Testes Online: Saiba a sua importância para o R&S estratégico

Testes Online: Saiba a sua importância para o R&S estratégico

Os testes online são uma modalidade de medição digitalizada de quaisquer pontos científicos, psicológicos e técnicos de um indivíduo.

No processo de recrutamento e seleção, esses recursos são mais comumente usados para analisar o comportamento dos candidatos a uma posição em aberto. A sua adoção permite que os recrutadores avaliem o fit cultural e o perfil desses profissionais.

Assim, a partir desses dados, com base em seu desempenho nas avaliações, é possível identificar aquele que é mais indicado a preencher a vaga.

Quer se aprofundar nessa temática? Então, continue a leitura das próximas linhas. Vamos lá!

Caso você queira entender melhor do que se trata o fit cultural, clique aqui para saber mais acerca de como avaliá-lo!

Quais são os exemplos mais comuns dos testes online?

Há um sem-número de testes online disponíveis quando se trata de soluções que otimizam e tornam mais precisos os resultados dos processos de recrutamento e seleção. Nesse sentido, naturalmente, o ideal é que as organizações busquem utilizar aqueles que, para o preenchimento de determinado cargo vago, parecem fazer mais sentido por avaliarem características específicas e determinantes para a verificação da aptidão de um profissional para o desempenho das atribuições da função.

No entanto, existem aqueles mais comuns e que geram resultados eficazes independentemente do tipo de posição à qual se visa ocupar. A seguir, veja alguns deles!

Comportamental

O mapeamento do perfil comportamental da Kenoby é um procedimento que avalia os cinco construtos do BIG 5 e mais outros sete relacionados às soft skills ditas como essenciais para o futuro do trabalho.

Inclusive, há que se dizer que o BIG 5 foi o teste escolhido para embasar o nosso mapeamento por ele ser fundamentado e criado ao redor da teoria de personalidade mais consolidada do mundo, com comprovação científica como ferramenta de mapeamento de perfil comportamental. Os pontos avaliados são os elencados a seguir. Confira!

Abertura

A abertura avalia o interesse das pessoas em arte, em aventura, em emoção, em ideias fora do comum e em curiosidades. Basicamente, ela mede a propensão a novas experiências. Esse é um traço que indica a disposição e a habilidade de lidar com novas vivências, sendo comum em pessoas adaptáveis — aquelas que aceitam correr riscos e se acostumam rapidamente com as situações dinâmicas.

Autodisciplina

Como o próprio nome já diz, essa é a habilidade de seguir os padrões e as regras, além de estar diretamente ligada à objetividade, à capacidade de desenvolver métodos eficazes de solução de problemas, à organização, à pontualidade e ao atingimento de objetivos. As pessoas com um mapeamento de autodisciplina alto tendem a ser mais receptivas a situações controladas e planejadas em detrimento daquelas consideradas espontâneas.

Extroversão

A extroversão mede a excitação ou a introversão das pessoas com o mundo ao seu redor. É claro, contudo, que isso não significa que toda pessoa introvertida seja necessariamente tímida.

Afinal, um indivíduo pode ser enérgico e ativo, mas indisposto socialmente. As pessoas com um alto índice de extroversão, via de regra, têm facilidade de interagir com outras e de se sentirem bem em ambientes colaborativos. São, geralmente, aquelas que têm um talento natural para se relacionar, para dialogar e para lidar bem com as demais equipes.

Amabilidade

Esse construto mede se os talentos têm a tendência de serem compassivos e cooperantes. As pessoas com um alto índice de amabilidade costumam ter a habilidade de se preocupar com o próximo, de se colocar no lugar do outro e de ajudá-lo. Ou seja, são indivíduos empáticos.

Estabilidade emocional

Aqui, o que é medido é a capacidade de as pessoas tomarem decisões, de pensarem claramente e de conseguirem lidar de maneira saudável com um alto nível de carga emocional, como o estresse. Por outro lado, a sua falta indica a dificuldade em reagir a fortes emoções.

Iniciativa individual

Esse é o construto responsável por avaliar características do comportamento relacionadas à comunicação com os outros colegas no ambiente de trabalho, com a busca de melhorias no desempenho — tanto do grupo quanto do indivíduo —, ao engajamento político (incluindo a expressão de opiniões e de novas ideias e também o encorajamento dos colegas a se engajarem politicamente) e a atos voluntários de criatividade e de inovação.

Estilo de decisão racional e intuitiva

Os estilos de tomada de decisão são padrões estáveis que refletem as estratégias utilizadas para tomar decisões importantes. Eles, basicamente, controlam os modos pelos quais os indivíduos realizam tarefas específicas. Julgamentos podem ser feitos e decisões podem ser tomadas tanto de modo intuitivo/emocional quanto de maneira analítica/racional, sendo fundamental destacar que não existe uma forma correta de tomar decisões.

Facilitação interpessoal

A facilitação interpessoal inclui os atos de cooperação, de atenção e prestativos, que são ações (como elogiar os colegas de trabalho quando eles são bem-sucedidos, gostar, dar suporte ou encorajar outro profissional etc.) que tendem a ajudar no desempenho dos demais talentos.

Resiliência

A resiliência é a “capacidade de recuperação ou de ajustamento mediante mudanças ou infortúnios”. Ela, como uma característica de personalidade, atua como a responsável por moderar os efeitos negativos do estresse, promovendo uma adaptação mais rápida e mais confortável para os talentos.

Ou seja, ela engloba as competências pessoais relativas aos domínios cognitivos, emocionais e sociais. Então, geralmente, os indivíduos que apresentam tais características tendem a "florescer" quando expostos a desafios.

Assertividade

Aqui, o que é avaliado é a capacidade de defender os seus direitos pessoais e de expressar os pensamentos, os sentimentos, as ideias, as necessidades e as crenças de maneira direta, honesta e apropriada, de uma forma que não viole os direitos de outras pessoas. A assertividade, como uma característica comportamental, é honesta, direta, expressiva e espontânea.

Então, as pessoas assertivas fazem as suas próprias escolhas, são confiantes e se sentem bem consigo mesmas. Elas geralmente alcançam os seus objetivos e não têm dificuldades na hora de tomar decisões.

Essa é uma característica de quem, quando diante de situações de injustiça, tem confiança no próprio julgamento e mais facilidade de dizer “não”. Geralmente, esse tipo de indivíduo é seguro de si e não se incomoda com a possibilidade de as pessoas o observarem ou potencialmente julgarem as suas ações.

Entusiasmo por tecnologia

O entusiasmo por tecnologias está relacionado à forma como as inovações são percebidas e aceitas por determinada pessoa. Tais comportamentos incluem:

  • um desejo ou uma necessidade de estar por dentro do lançamento de novos produtos;
  • o anseio de sentir que as tecnologias ajudam a manter o controle sobre as coisas do dia a dia;
  • a facilidade de gostar de descobrir como usá-las;
  • o interesse em ser uma referência para as outras pessoas que buscam se atualizar,
  • a facilidade em utilizar os novos produtos tecnológicos e em se sentir imerso no mundo tecnológico a ponto de não ver o tempo passar.

Raciocínio lógico

Esse tipo de teste tem como finalidade avaliar alguns pontos de desempenho do candidato em determinados momentos, mas, principalmente, a forma como ele constrói e como estrutura o seu pensamento no momento de solucionar um problema, de desenvolver uma estratégia ou de tomar uma decisão, por exemplo. Normalmente, fazer o teste de raciocínio lógico é muito ligado a questões matemáticas.

Mais uma vez, porém, ele não avalia a inteligência ou a capacidade intelectual de um indivíduo, apenas a sua habilidade de raciocínio lógico. Então, é normalmente utilizado para o preenchimento de vagas nas áreas financeira, contábil e de logística.

Palográfico

Curiosamente, também bastante conhecido como o "teste dos pauzinhos", o teste palográfico surgiu na Espanha e foi desenvolvido por Salvador Escala Milá. Esse tipo de teste de personalidade tem por objetivo "medir", por meio de técnicas gráficas, as características comportamentais de um indivíduo.

Ele é considerado um teste expressivo em razão de viabilizar a análise do tipo de resposta que foi dado pelo candidato quando o seu foco estava direcionado a uma tarefa. Para que o seu funcionamento seja bem-sucedido, é essencial que o profissional sob avaliação siga à risca as orientações do responsável pelo processo de recrutamento e seleção, fazendo palos em uma folha em branco — assim são chamados os traços verticais.

Dessa maneira, de acordo com o formato dos palos e conforme o seu posicionamento, torna-se viável identificar as peculiaridades pessoais relativas ao comportamento da pessoa.

Zulliger

O teste de Zulliger, conhecido também apenas como "teste Z", também é um dos métodos que podem ser empregados na seleção de candidatos para o preenchimento de uma posição em aberto. A técnica se utiliza, basicamente, de três imagens que contêm uma mancha (havendo grandes similaridades, inclusive, com o teste de Rorschach) que devem ser interpretadas pelos profissionais sob avaliação.

Assim, a partir dessas interpretações, um profissional devidamente habilitado — geralmente atuante no campo da saúde mental — elaborará um perfil psicológico. Isso torna possível a análise do nível de equilíbrio e dos traços de personalidade do participante.

Teste não verbal de inteligência

O teste não verbal de inteligência é, na verdade, uma categoria inclusa na classe dos testes de inteligência. O seu intuito é, em termos simples, viabilizar a avaliação do fator "G" de inteligência, que é definido a partir da capacidade que o profissional tem de empregar os recursos presentes para a resolução de um determinado entrave.

Geralmente, essa técnica também é constituída por imagens e, por meio de erros, de omissões e de acertos, ao final, a pontuação e a classificação do indivíduo é verificada. Há, contudo, um tempo previamente delimitado para a execução do teste e a sua correção pode acontecer tanto online — como é o nosso foco neste conteúdo — quanto manualmente.

Teste de Quociente de Inteligência (QI)

Criado por volta do século XX, esse teste é bastante empregado com o fim de "quantificar" as habilidades cognitivas que uma pessoa apresenta. A escala de QI, usualmente, vai de 0 a 200, e, a partir dela, especialistas têm a oportunidade de estabelecer um comparativo entre as habilidades de diversos indivíduos, considerando uma média de âmbito global.

O valor do Quociente de Inteligência, na verdade, pode ser obtido tanto por meio do emprego de testes que avaliam uma área específica, como a lógica ou o raciocínio, quanto por meio de outros que abarcam uma infinidade de áreas.

A principal vantagem dessa metodologia é a possibilidade de perceber o nível de facilidade que um determinado candidato tem, por exemplo, para desempenhar as atribuições de uma posição ou para aprender coisas novas.

Entretanto, há que se ressaltar, nesse caso, que, ainda que o teste de QI seja amplamente utilizado como uma maneira de avaliar o quão bem-sucedido um indivíduo poderá ser, ele não é o único preditor do sucesso. Afinal, é preciso se ter em mente que as pessoas bem-sucedidas, na verdade, apresentam outras capacidades que não são passíveis de avaliação por meio dessa estratégia.

Quais são as vantagens da aplicação de testes online?

A verdade é que o emprego de testes no processo de recrutamento e seleção facilita a identificação de características e de traços inerentes à personalidade dos profissionais que participam da seletiva que visa ao preenchimento de uma posição em aberto na empresa.

Com isso, torna-se mais fácil reconhecer aquele candidato que, dentre os demais, apresenta um perfil mais bem alinhado às expectativas para a ocupação da vaga.

Contudo, para a sua melhor compreensão, ainda listamos, a seguir, três dos principais motivos de utilizá-los nas seletivas da sua organização para ter mais precisão nas admissões. Veja!

Melhora da experiência do candidato

Estamos vivenciando a era digital há um bom tempo. Tendo isso em vista, os candidatos — principalmente os que concorrem a vagas de estágio e de trainee, por exemplo — não têm mais uma grande afinidade com o papel.

Portanto, implementar um processo seletivo em uma plataforma online, na qual ele possa proceder com grande parte da sua candidatura à vaga de casa, pelo próprio computador, aumenta muito a sua expectativa perante a empresa. Além disso, a medida eleva também o seu desejo de ser contratado pela organização, passando a integrar o seu quadro de pessoal.

Inclusive, para aprender mais sobre a nova Geração Z, aproveite e acesse o nosso post!

Mais agilidade nos processos

Os testes online são fundamentais para uma área de recrutamento e seleção verdadeiramente estratégica. Isso porque eles otimizam muito o tempo de avaliação e o processo de triagem de candidatos.

Com um simples teste inicial de fit cultural, por exemplo, em vez de despender o seu tempo para ler e para analisar os currículos de todos os candidatos que se inscreveram no processo seletivo, você pode estipular uma régua de corte e filtrar somente os melhores. Assim, será viável seguir apenas com esses profissionais para as próximas etapas da seleção para o preenchimento da posição em aberto.

Mais precisão na contratação

Este tópico, na verdade, está muito ligado ao anterior. A qualificação do seu banco de talentos por métricas, tanto comportamentais quanto técnicas, permite que você seja munido de índices e de dados para realizar uma melhor análise dos seus candidatos.

Isso é fundamental, especialmente no momento de indicar os três melhores, por exemplo, para que o gestor da área da vaga tome a sua decisão. Com informações mais precisas em mãos, as admissões se tornam mais acertadas e, por consequência, a taxa de turnover é impactada positivamente, sofrendo uma redução, afinal, os profissionais contratados passam a ser mais bem alinhados aos valores e à cultura organizacional.

Como falado acima, os testes online são fundamentais para o sucesso de uma área estratégica de recrutamento e seleção e a transformação digital. Esses recursos, inclusive, funcionam muito bem com um sistema de gestão de R&S, como o Kenoby, no qual você pode controlar todos os seus candidatos e ter um total domínio do seu processo seletivo, automatizando as etapas e reduzindo os recursos necessários na hora de contratar a pessoa certa para a sua empresa.

Se você gostou deste texto e quer receber mais materiais relevantes para continuar a transformação da sua área de R&S, tornando-a cada vez mais estratégica, assine a nossa newsletter e receba as nossas próximas publicações na sua caixa de entrada!

Kenoby agora é Gupy

Agende uma demonstração com a melhor e mais inovadora plataforma de RH do Brasil

agendar uma demo (gratuito)