para ajudar a identificar as questões que envolvem a empresa.

7. Avaliação de desempenho

Com a avaliação de desempenho realizada periodicamente, o RH tem condições de estar sempre informado acerca das questões que envolvem cada profissional da empresa.

Dessa forma, é possível identificar pontos de melhoria, aprender mais sobre o capital humano da empresa e identificar talentos de forma individual e coletiva.

Como a psicologia organizacional influencia o trabalho?

A psicologia organizacional, por todas as suas competências e responsabilidades, tem uma participação indispensável no desenvolvimento das empresas.

Isso ocorre porque ela está envolvida, tanto direta quanto indiretamente, com as relações de bem-estar, relações interpessoais e a manutenção do clima organizacional, que favorece a produtividade dos colaboradores.

Assim, podemos afirmar que a psicologia organizacional atua de forma direta na produtividade dos funcionários, pois trabalha para o aumento do nível de satisfação dos colaboradores, a redução do turnover, estudo e identificação dos perfis profissionais mais adequados para a empresa, e uma série de fatores como vimos no tópico anterior.

Todas essas responsabilidades influenciam nos resultados da organização ao longo do seu período de atuação.

Além disso, a psicologia organizacional interfere na saúde física e mental dos funcionários, e, se bem planejada, as atividades da área podem refletir em um consolidado valor agregado para a empresa, ajudando-a a se tornar cada vez mais competitiva no mercado.

A psicologia organizacional também atua com a aplicação de testes psicológicos, capazes de analisar traços de personalidade e aspectos comportamentais em candidatos e funcionários.

Com essas informações em mãos, a empresa pode embasar suas decisões, seja para a contratação de um novo talento, seja para a promoção de um colaborador.

Como vimos ao longo deste post, entender o que é psicologia organizacional também é entender como ela é capaz de maximizar o potencial do capital humano nas empresas.

Contudo, a psicologia organizacional não age sozinha, e precisa do apoio de outras áreas para combinar ferramentas, técnicas e metodologias a fim de se alcançar os melhores resultados.

Esperamos que você tenha gostado deste post sobre os principais tipos de psicologia organizacional. Se ele foi útil para você, então confira esta matéria sobre a importância dos testes psicológicos.

Kenoby agora é Gupy

Agende uma demonstração com a melhor e mais inovadora plataforma de RH do Brasil

agendar uma demo (gratuito)