2/7/2021

4 erros comuns no processo de contratação para você evitar

4 erros comuns no processo de contratação para você evitar

Os processos de contratação representam uma das atividades mais importantes dentro do RH das empresas. Afinal, o sucesso do negócio está diretamente relacionado às pessoas que fazem parte dele.

Logo, é necessário dedicar tempo para planejar essa tarefa, já que falhas nos processos seletivos podem desencadear diversas problemáticas, como o aumento do turnover e o mau uso de recursos financeiros, comprometendo a produtividade e os resultados almejados pela organização.

Para ajudar você a formar processos de contratação eficientes, separamos os quatro erros mais comuns e que devem ser evitados. Confira!

1. Não descrever a vaga com clareza

Ignorar uma eficiente descrição de cargos está entre os principais erros na hora de divulgar as vagas e seguir com as contratações. Isso porque essa situação impacta diretamente o perfil dos profissionais que enviarão os currículos para as oportunidades em aberto.

Para evitar que isso aconteça, é preciso dedicar tempo para compreender o escopo da posição, reunir-se com o gestor do cargo para fazer os levantamentos necessários e, a depender da complexidade da função, até pesquisar o que outras empresas do segmento têm buscado, a fim de fazer um correto alinhamento do perfil técnico e comportamental almejado.

Nesse cenário, não podem faltar na descrição de cargo as questões relacionadas às responsabilidades, às qualificações e às experiências do candidato, o perfil profissional desejado e os dados referentes a benefícios e salários. Também é necessário compreender, de forma correta, como é o perfil do gestor imediato da função e da equipe, fazendo o cruzamento dos dados de análise do perfil de cada candidato com o esperado pela cultura organizacional da empresa.

Todas essas iniciativas asseguram processos seletivos mais bem-sucedidos, o que afasta as chances de erros nas contratações e, com isso, o turnover é diminuído, pois os funcionários tendem a permanecer mais tempo na empresa. Isso contribui diretamente para a produtividade do negócio.

2. Negligenciar etapas importantes do processo

Quando o assunto envolve processos de contratação, um dos erros mais frequentes observados nas empresas está relacionado à pressa para preencher a vaga. Isso faz com que os profissionais de recrutamento e seleção (R&S) acabem pulando importantes etapas do processo seletivo, desencadeando erros primários, que culminam em contratações, muitas vezes, frustradas.

Diante desse cenário, é recomendado que o responsável pelo RH contenha a ansiedade dos gestores das áreas e explique que as fases não podem ser ignoradas. Isso porque é melhor esperar mais alguns dias do que ter de demitir um recém-contratado por ele não ser aderente ao perfil da vaga ou por outra questão que poderia ser evitada com uma análise mais criteriosa.

Assim, quando todas as etapas são respeitadas, as chances de sucesso nas contratações são elevadas, trazendo resultados efetivos para a organização.

3. Não ser transparente com o candidato

Prometer mais do que a empresa pode oferecer é um erro primário e deve ser evitado a todo custo. Além disso, se a organização não dispõe de um plano de cargos e salários, por exemplo, ou caso os benefícios não estejam de acordo com o mercado, entre outras questões, isso não pode ser omitido — principalmente se for uma dúvida exposta pelo candidato.

Ademais, é comum não se revelar a remuneração logo na primeira entrevista, já que os recrutadores estão avaliando o interesse dos candidatos. Mas ela deve ser exposta de forma clara em momento oportuno, a fim de que o profissional possa analisar se aquela oportunidade de trabalho é mesmo a que ele almeja.

O horário de expediente também deve ser exposto de modo esclarecedor, assim como outras questões importantes. Deixar para tratar desses assuntos somente quando o candidato for escolhido pode resultar em uma desistência.

Isso porque ele pode buscar uma remuneração maior ou sentir-se insatisfeito com qualquer outro fator. Caso isso ocorra, o recrutador terá de revisitar candidatos que já foram “descartados” ou, ainda, abrir um novo processo seletivo, o que compromete o prazo de finalização dos trabalhos por parte da equipe de R&S e gera custos.

4. Não fazer uso da tecnologia para otimizar o processo

Trabalhos manuais, como pilhas de currículos impressos para serem analisados em cima da mesa, estão entre os erros mais graves quando a questão abrange processos de contratação. Além de haver perda de tempo e de energia por parte dos colaboradores envolvidos no recrutamento, as atividades manuais ainda podem ignorar importantes questões.

Atualmente, você encontra no mercado softwares que fazem a triagem dos candidatos por palavra-chave, o que permite automatizar as primeiras fases do processo seletivo. Além disso, o RH ainda pode contar com várias ferramentas para anunciar vagas online, integrando as redes sociais da empresa e os sites especializados em recrutamento e seleção.

Com isso, a companhia poupa tempo e dinheiro e pode encontrar os melhores candidatos. Ao contar com uma ferramenta de R&S, inclusive, é possível usar a funcionalidade de filtro, que seleciona os profissionais por experiência, formação, localidade de residência, idade, entre outras questões.

Assim, o software de R&S, basicamente, atua eliminando a necessidade de usar várias ferramentas para encontrar o "match ideal" para a vaga em aberto, fornecendo as necessárias para que o RH da sua empresa se mantenha organizado, ao mesmo tempo em que confere mais agilidade para os processos de contratação.

A ferramenta ainda permite ordenar as novas admissões, estabelecendo fluxos de trabalho para as diversas etapas do R&S. Você e a sua equipe podem contar com todas essas soluções em um só lugar, com a ajuda da inteligência artificial no processo de recrutamento e seleção para agilizar os processos e aumentar a eficiência das contratações.

Como vimos ao longo desta leitura, a atração de talentos certos pode ser muito mais eficiente se a equipe de recrutamento e seleção da empresa estiver atenta e preparada para eliminar os principais erros, como não ser transparente com o candidato, não descrever a vaga com clareza e não fazer uso de ferramentas tecnológicas.

Além disso, ao contar com um software de R&S, os processos de contratação passam a ser muito mais eficientes, colaborando para a seleção dos melhores do mercado.

Se você gostou deste artigo sobre os quatro erros comuns nos processos de contratação, confira também o nosso material sobre softwares de recrutamento e seleção.

Kenoby agora é Gupy

Agende uma demonstração com a melhor e mais inovadora plataforma de RH do Brasil

agendar uma demo (gratuito)