8/12/2017

Roteiro de entrevista: Conheça os 6 passos essenciais

Roteiro de entrevista: Conheça os 6 passos essenciais

Roteiro de entrevista de emprego é um guia estruturado de perguntas predefinidas que os recrutadores utilizam para realizar as entrevistas de candidatos. Assim, podendo ter o tempo otimizado, e conseguir resultados comparáveis, o que facilita na escolha do candidato finalista.

Neste post você vai encontrar:

  • O que é roteiro de entrevistas
  • Passo a passo para realizar uma entrevista
  • Modelo de entrevista de emprego

Um roteiro de entrevista de emprego bem estruturado gera ótimas contribuições para contratações de sucesso. Por meio de perguntas específicas, é possível ter condições de analisar características e habilidades pessoais, avaliar diferentes perfis profissionais e definir qual candidato é o mais adequado para assumir o cargo na sua empresa.

Para que o processo da entrevista tenha sucesso, é importante ter clareza sobre as necessidades da organização e conhecer as particularidades do setor solicitante para, então, definir o perfil do candidato. Dessa forma, você terá as informações necessárias para a condução da entrevista.

A entrevista por competências é a melhor forma de fazer essa avaliação de maneira satisfatória. Podemos definir competência como o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes que, quando colocadas em prática, promovem uma boa performance nas atividades do trabalho.

O que é um roteiro de entrevista de emprego?

Um roteiro de entrevista se assemelha a uma pauta, já que, no final das informações apuradas com o setor solicitante, você terá condições de catalogar toda a entrevista. Afinal, estamos falando de um processo que pode demorar dias, por isso é necessário cuidado.

Seguir um roteiro de entrevista é uma forma de elaborar as informações que devem ser levantadas e respondidas tanto pelo candidato como pelo entrevistador. Essa ferramenta contribui para organizar o fluxo do trabalho do profissional de RH durante a entrevista, possibilitando que as informações necessárias sejam coletadas e registradas.

O roteiro de entrevista é um elemento relevante para o bom andamento das suas atividades enquanto recrutador. Portanto, ajudará a criar um momento único, tornando o processo coerente e facilitando o atingimento dos objetivos pelos envolvidos.

Ter um roteiro de entrevista de emprego também é muito importante porque, para realizar a comparação entre os candidatos, é preciso coletar o mesmo tipo de informação de cada um deles. Do contrário, as avaliações ficam subjetivas, muito variadas e você não tem um critério fixo para a avaliação.

Como realizar uma entrevista de emprego? Confira o nosso passo a passo!

https://www.youtube.com/watch?v=eTDQcDyWUWc

O momento da entrevista de emprego é a oportunidade de o entrevistado contar suas experiências, sua personalidade e como ele pode somar ao desenvolvimento da organização em que deseja trabalhar. Também é uma maneira de a instituição procurar o candidato ideal para ela.

A seleção por competências é um modelo diferenciado e cada vez mais utilizado pelas organizações, pois, ao mesmo tempo em que é focada no perfil, é mais objetiva e realizada por uma ordem de amplo valor agregado para as companhias.

Podemos estruturar o planejamento de uma entrevista em 10 passos. Veja a seguir!

1. Dê atenção à apresentação da empresa

Primeiramente, é construtivo você fazer uma apresentação da corporação e explicar o que a organização espera do candidato para a vaga em questão. É primordial também que o talento se sinta à vontade e que o entrevistador mostre uma postura acolhedora nesse momento. Isso torna mais fácil o bom andamento da entrevista.

Para o candidato, uma boa apresentação da corporação é essencial. Por isso, seja educado e tenha energia ao falar, focando sempre no roteiro da entrevista e nas questões levantadas. É fundamental que, nesse primeiro momento, você transmita ao candidato os valores e as exigências da empresa.

2. Faça as perguntas certas para a entrevista de seleção

Com as especificações de perfil desejadas pela organização, faça as perguntas ao candidato para ter certeza de que ele se enquadra nas exigências do cargo, assim como na cultura da empresa e, mais importante, na cultura da área.

Com a ajuda do currículo, verifique as informações declaradas e converse com o candidato para permitir que ele argumente melhor alguns pontos. Assim, você pode apurar a veracidade das informações e tirar algumas dúvidas que possam aparecer.

É importante indagar sobre detalhes das experiências, cursos de formação e responsabilidades de cargos e projetos anteriores. Evite fazer perguntas de cunho íntimo, como orientação sexual, que podem abrir precedente para questões futuras.

A seguir, vamos mostrar alguns exemplos de questionamentos que podem ser realizados na entrevista de emprego. Trazemos também uma explicação detalhada sobre de que forma essa pergunta contribui com o processo. Acompanhe!

A) Por que você escolheu essa profissão?

Essa pergunta incentiva o talento a contar um pouco da história dele. Isso ajuda a atestar a veracidade das informações do currículo e a conhecer melhor o sujeito. É possível notar, também, de que forma o candidato se comunica e faz avaliações. A resposta pode ainda mostrar o propósito na profissão e o que o sujeito prioriza.

B) De que forma você avalia sua trajetória na carreira até agora?

Esse questionamento ajuda a entender o nível de exigência que a pessoa tem consigo mesma, principalmente no âmbito do trabalho. Ele possibilita ainda poder escutar mais sobre o amadurecimento na carreira e conhecer melhor o perfil do candidato, vendo, por exemplo, se ele tem o hábito de planejar a vida profissional ou se apenas deixa o processo fluir.

C) Quais limitações profissionais você considera que precisa melhorar?

Perguntar sobre as limitações profissionais é importante para conhecer mais da capacidade de autoavaliação dela. É possível ter uma amostra da honestidade e humildade do profissional. Tenha cuidado com respostas muito padronizadas ou comuns, como “sou perfeccionista”. Diante dessa afirmação, pergunte como essa característica se manifesta na vida da pessoa.

D) Qual foi a situação profissional que você teve mais dificuldade de resolver? Como você lidou com o problema?

Esse questionamento é positivo para ver que tipo de situação o talento enxerga como problema e a forma como ele lida com dificuldades. Às vezes, o que desafia uma pessoa pode ser muito comum na empresa, a ponto de se tornar um limitante para a escolha dela para a vaga.

E) Qual o seu interesse em trabalhar na nossa empresa?

Com essa pergunta, é possível entender se a pessoa tem uma identificação com a corporação e com a cultura organizacional, contribuindo para verificar se ela tem potencial para se tornar embaixadora da marca. O questionamento permite ver mais sobre os propósitos e o que o talento valoriza.

F) De que forma você acha que este emprego contribui com a sua carreira?

A proposta é que o processo seletivo seja uma via de mão dupla. A pessoa acrescenta pra empresa, mas o trabalho tem que ser construtivo para ela também. O contrário disso leva a um rápido desligamento. Assim, essa questão é positiva também para ver sobre os objetivos profissionais e o planejamento do talento, se ele pretende ficar mais tempo na empresa e a forma como ele considera a vaga.

G) Me conte uma experiência em que você teve um feedback negativo no seu trabalho e como você lidou com isso.

Feedback tem sido uma ferramenta importante em muitos empreendimentos. Se o seu negócio tem cultura de feedback, é necessário avaliar se o candidato se adapta a esse aspecto. Conhecer um pouco mais sobre esse assunto ajuda a ver a maneira com que a pessoa pensa e lida com as críticas, o que possibilita ter uma amostra do nível de maturidade profissional.

H) O que você não tolera no seu trabalho?

Nesse ponto, é possível verificar quais são os pontos que não são toleráveis na carreira para o profissional. Isso possibilita avaliar se há fit cultural entre a forma de ser do candidato e os valores e padrões da organização.

I) Qual meta você não conseguiu alcançar no seu último trabalho?

Esse questionamento permite ver um ponto fraco em uma perspectiva mais prática, menos do ponto de vista pessoal do candidato e mais do ponto de vista da gestão. Isso possibilita ter uma visão um pouco mais ampla das características do talento.

3. Ofereça espaço para o candidato

Essa é a hora de o candidato poder falar de si e também explanar sobre questões que não foram levantadas por você. Deixe-o à vontade, mas caso surja alguma dúvida indague de forma sutil.

A entrevista por competência deve incentivar o candidato a descrever suas atitudes passadas e as circunstâncias que geraram esse tipo de comportamento — tornando-o mensurável e passível de observação.

Por exemplo, se o candidato disser “sou muito eficiente”, é válido você perguntar: “o que seria ‘eficiente’?”. Isso deixa claro que é necessário que o candidato argumente melhor sobre essa qualidade, com exemplos de experiências vividas ou mesmo habilidades interpessoais.

4. Questione pontos positivos e negativos

Nessa etapa, já é possível você ter uma noção mais estratégica do tipo de candidato que está entrevistando. Pelo comportamento apresentado no decorrer da entrevista, é possível ver se aquele ponto positivo é verídico e perceber qual é o ponto negativo. Assim, é mais uma oportunidade para reforçar a capacidade de autoavaliação do candidato, mesmo que você já saiba a resposta.

5. Indague sobre saídas de empregos anteriores

Esse é o momento de avaliar a ética do candidato na sua conduta profissional. Nem todos os desligamentos de emprego acontecem de maneira amigável, mas o que define o tipo de profissional desejado é como ele conduz a resposta. Ele pode conseguir uma saída elegante para explicar a situação ou culpar a antiga empresa ou o chefe, que nunca deram oportunidade para ele, por exemplo.

6. Ofereça detalhes do cargo

Aqui surgem informações mais específicas do cargo, como atribuições, tarefas, valores e benefícios. É também uma abertura para o entrevistado dizer se aquela proposta o interessa. É importante ser sincero quanto ao cargo. Abra o salário, fale sobre os benefícios corporativos, as reais oportunidades de crescimento e o horário de trabalho.

Não exalte metas e valores que não serão atingidos. Seja realista para que não haja expectativas além do que a corporação pode oferecer. Além disso, uma exaltação faz com que a empresa efetive uma pessoa que logo vai se desiludir com o cargo, sendo ruim para todos.

7. Defina uma duração para a entrevista

A definição da duração da entrevista ajuda a manejar a logística do processo e a evitar atrasos, já que você também vai precisar escutar outros candidatos. Essa iniciativa contribui para evitar a fuga do tema nas respostas, trazendo mais objetividade ao discurso, além de promover o engajamento do candidato.

Além disso, uma entrevista muito longa pode gerar um certo desgaste emocional para a pessoa, já que, normalmente, é comum o talento ter ansiedade para esse procedimento. Lembre-se de informar a duração da entrevista ao realizar o convite e respeitar esses horários para não prejudicar o candidato, pois ele pode ter outros compromissos.

8. Tome notas das observações dos candidatos

Ao longo do processo seletivo, você pode realizar muitas entrevistas. Assim, não é possível confiar só na memória, ou corre-se o risco de esquecer e misturar as informações.As anotações ajudam nas discussões com a equipe de RH e nas avaliações posteriores. Isso contribui para facilitar as análises e decisões. Além disso, esses registros ajudam a manter a consistência da sua comunicação e argumentação com gestores, o time de Recursos Humanos e os talentos.

9. Avalie competências por experiências anteriores

A avaliação por competências ajuda a conhecer mais o candidato e a basear a avaliação em experiências anteriores da pessoa, o que é mais confiável do que só contar com as afirmações do indivíduo. Para avaliar uma competência específica, como foco no resultado, peça que o candidato mencione, por exemplo, uma situação em que precisou canalizar a energia da equipe com o objetivo de atingir as metas estratégicas.

Ou então solicite que o candidato fale sobre a entrega de uma tarefa cujo prazo ele não conseguiu cumprir e como ele reagiu a esse episódio; ou ainda, peça que relate uma ocasião em que, embora tenha enxergado oportunidades de negócios importantes para a organização, não tenha obtido sucesso no alcance de resultados.

10. Ofereça um feedback ao final da entrevista

A finalização da entrevista de emprego também é muito importante. Ofereça um retorno ao final do procedimento, esclarecendo pontos e informando em quanto tempo você vai dar a resposta da avaliação. Caso o candidato não apresente os requisitos necessários para o cargo, deixe isso claro no seu feedback, mas sempre de forma gentil, afinal ninguém merece ser humilhado ou magoado.

Se ele insistir em um retorno mais consistente, informe que outros candidatos apresentaram habilidades mais alinhadas à expectativa da empresa para o momento e, por esse motivo, ele não foi escolhido. Preocupe-se em promover uma boa experiência do candidato no processo, mesmo que a resposta seja negativa.

Modelo de roteiro de entrevista de emprego

Separamos para você 11 perguntas que não podem faltar em uma entrevista de avaliação por competências. É importante que você as faça nos momentos mais adequados, seguindo o fluxo da entrevista. Veja mais!

1. Qual o motivo que o levou a escolher essa profissão?

2. Como você avalia a sua trajetória profissional até o momento?

3. Quais são as suas principais limitações profissionais que precisam ser melhoradas?

4. Qual foi a situação, relacionada à sua profissão, mais desafiadora de resolver e de que forma você lidou com ela?

5. Quais são as suas metas profissionais em longo prazo?

6. O que você não tolera no ambiente de trabalho?

7. Em seu último trabalho, o que você realizou de mais importante?

8. Qual foi a meta que você não conseguiu atingir em seu último emprego?

9. O que o motiva a trabalhar conosco?

10. Você trabalha bem em equipe?

11. Quais são seus planos para o futuro na carreira?

Com esse roteiro de entrevista de emprego, é possível que você já tenha uma ideia do candidato mais adequado para o cargo. Finalize informando, com clareza, o dia do retorno dessa etapa. Caso não tenha um dia certo, dê ao menos uma média.

O roteiro é uma ferramenta essencial no processo de recrutamento e seleção. É preciso realizar todas as atividades com ética e valorizando o potencial do talento.Uma entrevista bem realizada ajuda a coletar as informações necessárias para análises mais precisas, que complementam a avaliação por dados e os testes psicológicos, possibilitando a escolha de um profissional mais apto para a função.

O roteiro de entrevista de emprego fornece um direcionamento para os questionamentos, além de auxiliar na gestão do tempo e da informação.

Gostou deste artigo sobre roteiro de entrevista de emprego? Aproveite e compartilhe este post nas redes sociais e espalhe essas dicas entre os seus amigos!

Kenoby agora é Gupy

Agende uma demonstração com a melhor e mais inovadora plataforma de RH do Brasil

agendar uma demo (gratuito)