Veja 5 dicas de valorização do funcionário para aplicar na empresa hoje mesmo!

Uma retenção de talentos bem-sucedida demanda muito mais do que a oferta de bons salários e de estabilidade. Em um contexto em que os profissionais mais bem qualificados podem escolher entre as melhores oportunidades disponíveis no mercado, implementar medidas de valorização do funcionário é a melhor alternativa para preservar o seu quadro de pessoal.

De forma geral, esse conceito abrange o prestígio e o estímulo ao trabalho dos colaboradores, por exemplo, com a adoção de iniciativas de reconhecimento. Como reflexo da prática, inclusive, é possível observar melhores resultados em termos de motivação e de produtividade, o que naturalmente é vantajoso para a empresa.

Além disso, uma corporação que assume essa postura de estima ao seu empregado também se torna mais atrativa no mercado de trabalho, o que gera impactos positivos no recrutamento e na seleção de candidatos. Em razão disso, neste post sobre o tema, listaremos cinco dicas que poderão ser aplicadas imediatamente. Boa leitura!

1. Crie uma cultura de diálogo e de feedback

Não há como falar de desenvolver e de reter talentos sem mencionar a importância que tem o feedback. Estamos em constante aprendizado o tempo todo e sempre é possível melhorar, principalmente no âmbito profissional, em que mudanças estão acontecendo a todo momento.

Além disso, é natural que um colaborador que não se sinta valorizado acabe por se desmotivar. Uma forma de evitar que isso aconteça na empresa é criando o hábito de dialogar e de dar feedbacks.

Reconhecer um bom rendimento não significa, porém, elogiar publicamente — embora não haja mal nisso. Na verdade, o fundamental é demonstrar que você se importa com o funcionário e com a sua trajetória profissional.

Para isso, é importante ajudá-lo a corrigir os pontos que demandam melhorias e reforçar positivamente as boas práticas, que, é claro, devem ser mantidas. Então, agende periodicamente reuniões de feedback nas quais seja possível dialogar com o colaborador, mantendo em mente que esse é um processo de construção de carreira para ambos e não somente um momento para fazer críticas e/ou elogios aleatórios.

2. Reconheça e valorize as conquistas individuais

As premiações que são direcionadas às equipes, por exemplo, quando uma meta de difícil alcance é atingida, têm a sua relevância. No entanto, é interessante ir além, reconhecer e valorizar o trabalho de cada um que contribuiu para o resultado.

Quem apresentou uma performance de destaque em determinado projeto? Quais são os aspectos pessoais e os aspectos profissionais que fizeram determinado trabalhador ter sucesso? O que os demais podem aprender com ele?

Ao evidenciar as vitórias de um colaborador, por exemplo, você não apenas promove uma cultura de valorização do funcionário, mas estimula a inspiração. Isso porque, naturalmente, os demais membros do time se espelharão nas qualidades que foram exaltadas e procurarão cultivá-las e colocá-las em prática também.

3. Ofereça benefícios que estejam além do âmbito profissional

Além daqueles que impactam diretamente o rendimento do colaborador na empresa, considere a possibilidade de oferecer benefícios que gerem reflexos positivos na vida do indivíduo fora do ambiente corporativo. Você pode avaliar, por exemplo, a disponibilização de um vale-cultura, a implementação de uma jornada com horários mais flexíveis, a formação de convênios de descontos com academias, farmácias, restaurantes etc.

Esse tipo de ação faz parte do que chamamos de endomarketing, que, basicamente, é uma tática de marketing institucional voltada ao seu público interno, ou seja, àqueles que compõem o seu quadro de pessoal. O objetivo maior aqui é melhorar a imagem da corporação entre os funcionários e gerar uma equipe mais motivada, reduzindo a rotatividade.

Com a adoção de ações de valorização do funcionário como essa, logo será possível perceber os impactos na satisfação dos trabalhadores. Como consequência, melhores resultados serão entregues, o que mostrará que os benefícios ofertados foram revertidos em vantagens para a própria organização.

4. Promova ações de integração

Os eventos corporativos não precisam girar sempre em torno dos interesses da empresa e da geração direta de resultados. Ações de integração direcionadas aos trabalhadores também são fundamentais para valorizar os esforços e abrir um espaço para a diversão em meio a um dia a dia de trabalho corrido e atribulado.

As alternativas são as mais variadas — brunchs, happy hours, atividades externas etc. — e você pode optar por aquela que faz mais sentido para o perfil da corporação e que está mais alinhada aos gostos e aos interesses do seu time. Apenas lembre-se de que o momento será de descontração, então, evite ao máximo que as interações acabem por se voltar a assuntos de trabalho.

5. Invista na qualificação da sua equipe

Como já foi dito em tópico anterior, no universo profissional, sempre há mudanças acontecendo, por exemplo, com procedimentos engessados dando lugar a processos mais otimizados e tecnológicos. Nesse sentido, podemos dizer que não há um profissional que tenha alcançado o ápice do conhecimento no seu segmento de atuação. Sempre existe o que aprender.

Por essa razão, mais uma excelente prática de valorização do funcionário é disponibilizar cursos, palestras, treinamentos e quaisquer outras modalidades de compartilhamento de aprendizado e de capacitação. Tudo que pode enriquecer a bagagem dos colaboradores é válido.

Além disso, quando você investe no seu quadro de pessoal, aqueles que o compõem percebem o quanto são importantes para a corporação. Dessa forma, o rendimento e o ânimo também são impactados, gerando retornos positivos para a organização como um todo.

Como você viu, muitas são as ações de valorização do funcionário que você pode implementar na empresa de forma imediata. Mesmo que adotá-las signifique mudar a cultura organizacional atual e repensar algumas posturas, não hesite — tenha certeza de que os resultados valerão a pena e de que você terá uma equipe mais comprometida com o sucesso da corporação e uma imagem institucional mais positiva no mercado, tornando-se mais atrativa aos candidatos externos.

Este post sobre a valorização profissional e os seus impactos positivos no ambiente de trabalho foi útil? Então, aproveite a visita, leia o nosso outro conteúdo e descubra quais são os principais benefícios corporativos que auxiliam na retenção de talentos.

Vamos partir para a ação?

Faça agora mesmo uma demonstração da nossa ferramenta.

Fale comum Especialista